Governança corporativa: impactos no valor das companhias abertas brasileiras Outros Idiomas

ID:
16968
Resumo:
Neste artigo, compartilham-se resultados de pesquisa que procurou verificar se a melhoria das práticas de governança corporativa já promoveu impacto no valor das empresas mensurado pelo Tobin’s Q. Para atingir esse objetivo de pesquisa, elaborou-se um modelo conceitual que pudesse servir de arcabouço de trabalho. A investigação partiu de uma amostra não-probabilística de companhias abertas com ações listadas para negociação em bolsa de valores que tivessem liquidez. Adotou-se como método estatístico a regressão linear múltipla aplicada em dados coletados nas demonstrações financeiras das empresas e Economática. Foram utilizadas, também, as variáveis dummies de programas de American Depositary Receipt (ADR), dummy de ADR nos níveis 2 e 3 (ADR23), dummy de participação nos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa (NDGC) e dummy de inserção no Novo Mercado (NM) para representarem níveis de diferenciação de práticas de governança corporativa por parte das empresas. A pesquisa teve resultados estatísticos muito significativos para as dummies de ADR e de NM, em relação ao Tobin’s Q, sugerindo que a melhoria de práticas de governança corporativa já promoveu impacto no valor das companhias abertas listadas em bolsa cujas ações apresentem liquidez e volatilidade de preços.
Citação ABNT:
LAMEIRA, V. J.; NESS JÚNIOR, W. L.; MACEDO-SOARES, D. V. A. Governança corporativa: impactos no valor das companhias abertas brasileiras. Revista de Administração, v. 42, n. 1, p. 64-73, 2007.
Citação APA:
Lameira, V. J., Ness Júnior, W. L., & Macedo-soares, D. V. A. (2007). Governança corporativa: impactos no valor das companhias abertas brasileiras. Revista de Administração, 42(1), 64-73.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/16968/governanca-corporativa--impactos-no-valor-das-companhias-abertas-brasileiras/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português