O triste destino da área de O&M - II Outros Idiomas

ID:
11871
Autores:
Resumo:

Este artigo corresponde à segunda parte de uma pesquisa que investiga a evolução da função e da carreira de Organização e Métodos (O&M) nas empresas no Brasil desde 1985. Este estudo procura verificar empiricamente até que ponto a carreira e o profissional de O&M sofreram ou não, como sugerem alguns autores, um declínio em relação a outras áreas afins, tais como recursos humanos, informática ou qualidade. Para tanto, levantou-se a oferta de posições em O&M (comparada com essas outras áreas), via evolução da quantidade, da qualidade e do prestígio de anúncios de empregos em um jornal paulista, entre 1985 e 1996. Os resultados desse levantamento foram cruzados com a outra parte da pesquisa, realizada por meio de questionários, sobre o destino da função de O&M em 60 organizações no estado de São Paulo. O artigo também sugere como o processo de transformação da carreira de O&M pode ser relevante para o entendimento das mudanças pelas quais outras carreiras administrativas passam nos dias de hoje.

Citação ABNT:
CALDAS, M.O triste destino da área de O&M - II. Revista de Administração de Empresas, v. 39, n. 3, p. 6-16, 1999.
Citação APA:
Caldas, M.(1999). O triste destino da área de O&M - II. Revista de Administração de Empresas, 39(3), 6-16.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/11871/o-triste-destino-da-area-de-o-m---ii/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português