Do assédio moral à violência interpessoal: relatos sobre uma empresa júnior Outros Idiomas

ID:
12517
Periódico:
Resumo:
O objetivo deste artigo é analisar a violência interpessoal vivenciada por sujeitos que atuam ou atuaram profissionalmente em uma empresa júnior (EJ). Para tanto, desenvolvemos um referencial teórico que apresenta e pondera sobre a teoria relativa ao assédio moral no trabalho. De modo sucinto, o assédio moral geralmente é caracterizado, nos Estudos Organizacionais, como condutas hostis, impróprias, repetitivas e prolongadas por meio de posturas, palavras, gestos e/ou situações humilhantes que envolvem o trabalhador, ou um grupo, durante a jornada de trabalho. Neste artigo, questionamos o conceito de assédio moral, que é intimamente relacionado à intencionalidade dos sujeitos, e, em contrapartida, propomos o conceito de violência interpessoal, isto é, o ato de agredir o sujeito física e/ou discursivamente e/ou por atitudes e/ou comportamentos prejudiciais, sejam propositais ou não. Em seguida, analisamos alguns relatos de violência interpessoal experienciadas por atuais ou ex-empresários juniores à luz desse conceito; realizamos uma pesquisa empírica de cunho qualitativo, na qual utilizamos a metodologia da história oral e analisamos os dados de acordo com a técnica hermenêutica/dialética. Constatamos que os tipos de violência relatados são, na maioria dos casos, naturalizados pelas próprias vítimas e pelo corpo social em decorrência de uma práxis tida como necessária para a incorporação do sujeito. Destacamos, ainda, o nítido imbricamento das categorias violência interpessoal e violência simbólica.
Citação ABNT:
PINTO, R. A. B.; PAULA, A. P. P. Do assédio moral à violência interpessoal: relatos sobre uma empresa júnior. Cadernos EBAPE.BR, v. 11, n. 3, p. 340-355, 2013.
Citação APA:
Pinto, R. A. B., & Paula, A. P. P. (2013). Do assédio moral à violência interpessoal: relatos sobre uma empresa júnior. Cadernos EBAPE.BR, 11(3), 340-355.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/12517/do-assedio-moral-a-violencia-interpessoal--relatos-sobre-uma-empresa-junior/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALVES, M. R. Reflexões sobre atitude, comportamento e oftalmologia. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 67, n. 2, p. 57-58, abr. 2008.

CATLEY, B. Philosophy: the luxurious supplement of violence? In: INTERNATIONAL CRITICAL MANAGEMENT CONFERENCE, 3, 2003, Lancaster. Proceedings… Lancaster: CMS, 2003.

CATLEY, B. Workplace violence and the forging of management and organization history. In: INTERNATIONAL CRITICAL MANAGEMENT CONFERENCE, 4, 2005, Cambridge. Proceedings… Cambridge: CMS, 2005.

DEJOURS, C. Uma nova visão do sofrimento humano nas organizações. In: CHANLAT, J. F. (Org.). O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. São Paulo: Atlas, 1996. 149-173 p.

FREITAS, M. E. Assédio moral e assédio sexual: faces do poder perverso nas organizações. RAE: Revista de Administração de Empresas, v. 41, n. 2, p. 8-19, abr./jun. 2001.

FREITAS, M.; HELOANI, R.; BARRETO, M. Assédio moral no trabalho. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

FREITAS, M. Quem paga a conta do assédio moral no trabalho? RAE Eletrônica, v. 6, n. 1, art. 5, jan./jun. 2007.

GOMES, R. A análise de dados em pesquisa qualitativa. In: MINAYO, M. C. S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996. 67-80 p.

HELOANI, R. Assédio moral: um ensaio sobre a expropriação da dignidade no trabalho. RAE Eletrônica, v. 3, n. 1, art. 10, jan./jun. 2004.

HIRIGOYEN, M. F. Assédio moral: a violência perversa no cotidiano. 6. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

HIRIGOYEN, M. F. Mal-estar no trabalho: redefinindo o assédio moral. 2 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

LA BOÉTIE, E. Discurso sobre a servidão voluntária. Lisboa: Antígona, 1986.

LEYMANN, H. The content and development of mobbing at work. European Journal of Organizational Psychology, v. 5, n. 2, p. 165-184, 1996.

MARRE, J. L. História de vida e método biográfico. Cadernos de Sociologia, v. 3, n. 3, p. 89-141, jan./jul. 1991.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996. 9-29 p.

MINAYO, M. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec, 2008.

OLIVEIRA, F. M. Subjugação no ambiente de trabalho: uma análise sobre o fenômeno do assédio moral em uma organização militar. In: ENCONTRO DE ESTUDOS ORGANIZACIONAIS, 4, 2006 , Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Anpad, 2006. 1 CD-ROM.

PELI, P.; TEIXEIRA, P. Assédio moral: uma responsabilidade corporativa. São Paulo: Ícone, 2006.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. São Paulo: Clacso, 2007