Campos, agentes e relações de poder: um estudo sobre as origens do distrito de Primavera-SP Outros Idiomas

ID:
10542
Periódico:
Resumo:
O Distrito de Primavera, pertencente ao município de Rosana, no estado de São Paulo, nasceu como uma vila operária para abrigar os operários que iriam trabalhar na construção da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sergio Motta. Sua história é permeada por profundos conflitos, inicialmente de origem fundiária, e que foram se transfigurando ao longo do tempo. A partir dos conceitos envoltos na Teoria dos Campos, de Pierre Bourdieu, neste artigo, pretendemos interpretar as relações de poder instauradas entre os agentes que deram origem à instalação do Distrito. Os dados coletados mostram que são vários os agentes envolvidos nessas relações de poder, e notadamente o Poder Público, a CESP e a Camargo Corrêa foram dominantes nesse campo. A relação entre os dominantes e dominados proporcionou uma integração ilusória da sociedade em seu conjunto, o que promoveu no campo a falsa sensação de consciência.
Citação ABNT:
NATT, E. D. M.; ICHIKAWA, E. Y. Campos, agentes e relações de poder: um estudo sobre as origens do distrito de Primavera-SP. Gestão e Sociedade, v. 6, n. 15, p. 308-334, 2012.
Citação APA:
Natt, E. D. M., & Ichikawa, E. Y. (2012). Campos, agentes e relações de poder: um estudo sobre as origens do distrito de Primavera-SP. Gestão e Sociedade, 6(15), 308-334.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/10542/campos--agentes-e-relacoes-de-poder--um-estudo-sobre-as-origens-do-distrito-de-primavera-sp/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARRETO, R. Índios e ambientalistas correm atrás de prejuízo causado por usina. São Paulo, publicado por ISA, em 17-09-2001. Disponível em: http://www.socioambiental.org/nsa/detalhe?id=43> Acessado em: 30 jun. 2012.

BORTOLETO, E. M. A implantação de grandes hidrelétricas: desenvolvimento, discursos e impactos. Revista Geografares, n. 2, p. 56-63, jan. 2001.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002a.

BOURDIEU, P. A economia das trocas linguísticas. São Paulo: Edusp, 2008c.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, 2009c.

BOURDIEU, P. A produção da crença. 3. ed. Porto Alegre: Zouk, 2008a.

BOURDIEU, P. Campo de poder, campo intelectual: itinerário de um concepto. Buenos Aires: Montressor, 2002b.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2009b.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 12. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009a.

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004.

BOURDIEU, P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. 9. ed. Campinas: Papirus, 2008b.

CAMPANHARO, L. S. L. O. Impactos socioambientais decorrentes da formação do reservatório da Usina Hidrelétrica Engº. Sérgio Motta no Município de Presidente Epitácio. Enciclopédia Biosfera, n. 1, p. 1-42, 2005.

COMPANHIA ENERGÉTICA DE SÃO PAULO CESP. Obras do Reservatório da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta. CD-ROM. São Paulo, 2000.

COMPANHIA ENERGÉTICA DE SÃO PAULO (CESP). Usina Hidrelétrica Porto Primavera. Estudo de impacto ambiental: programas de controle ambiental v. 3, jul. 1994.

CORSETTI, B. Análise documental no contexto da metodologia qualitativa. UNIrevista, v. 1, n. 1: 32-46, jan. 2006.

FARIA, J. H. Poder real e poder simbólico: o mundo das intrigas e tramas nas organizações. In: CARRIERI, A. P.; SARAIVA, L. A. S. Simbolismo organizacional no Brasil. São Paulo: Atlas, 2007, p. 61-86.

FELLET, J. Polêmica sobre Belo Monte se arrasta há três décadas: entenda o caso. In: BBC. Publicado em 05 de abril de 2011. Disponível em: Acesso em: 16 jul. 2011.

FERNANDES, B. M.; RAMALHO, C. B. Luta pela terra e desenvolvimento rural no Pontal do Paranapanema (SP). Estudos avançados, v. 15, n. 43, 2001.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria método e criatividade. 22 ed. Petrópolis: Vozes,1994, p. 9-29.

PANDOLFI, M. A. Turismo e conflito por terra no Pontal. In: 12º ENCUENTRO DE GEÓGRAFOS DE AMÉRICA LATINA EGAL: CAMINANDO EN UNA AMÉRICA LATINA EN TRANSFORMACIÓN, 2009, Montevideo Uruguay. Anais... Montevideo: EGAL, 2009, p. 01-10.

SANTOS, A. R. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

SANTOS, M. A natureza do espaço. São Paulo: EDUSP, 2006.

SCARPINELLA, C. A. Porto Primavera: o paradigma de análise e os processos de implantação, 1999. 186 fls. Tese (Doutorado em Administração) Programa de Pós-Graduação em Energia da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo. São Paulo.

SEVÁ, A. O. Conhecimento crítico das mega – hidrelétricas: para avaliar de outro modo alterações naturais, transformações sociais e a destruição dos monumentos fluviais. In: 2º ENCONTRO NACIONAL DA ANPPAS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM AMBIENTE E SOCIEDADE, 2004, Indaiatuba. Anais... Indaiatuba: ANPPAS, 2004.

SILVA, L. F. Reflexos culturais da população do Distrito Primavera expressos no léxico e nos topônimos. 75 fls. Rosana: UNESP, 2010. Trabalho de Conclusão de Curso.

SOUZA, A. N.; JACOBI, P. R. Expansão da Matriz Hidrelétrica no Brasil: as Hidrelétricas da Amazônia e a perspectiva de mais Conflitos Socioambientais. In: V ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM AMBIENTE E SOCIEDADE. 2010, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANPPAS, 2010.

SOUZA, E. A. Reordenamento sócio-econômico e cultural das famílias atingidas pela UHE Engenheiro Sérgio Motta: reassentamentos Pedra Bonita e Santa Emília/Santana-Brasilância, 2005. 166 fls. MS. Dissertação (Mestrado em Geografia) -: Programa de Pós-Graduação em Geografia da Faculdade de Ciência e Tecnologia da UNESP, Presidente Prudente.

THOMAZ, A. Nova face do conflito pela posse da terra no Pontal do Paranapanema: estratégia de classe entre latifúndio e capital agroindustrial canavieiro. Revista Pegada, v. 10, n. 1, Jun. 2009.

TUKSUMO, N. M. J. Arquitetura na CESP. São Paulo: CESP, 1994.

VIANNA, M. P. O desmonte e a conversão dos núcleos residenciais operários construídos pela CESP. Revista de Pesquisa em Arquitetura e Urbanismo, São Paulo v. 4, n. 2, p. 21-35, 2006.

VIEIRA, M. M. F. Por uma boa pesquisa (qualitativa) em administração. In: VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. (orgs). Pesquisa qualitativa em administração. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

ZHOURI, A.; OLIVEIRA, R. Desenvolvimento, conflitos sociais e violência no Brasil rural: o caso das usinas hidrelétricas. Ambiente & Sociedade, Campinas v. 10, n. 2, p. 119-35, jul./dez. 2007.