Análise de artigos que relacionam ciclo de vida organizacional com controles de gestão Outros Idiomas

ID:
10412
Resumo:
O estudo objetiva analisar artigos que relacionam ciclo de vida organizacional e controles de gestão publicados em periódicos nacionais e internacionais. Os periódicos internacionais foram selecionados a partir da busca da palavra accounting no título dos periódicos da base de dados SIBi da Universidade de São Paulo, localizando-se 67 periódicos. Para a seleção dos artigos procurou-se a palavra life cycle no título, resumo e palavras-chave, em que se identificaram 39 artigos. Nas publicações nacionais a busca concentrou-se nos periódicos da área de Administração/Contabilidade/Turismo classificados no Qualis CAPES, publicados no período de 2005 a 2009. O critério para a seleção dos artigos foi a presença dos termos “ciclo de vida” e “controle de gestão” no título, resumo e palavras-chave, em que se identificaram 18 artigos. A leitura dos resumos desses artigos foi procedida para analisar sua adequação ao propósito do estudo, resultando em sete artigos internacionais e oito nacionais. Pesquisa descritiva foi realizada por meio de análise de conteúdo. A análise evidenciou uma produção científica emergente e reduzida de 15 artigos que relacionam ciclo de vida organizacional e controles de gestão, ao mesmo tempo que sinaliza oportunidades de estudo frente às facetas que se apresentam.
Citação ABNT:
BEUREN, I. M.; PEREIRA, A. M. Análise de artigos que relacionam ciclo de vida organizacional com controles de gestão. Revista de Administração e Inovação, v. 10, n. 2, p. 123-143, 2013.
Citação APA:
Beuren, I. M., & Pereira, A. M. (2013). Análise de artigos que relacionam ciclo de vida organizacional com controles de gestão. Revista de Administração e Inovação, 10(2), 123-143.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/10412/analise-de-artigos-que-relacionam-ciclo-de-vida-organizacional-com-controles-de-gestao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Adizes, I. (1990). Os ciclos de vida das organizações. São Paulo: Pioneira.

Alves, L.C.O., & Marques, J.A.V.C. (2006). A demonstração dos fluxos de caixa como ferramenta de análise financeira. Pensar Contábil, 8(32), 1-12.

Alves, L.C.O., & Marques, J.A.V.C. (2007). Identificação das fases do ciclo de vida de empresas através da análise das demonstrações dos fluxos de caixa. Base – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 4(3), 249-262.

Andrade, M.M. (2005). Introdução à metodologia do trabalho científico. 7a ed. São Paulo: Atlas.

Anthony, J.H., & Ramesh, K. (1992). Association between accounting performance measures and stock prices: a test of the cycle hypothesis. Journal of accounting and Economics, v. 15, p. 203-227.

Auzair, S.M., & Langfield-Smith, K. (2005). The effect of service process type, business strategy and life cycle stage on bureaucratic MCS in service organizations. Management Accounting Research, v. 16, p. 399-421.

Bardin, L. (1979). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições.

Bethlem, A. (1999). Estratégia empresarial: conceitos, processo e administração estratégica. 2. ed. São Paulo: Atlas.

Clemente, A. (1998). Projetos empresariais e públicos. São Paulo: Atlas.

Cobra, M. (1992). Administração de marketing. São Paulo: Atlas.

Enis, B. (1983). Princípios de marketing. São Paulo: Atlas.

Espejo, M.M.S.B., Cruz, A.P.C., Lourenço, R.L., Antonovz, T., Almeida, L.B. (2009). Estado da arte da pesquisa contábil: um estudo bibliométrico de periódicos nacional e internacional veiculados entre 2003 e 2007. Revista de Informação Contábil, 3(3), 94-116.

Ferreira, J.J.M., Marques, C.S.E., Barbosa, M.J. (2007). Relação entre inovação, capacidade inovadora e desempenho: o caso das empresas da região da beira interior. RAI – Revista de Administração e Inovação, 4(3), 117-132.

Frohlich, L., Rossetto, C.R., Silva, A.B. (2007). Implicações das práticas de gestão no ciclo de vida organizacional: um estudo de caso. Análise, 1(1), 139-160.

Gil, A.C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Grandlund, M., & Taipaleenmäki, J. (2005). Management control and controllership in new economy firms: a life cycle perspective. Management Accounting Research, v. 16, p. 21-57.

Grapeggia, M. (2008). Habilidades empreendedoras à luz do ciclo de vida organizacional. 142 f. 2008. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Greiner, L. (1972). Evolution and revolution as organizations grow. Harvard Business Review, 50(3), 37-46.

Hinz, R.T.P., Valentina, L.V.D., Franco, A.C. (2007). Monitorando o desempenho ambiental das organizações através da produção mais limpa ou pela avaliação do ciclo de vida. Revista Produção Online, 7 (3), art. 3.

Kallunki, J. P., & Silvola, H. (2008). The effect of organizational life cycle stage on the use of activity-based costing. Management Accounting Research, v. 19, p. 62-79.

Kayo, E.K., Kimura, H., Martin, D.M.L., Nakamura, W.T. (2006). Ativos intangíveis, ciclo de vida e criação de valor. RAC – Revista de Administração Contemporânea, 10(3), 73-90.

Kimberly, J., & Miles, R. (1980). The organizational life cycle. San Francisco: Jossey-Bass.

Kotler, P. (1998). Administração de marketing: análise planejamento, implementação e controle. São Paulo: Atlas.

Las Casas, A.L. (1989). Marketing: conceitos, exercícios e casos. 2a ed. São Paulo: Atlas.

Lucena, E.A. (2003). Administração estratégica nos diferentes estágios do modelo de ciclo de vida organizacional. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 23., 2003, Ouro Preto. Anais... Outro Preto: Abepro.

Machado-da-Silva, C., Vieira, M., Dellagnelo, E. (1992). Ciclo de vida e tecnologia: um modelo para análise das organizações. Organizações & Sociedade, 5(11), 23-39.

Marques, A.F. (1994). Deterioração organizacional: como detectar e resolver problemas de deteriorização e obsolescência organizacional. São Paulo: Makron Books.

Martins, G.A., & Silva, R.B.C. (2005). Plataforma teórica: trabalhos do 3º e 4º Congressos USP de Controladoria e Contabilidade: um estudo bibliométrico. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 5, 2005, São Paulo. Anais... São Paulo, FEA/USP.

Martins, T.M., & Martinelli, D.P. (2009). Índice de desenvolvimento setorial: uma proposta para analisar o ciclo de vida dos setores industriais. RAUSP – Revista de Administração, 44(2), 87-101.

McCarthy, E., & Perreault, W. (1997). Marketing essencial: uma abordagem gerencial e global. São Paulo: Atlas.

Miller, D., & Friesen, P. (1984). A longitudinal study of corporate life cycle. Management Science, 30(10), 1161-1183.

Mintzberg, H. (1984). Power and organization life cycles. Academy of Management Review, 9(3), 207-224.

Moores, K., & Yuen, S. (2001). Management accounting systems and organizational configuration: a life-cycle perspective. Accounting, Organizations and Society, v. 26, p. 351-389.

Novello, A. A. (2006). Controles de gestão utilizados em cada fase do ciclo de vida organizacional: um estudo nas indústrias do setor metal mecânico do município de Joaçaba/SC. 147f. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau, Blumenau.

Oliveira, J., & Escrivão Filho, E. (2009). Ciclo de vida organizacional: alinhamento dos estágios das pequenas empresas em quatro dimensões. Revista Gestão Industrial, 5(1), 155-176.

Oliveira, M.J.F., Sabbadini, F.S., Chamowitz, I. (2009). Uma plataforma de simulação visual em 3D orientada para o ciclo de vida das entidades. Revista Produção Online, 9(2), 398-415.

Ouchi, W.G. (1977). The relationship between organizational structure and organizational control. Administrative Science Quarterly, 22(1), 95-113.

Quinn, R.E., & Cameron, K. (1983). Organizational life cycles and shifting criteria of effectiveness: some preliminary evidence. Management Science, 29(1), 33-51.

Silva, L.C. (2008). Controles de gestão utilizados nas fases do ciclo de vida das indústrias familiares do pólo moveleiro de São Bento do Sul/SC. 208 f. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Programa de Pós-Graduação da Universidade Regional de Blumenau, Blumenau.

Silvola, H. (2008). Design of MACS in growth and revival stages of the organizational lide-cycle. Qualitative Research in Accounting & Management, 5(1), 27-47.

Silvola, H. (2008). Do organizational life-cycle and venture capital investors affect the management control systems used by the firm? Advances in Accounting, Incorporating Advances in International Accounting, v. 24, p. 128-138.