A busca de um novo modelo de gestão para a ciência, tecnologia e inovação na política do MCT (1995-2002) Outros Idiomas

ID:
11922
Resumo:
Este artigo mostra como a agenda da reforma administrativa de 1995 foi incorporada aos objetivos traçados pela política científica do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) nos dois governos passados (1995-2002). A área de ciência e tecnologia, no Brasil e no mundo, tem passado por dramáticas mudanças. Um desses tipos de mudança se refere às pressões para o estabelecimento de uma nova forma de gerir o processo científico e tecnológico. Este artigo começa com uma análise do estágio de desenvolvimento do setor de ciência e tecnologia brasileiro e seus impasses. A seguir, faz uma exposição sobre a reforma do Estado nas décadas de 1980 e 1990 e a reforma administrativa de 1995. Depois, trata da agenda da política de C&T, com ênfase na busca de novos formatos institucionais. Conclui que, ao mesmo tempo que o setor está burocratizado, a sociedade brasileira também segue o percurso de sua burocratização. E, assim, mostra que, por esse processo de burocratização da sociedade não ter sido identificado no traçado das políticas setoriais do MCT, o ministério apostou numa proposta de desregulamentação que, provavelmente, não dará conta da necessidade de novos formatos na política de gestão para as suas unidades de pesquisa.
Citação ABNT:
VERONESE, A.A busca de um novo modelo de gestão para a ciência, tecnologia e inovação na política do MCT (1995-2002). Revista de Administração Pública, v. 40, n. 1, p. 107-125, 2006.
Citação APA:
Veronese, A.(2006). A busca de um novo modelo de gestão para a ciência, tecnologia e inovação na política do MCT (1995-2002). Revista de Administração Pública, 40(1), 107-125.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/11922/a-busca-de-um-novo-modelo-de-gestao-para-a-ciencia--tecnologia-e-inovacao-na-politica-do-mct--1995-2002-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português