Ora (direis) ouvir estrelas!: estudo das citações de autores de estratégia na produção acadêmica brasileira Outros Idiomas

ID:
17240
Resumo:
Este artigo procura analisar as linhas de pensamento predominantes nos estudos de pesquisadores brasileiros de administração estratégica. Para tanto, utilizou-se um referencial teórico que classifica os principais autores da área, desde os clássicos, como Andrews e Chandler, até referências mais recentes, como Hamel e Prahalad, de acordo com duas perspectivas. Dentro da visão determinística, o ambiente é descrito como sendo completamente distinto e separado da organização, existindo claras fronteiras, que delimitam a ambos. Na visão indeterminista, conceptualiza-se a idéia de que a organização e o ambiente não são completamente separados e independentes, mas que pertencem ao mesmo continuum. Os resultados encontrados, a partir de uma análise de artigos apresentados no ENANPAD, apontam a predominância de uma visão determinística do ambiente, em que Porter é um dos autores mais citados. A visão indeterminista do ambiente aparece como uma perspectiva que ainda atrai poucos pesquisadores. A diminuta citação de autores nacionais é outro aspecto relevante da análise feita, refletindo a limitação da pesquisa acadêmica brasileira nesta área de conhecimento.
Citação ABNT:
BIGNETTI, L. P.; PAIVA, E. L. Ora (direis) ouvir estrelas!: estudo das citações de autores de estratégia na produção acadêmica brasileira. Revista de Administração Contemporânea, v. 6, n. 1, p. 105-125, 2002.
Citação APA:
Bignetti, L. P., & Paiva, E. L. (2002). Ora (direis) ouvir estrelas!: estudo das citações de autores de estratégia na produção acadêmica brasileira. Revista de Administração Contemporânea, 6(1), 105-125.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/17240/ora--direis--ouvir-estrelas---estudo-das-citacoes-de-autores-de-estrategia-na-producao-academica-brasileira/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português