Estratégia de manufatura e ambiente econômico: comparando desempenhos e trajetórias de Brasil e Argentina Outros Idiomas

ID:
17039
Resumo:
O objetivo deste trabalho é buscar indicações sobre a existência de relações entre ambiente econômico e estratégia de manufatura, baseado na comparação de empresas argentinas e brasileiras pertencentes ao setor metalmecânico. Mais especificamente, se pretende identificar similaridades e diferenças nas trajetórias de modernização adotadas por empresas de cada país e discutir possíveis explicações para o comportamento das empresas em condições de forte mudanças no ambiente econômico. Diferenças históricas e estruturais, assim como o clima econômico dominante na época da pesquisa, parecem ter influenciado as empresas argentinas no sentido de busca uma modernização mais centrada nos investimentos tecnológicos - hardware, enquanto as empresas brasileiras se concentravam nas mudanças de software, ou seja, nos procedimentos e práticas gerenciais associados ao modelo conhecido como manufatura enxuta. Por ter começado mais cedo, e por ter partido de uma base mais fraca de desempenho, as melhorias relativas relativas de desempenho conseguidas pelas empresas argentinas, nos dois anos que antecederam a pesquisa, foram superiores àquelas alcançadas pelas empresas brasileiras.
Citação ABNT:
FLEURY, P. F.; ARKADER, R. Estratégia de manufatura e ambiente econômico: comparando desempenhos e trajetórias de Brasil e Argentina. Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 2, p. 7-23, 1997.
Citação APA:
Fleury, P. F., & Arkader, R. (1997). Estratégia de manufatura e ambiente econômico: comparando desempenhos e trajetórias de Brasil e Argentina. Revista de Administração Contemporânea, 1(2), 7-23.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/17039/estrategia-de-manufatura-e-ambiente-economico--comparando-desempenhos-e-trajetorias-de-brasil-e-argentina/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português