Avaliação e alternativas de minimização do uso de água em uma indústria de refrigerantes Outros Idiomas

ID:
1645
Resumo:
A crescente preocupação das empresas com a preservação ambiental se deve especialmente à necessidade de se adequar às novas tendências sociais para sobreviver em um mercado cada vez mais competitivo. Uma organização pode garantir seu máximo desempenho ambiental, a partir da adoção de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA), estimulando assim, o melhoramento contínuo em questões que envolvam o meio ambiente. Neste trabalho procurou-se fazer um levantamento completo do volume de água utilizado nas atividades desenvolvidas no cotidiano de uma indústria de refrigerantes, localizada no interior do estado de São Paulo, Brasil. Juntamente com os dados obtidos, formulou-se uma expressão de indicativo ambiental (IA), o qual expressa a eficiência dos processos produtivos em relação à água e indica também, de forma secundária, o desempenho ambiental da empresa perante este recurso natural. Como resultado, observou-se que a indústria em questão apresentou um valor de IA de 2,165; o qual está acima do esperado para indústrias do setor que desenvolvem atividades mais sustentáveis. Então, foram propostas algumas medidas de minimização no uso de água, para que esta empresa desenvolva suas atividades de forma eficiente e acima de tudo, protegendo o meio ambiente e garantindo a qualidade e disponibilidade de recursos às gerações futuras.

Citação ABNT:
SANTOS, C. E. D. D.; RIZK, M. C.; D'AVOGLIO, A. P.; LIMA, L. C. N. Avaliação e alternativas de minimização do uso de água em uma indústria de refrigerantes. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 5, n. 2, art. 9, p. 126-138, 2011.
Citação APA:
Santos, C. E. D. D., Rizk, M. C., D'avoglio, A. P., & Lima, L. C. N. (2011). Avaliação e alternativas de minimização do uso de água em uma indústria de refrigerantes. Revista de Gestão Social e Ambiental, 5(2), 126-138.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/1645/avaliacao-e-alternativas-de-minimizacao-do-uso-de-agua-em-uma-industria-de-refrigerantes/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Andrade, R. O. B.; Tachizawa, T. E Carvalho, A. B. (2002). Gestão ambiental: enfoque estratégico aplicado ao desenvolvimento sustentável. 2ª ed. São Paulo: Makron Books.

Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e bebidas não-alcoólicas – Abir. Recuperado em 15 de agosto de 2009, de www.abir.org.br/.

Associação Brasileira De Normas Técnicas. (2004). NBR ISO 14.001. Sistemas da gestão ambiental – Requisitos com orientação para uso. Rio de Janeiro: ABNT.

Associação dos Fabricantes de Bebidas do Brasil – Afrebras. Recuperado em 10 de agosto de 2009, de http://www.afrebras.org.br/refrigerante.ph.

Campos, H. M.; Oliveira, L. H. (2004). Estratégias da indústria de refrigerantes: um estudo sobre as 'Tubaínas'. In: Encontro Científico da CNEC, 2, Varginha, 2004. Recuperado em 25 de setembro de 2009, de: http://www.administradores.com.br.

Comissão Empresarial para Reciclagem – Cempre. (2008). O mercado para reciclagem. São Paulo. Recuperado em 16 de setembro de 2009, de: http://www.cempre.org.br/.

Instituto Coca-Cola. Prêmio por um país melhor: reaproveitamento de água de processo. Jundiaí. 21 slides, color. Recuperado em 01 de novembro de 2009, de http://www.institutococacolabrasil.org.br/FEMSA.

Moura, L. A. A. (2002). Qualidade e gestão ambiental. 3ª ed. São Paulo: Juarez de Oliveira.

Serviço Nacional De Aprendizagem Industrial – Senai. Recuperado em 15 de agosto de 2009, de. http://www.senai.br/br/home/index.aspx.

Viterbo Júnior, E. (1998). Sistema integrado de gestão ambiental: como implementar um sistema de gestão que atenda a norma ISO 14001, a partir de um sistema baseado na norma ISO 9000. 2ª ed. São Paulo: Aquariana.

Xavier, A. P. S. (2003). Gestão ambiental como vantagem competitiva em indústrias de bebidas: estudo de três casos em Fortaleza. 147 folhas. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade de Fortaleza, Fortaleza/CE, Brasil.