Percepções de incerteza em um sistema de planejamento e controle: um estudo comparativo Brasil - Inglaterra Outros Idiomas

ID:
17127
Resumo:
Este estudo teve por objetivo detectar o impacto de diferenças culturais em um sistema de planejamento e controle. Para atender a este propósito, foi realizada uma pesquisa qualitativa na subsidiária brasileira de uma empresa multinacional britânica. Visando a compreender mais profundamente a maneira como ocorria a interação da cultura nacional com práticas de controle gerencial, selecionou-se uma dimensão cultural identificada por Hofstede (1980) em seu estudo a respeito de valores em mais de 50 países. A dimensão escolhida foi fuga à incerteza, a qual é definida como a extensão em que os membros de uma cultura se sentem confortáveis com a incerteza e com a ambigüidade, aspectos estreitamente relacionados com o sistema de planejamento e controle. A pesquisa realizada baseou-se em entrevistas que visavam a investigar de que modo os informantes lidavam com a incerteza em seu sistema de planejamento e controle. Onde a teoria sugeria mais de um comportamento provável, foi possível selecionar uma alternativa. Finalmente, enquanto alguns pontos previstos na literatura puderam ser confirmados, outros mostraram-se opostos ao que seria esperado, sugerindo a influência de outros fatores.
Citação ABNT:
FONSECA, A. C. P. D.Percepções de incerteza em um sistema de planejamento e controle: um estudo comparativo Brasil - Inglaterra. Revista de Administração Contemporânea, v. 3, n. 3, p. 57-80, 1999.
Citação APA:
Fonseca, A. C. P. D.(1999). Percepções de incerteza em um sistema de planejamento e controle: um estudo comparativo Brasil - Inglaterra. Revista de Administração Contemporânea, 3(3), 57-80.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/17127/percepcoes-de-incerteza-em-um-sistema-de-planejamento-e-controle--um-estudo-comparativo-brasil---inglaterra/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português