O processo de internacionalização da Totvs: estudo de caso da aquisição da mexicana Sipros e as aderências às teorias à luz do Modelo de Whitelock (2002) Outros Idiomas

ID:
10629
Resumo:
O presente estudo busca identificar, à luz do modelo de Whitelock (2002), as aderências das teorias no processo de internacionalização da Totvs – maior empresa brasileira de software de gestão – com o estudo de caso da aquisição da empresa mexicana Sipros. A pesquisa realizada é do tipo qualitativa, executada a partir do protocolo de estudo de caso com o planejamento do roteiro de entrevistas, incluindo questões abertas, efetuada com o diretor de negócios internacionais e o diretor geral da empresa no México. Os resultados da investigação demonstram que o modelo de Whitelock (2002) beneficia a compreensão da internacionalização da empresa, uma vez que o processo da Totvs pode ser avaliado por diferentes óticas. O resultado confirma que o processo de internacionalização da Totvs é aderente aos conceitos da Escola de Uppsala, obtendo crescimento gradual das entradas em mercados com distância psíquica próxima ao mercado do país de origem. Por outro lado, confirma a teoria do paradigma eclético – O-Ownership de Dunning (1980), que apesar da entrada no México seguir os modelos de experiências de internacionalização adquiridas anteriormente e de forma gradual, a aquisição ocorreu por meio de interesses mercadológicos, buscou queimar etapas, e, desta forma, entrar em mercados mais relevantes – o Marketing Seeking – para adquirir o know-how do mercado e a propriedade de produtos complementares ao portfólio da organização em estudo.
Citação ABNT:
BRUNHARA, A. J.O processo de internacionalização da Totvs: estudo de caso da aquisição da mexicana Sipros e as aderências às teorias à luz do Modelo de Whitelock (2002). InternexT - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, v. 8, n. 2, p. 99-112, 2013.
Citação APA:
Brunhara, A. J.(2013). O processo de internacionalização da Totvs: estudo de caso da aquisição da mexicana Sipros e as aderências às teorias à luz do Modelo de Whitelock (2002). InternexT - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, 8(2), 99-112.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/10629/o-processo-de-internacionalizacao-da-totvs--estudo-de-caso-da-aquisicao-da-mexicana-sipros-e-as-aderencias-as-teorias-a-luz-do-modelo-de-whitelock--2002-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANTUNES JÚNIOR, J. A. V. et al. Internacionalização de empresas: um estudo de caso de uma indústria moveleira da Serra Gaúcha. Revista Perspectiva da URI, Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões, Erechim, v. 29, n. 106, p. 115-127, 2005.

BARNEY, J. B. Gaining and sustaining competitive advantage. New Jersey: Prentice hall, 2002.

BORINI, F. M.; RIBEIRO, F. C. R.; COELHO, F. P.; PROENÇA, E. R. O prisma da internacionalização: um estudo de caso. Revista FACES, v. 5, n. 3, p. 42-55, set./dez. 2006.

CARLSON, C. How foreign is foreign trade: a problem in international business. Research Acta Universitatis Upsaliensis Studia Oeconomie Negotiorum 11, 1975.

CAVUSGIL, S. T.; GHAURI, P. N.; AGARWAL, M. R. Doing business in emerging markets: entry and negotiation strategies. London: Sage Publications Inc., 2002.

CHESNAIS, F. A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CHILD, J.; RODRIGUES, S. B. The internationalization of Chinese firms: a case for theoretical extension? Management and Organizational Review, Blackwell Publishing Ltda., v. 1, n. 3, p. 341-410, 2005. DOI: 10.1111/j.1740-8784.2005.0020a.x.

DUNNING, J. H. Toward an eclectic theory of international production: some empirical tests. Journal of International Business Studies, v. 11, n. 1, p. 9-31, 1980.

ELANGO, B.; SAMBHARYA, R. B. The influence of industry structure on the entry mode choice of overseas entrants in manufacturing. Journal of International Management, v. 10, p. 107-124, 2004. DOI: dx.doi.org/10.1016/j.intman.2003.12.005.

ERIKSSON, K. Experiential knowledge and cost in the internationalization process. Journal of International Business Studies, v. 28, n. 2, p. 337-360, 1997.

ERIKSSON, K.; JOHANSON, J.; MAJKGARD, A.; SHARMA, D. Effect of variation on knowledge accumulation in the internationalization process. International Studies of Management and Organization, v. 30, n. 1, p. 26-44, 2000.

FERREIRA, G. F. O Processo Estratégico de Internacionalização da Gerdau. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária, Pontifícia Universidade Católica PUC, São Paulo, 2007.

HARVEY, D. A arte de lucrar: globalização, monopólio e exploração da cultura. In: MORAES, D. (Org.). Por uma outra comunicação. Rio de Janeiro: Record, 2003.

HITT, M. A.; IRELAND, R. D.; HOSKISSON, R. E. Administração Estratégica: competitividade e globalização. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2008.

JESUS, M. A. S. O Processo de internacionalização da carne bovina brasileira sob a ótica do empreendedorismo internacional: estudo de caso com o Independência S.A. 2008. Dissertação (Mestrado em Gestão de Negócios) Universidade Católica de Santos UNISANTOS, Santos, 2008.

JOHANSON, J. The mechanisms of internationalization. International Marketing Review, v. 7, n. 4, p. 11–24, 1990. DOI: 10.1108/02651339010137414.

JOHANSON, J.; VAHLNE, J. The internationalization process of the firm A model of knowledge development and increasing foreign market commitments. Journal of International Business Studies, v. 8, n. 1, p. 23-32, 1977.

JOHANSON, J.; WIDERSHEIM-PAUL, F. The internationalization of the firm: four Swedish cases. The Journal of Management Studies, v. 12, n. 3, p. 305-322, oct. 1975. DOI: 10.1111/j.1467-6486.1975.tb00514.x.

NOLAN, R. L. A nation transformed by information. Oxford and New York: Oxford University Press, 2000.

OHMAE, K. O Poder da Tríade. São Paulo: Pioneira. 1989

PENG, M.W. Estratégia Global. São Paulo: Thompson Learning, 2008.

PRAHALAD, C. K.; HAMEL, G. The core competence of the corporation. Harvard Business Review, v. 68, n. 3 p. 79-91, May/June 1990.

PROENÇA, E. R. Determinantes ambientais e estratégias de internacionalização: o caso da Companhia Siderúrgica Nacional. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária, Pontifícia Universidade Católica PUC, São Paulo, 2006.

RIBEIRO, F. C. F. Estratégia internacional da Petrobrás: estudo de caso da aquisição da Perez Companc na Argentina. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC, São Paulo, 2006.

ROOT, R. F. Entry strategies for international markets. New York: Lexington Books, 1998.

WHITELOCK, J. Theories of internationalization and their impact on market entry. In: WHITELOCK, J. International Marketing Review, v. 19, n. 4, p. 342-347, 2002. DOI: 10.1108/02651330210435654.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.