Planejamento e ação planejada: o difícil binômio Outros Idiomas

ID:
14634
Resumo:
Percepção errada de administradores quanto ao verdadeiro papel e à utilidade do planejamento e atuação de planejadores, tendo como consequência a não implementação de planos, a desmoralização do processo e o reforço da noção de que improvisação e intuição devem ser as únicas fontes de decisões organizacionais, apesar de o planejamento ser indispensável ao aumento da racionalidade das decisões nas organizações modernas e de a preparação de planos envolver técnicas com alto nível de sofisticação teórica. Sugestão de um conjunto de premissas e estratégias para facilitar a transformação de planos em ação planejada.
Citação ABNT:
CASTOR, B. V. J.; SUGA, N. Planejamento e ação planejada: o difícil binômio. Revista de Administração Pública, v. 21, n. 1, p. 102-122, 1987.
Citação APA:
Castor, B. V. J., & Suga, N. (1987). Planejamento e ação planejada: o difícil binômio. Revista de Administração Pública, 21(1), 102-122.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/14634/planejamento-e-acao-planejada--o-dificil-binomio/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português