A atual relação entre homem e trabalho: (im)possibilidade para a eudaimonía?

Acessos: 8467

Downloads: 5971

ID: 31229
Autores: Array
Periódico: Revista Eletrônica Gestão e Serviços
Resumo: Conforme o tema “felicidade” ganha relevância dentro das narrativas do campo da psicologia, sua origem e seus desdobramentos passam a ser estudados com maior atenção. De maneira geral, é atribuída a Aristóteles a origem do termo, através da concepção de eudaimonía. Para o filósofo, a felicidade não poderia ser compreendida aquém da ética e, através de uma vida de proximidade desta e reflexão, poderia se almejar uma vida feliz. Entretanto, num contexto de avanços tecnológicos, globalização e “autonomia”, uma insegurança ontológica emerge e incita o seguinte questionamento: o indivíduo é mais feliz hoje do que antigamente? Para compreender a relevância de tal pergunta, este artigo buscou identificar, de modo breve, as transformações da ética desde a Grécia Antiga até os dias atuais, quando o trabalho assume papel central. A partir do percurso traçado, foi realizada uma análise da organização capitalista do trabalho.
Palavras-chave: Array
Citação ABNT: SEWAYBRICKER, L. E.A atual relação entre homem e trabalho: (im)possibilidade para a eudaimonía?. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, v. 1, n. 2, p. 162-184, 2010.
Citação APA: Sewaybricker, L. E.(2010). A atual relação entre homem e trabalho: (im)possibilidade para a eudaimonía?. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, 1(2), 162-184.
Volume: 1
Número: 2
Ano: 2010
Página inicial: 162
Página final: 184
Quantidade de Páginas: 23
Link Permanente: http://www.spell.org.br/documentos/ver/31229/a-atual-relacao-entre-homem-e-trabalho---im-possibilidade-para-a-eudaimonia-/i/pt-br
Tipo de documento: Artigo
Idioma: Português
Visualizações: 8467
Downloads: 5971