Revisitando Chandler: o sistema de informações de custos também segue a estratégia? Outros Idiomas

ID:
16883
Resumo:
Este artigo tem por objetivo mostrar, por meio de um estudo de caso, que a assertiva de Alfred Chandler –a estrutura segue a estratégia – é abrangente o suficiente para incluir o sistema de informações de custos.Estuda-se o caso de uma indústria de tijolos e artefatos refratários situada no sul do Brasil e constata-seque, para atingir melhores níveis de competitividade, houve modificações no sistema de informaçõesde custo para atender à estratégia selecionada. Num primeiro momento, a estrutura já existente limitouo leque de estratégias viáveis, e a empresa optou por adotar uma estratégia de diversificação com baixocusto. A nova estratégia induziu modificações na atual estrutura e também no sistema de informaçõesde custos. Esse novo sistema – Custeio Direto na área gerencial e Activity Based Costing com direcionadortempo no setor produtivo – evidenciou informações sobre os produtos mais rentáveis e induziu a adoçãode uma estratégia de diferenciação centrada nos produtos de maior margem. Conclui-se que a estruturalimitou a escolha da estratégia e essa, ao seu tempo, modificou a estrutura e reorientou a estratégia reiniciandoo ciclo de alinhamento.
Citação ABNT:
FREGA, J. R.; LEMOS, I. S.; SOUZA, A.; KATO, H. T. Revisitando Chandler: o sistema de informações de custos também segue a estratégia?. Revista Brasileira de Estratégia, v. 1, n. 2, p. 169-183, 2008.
Citação APA:
Frega, J. R., Lemos, I. S., Souza, A., & Kato, H. T. (2008). Revisitando Chandler: o sistema de informações de custos também segue a estratégia?. Revista Brasileira de Estratégia, 1(2), 169-183.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/16883/revisitando-chandler--o-sistema-de-informacoes-de-custos-tambem-segue-a-estrategia-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português