Dead Man: um encontro com o passado desconhecido Outros Idiomas

ID:
11279
Autores:
Resumo:

O filme de Jim Jarmusch, Dead man, aparentemente um western, excede as tradicionais fronteiras do gênero, abordando ambivalência, papéis obscuros em um ambiente situado entre os tempos da fundação de uma nação e o sucesso da civilização. Isso mostra um mundo em transformação, onde a mudança está acontecendo sem ser administrada. O filme é uma provocação pela aderência aos tradicionais filmes de western. Mas, olhando mais de perto, esse mundo oferece um surpreendente insight em relação à dinâmica envolvida nos processos de mudança que também se seguem às fusões ou aquisições no mundo contemporâneo dos negócios. O charme de usar o filme como uma metáfora é ao menos ambíguo. A interpretação realizada com a ajuda de Lyotard e Baudrillard revela uma dinâmica duplamente crítica, na qual o novo proprietário bem sucedido, após a aquisição, não é necessariamente quem controla o jogo. Além disso, o uso de um filme que está fora do mainstream oferece um argumento, do âmago de um tópico central de management, que não faz parte domainstream.


Citação ABNT:
PELZER, P.Dead Man: um encontro com o passado desconhecido. Revista de Administração de Empresas, v. 42, n. 4, p. 36-46, 2002.
Citação APA:
Pelzer, P.(2002). Dead Man: um encontro com o passado desconhecido. Revista de Administração de Empresas, 42(4), 36-46.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/11279/dead-man--um-encontro-com-o-passado-desconhecido/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português