Réplica 2 - O Que é um Ensaio Teórico? Réplica a Francis Kanashiro Meneghetti Outros Idiomas

ID:
1419
Resumo:
 
Citação ABNT:
BERTERO, C. O.Réplica 2 - O Que é um Ensaio Teórico? Réplica a Francis Kanashiro Meneghetti. Revista de Administração Contemporânea, v. 15, n. 2, art. 2, p. 338-342, 2011.
Citação APA:
Bertero, C. O.(2011). Réplica 2 - O Que é um Ensaio Teórico? Réplica a Francis Kanashiro Meneghetti. Revista de Administração Contemporânea, 15(2), 338-342.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/1419/replica-2---o-que-e-um-ensaio-teorico--replica-a-francis-kanashiro-meneghetti/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Clegg, S. C.; Hardy, S.; Lawrence, T. B.; Nord, W. R. (2006). The sage handbook of organizational studies. (2a ed.). Londres: Sage Publications.

Coase, R. H. (1937). The nature of the firm. Economica, 4(16), 386-405.

Cohen, M. D.; March, J. G.; Olsen, J. P. (1972). A garbage can model of organizational choice. Administrative Science Quarterly, 17(1), 1-25. doi: 10.2307/2392088.

Cunha, E. (2000). Os sertões. São Paulo: Publifolha.

Fernandes, F. (2006). A revolução burguesa no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Globo.

Freire, G. (2006). Casa grande e senzala. Rio de Janeiro: Global Editora.

Holanda, S B de. (1997). Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.

Kuhn, T. (1970). The structure of scientific revolutions. (2a ed.). Chicago: University of Chicago Press.

March, J. G. (1991). Exploration and exploitation in organizational learning. Organization Science, 2(1), 71-87. doi: 10.1287/orsc.2.1.71.

Paz, O. (2006). O labirinto da solidão e post scriptum. Petrópolis: Paz e Terra.

Ribeiro, D. (1995). O povo brasileiro. São Paulo: Companhia das Letras.