Estudo bibliométrico de teses e dissertações em Administração na dimensão ambiental da sustentabilidade Outros Idiomas

ID:
17603
Resumo:
O objetivo neste trabalho foi verificar as características da produção científica das teses e dissertações que tratam do tema sustentabilidade ambiental em programas stricto sensu de administração do Brasil, no período de 1998 a 2009. A pesquisa exploratória descritiva foi realizada por meio de análise documental e de conteúdo, com abordagem qualitativa e quantitativa. Os dados foram coletados na base de dados da CAPES, da qual foram selecionados apenas os cursos stricto sensu em Administração. A Base de dados da CAPES foi escolhida após os trabalhos exploratórios de pesquisa, por ser a base com maior disponibilidade de dados no maior espaço de tempo. Tratou-se de um estudo longitudinal, com dados de um período de 12 anos. Foram lidos e classificados os títulos de 13656 teses e dissertações, das quais foram encontradas 529 relacionadas à área ambiental, classificadas em 26 categorias. Os resultados da pesquisa mostram que houve crescimento do volume total de teses e dissertações no Brasil, que foi acompanhado pelo total de trabalhos defendidos na dimensão ambiental, principalmente nos últimos cinco anos da análise. Os dados mostram uma predominância de teses e dissertações voltadas para os temas: gestão ambiental, desenvolvimento sustentável, sustentabilidade empresarial, gestão de resíduos, marketing verde, turismo sustentável, sistema de gestão ambiental, mecanismo de desenvolvimento limpo, energias alternativas e recursos hídricos que correspondem a 76,4% dos trabalhos. Observa-se maior participação em termos percentuais e absolutos, de dissertações provenientes de mestrado em relação ao mestrado profissional e ao doutorado. A região Sudeste é que apresenta o maior número de teses e dissertações na dimensão ambiental, mas a região Norte proporcionalmente tem a maior contribuição de trabalhos nessa área. De um total de 55 Instituições de Ensino Superior (IES), dez são responsáveis por 52,4% das teses e dissertações defendidas no período, a maioria nas regiões sul e sudeste. Há uma concentração de trabalhos da dimensão ambiental em um ou dois professores dos programas estudados.
Citação ABNT:
SOUZA, M. T. S.; MACHADO JUNIOR, C.; PARISOTTO, I. R. D. S.; SILVA, H. H. M. Estudo bibliométrico de teses e dissertações em Administração na dimensão ambiental da sustentabilidade. REAd. Revista Eletrônica de Administração, v. 19, n. 3, p. 541-568, 2013.
Citação APA:
Souza, M. T. S., Machado Junior, C., Parisotto, I. R. D. S., & Silva, H. H. M. (2013). Estudo bibliométrico de teses e dissertações em Administração na dimensão ambiental da sustentabilidade. REAd. Revista Eletrônica de Administração, 19(3), 541-568.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/17603/estudo-bibliometrico-de-teses-e-dissertacoes-em-administracao-na-dimensao-ambiental-da-sustentabilidade/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 5 ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BERTERO, Carlos Osmar; CALDAS, Miguel Pinto; WOOD JÚNIOR, Thomaz. Produção científica em administração de empresas: provocações, insinuações e contribuições para um Debate Local. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPAD, 22, 1998, Foz do Iguaçu. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 1998.

BERTERO, Carlos Osmar; CALDAS, Miguel Pinto; WOOD JÚNIOR, Thomaz. Produção científica em administração de empresas: provocações, insinuações e contribuições para um Debate Local, Revista de Administração Contemporânea RAC, Curitiba, v. 3, n. 1, p. 147-178, jan./abr. 1999.

BERTERO, Carlos Osmar; CALDAS, Miguel P.; WOOD JUNIOR, Thomaz. Produção científica em administração no Brasil: o estado-da-arte. São Paulo: Atlas, 2005. 170 p.

BEUREN, Ilse Maria. Caderno de Indicadores Corpo Docente, Vínculo, Formação. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2010a.

BEUREN, Ilse Maria. Caderno de Indicadores Teses e Dissertações. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2010b.

BEUREN, Ilse Maria. Fichas de Avaliação. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2010c.

BEUREN, Ilse Maria. História e Missão. Disponível em http://www.capes.gov.br/sobre-a-capes/historia-emissao+.Acesso em: 31 mar. 2011b.

BEUREN, Ilse Maria; LONGARAY, André Andrade. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2003. 189 p.

BEUREN, Ilse Maria. Relação de Cursos Recomendados e Reconhecidos. Disponível em:. Acesso em: 24 jun. 2010d.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Banco de Teses. Disponível em. Acesso em: fev. 2011ª.

CURTY, M. G.; BOCCATO, V. R. C. O artigo científico como forma de comunicação do conhecimento na área de ciência da informação. Revista Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 10, n. 1, 2005, p. 94-107. Disponível em: . Acesso em: 22 de nov. 2010.

FLEURY, Sônia. (Coord.) Análise do perfil dos artigos publicados na revista de administração pública – RAP – no Período 1992-2002. Rio de Janeiro: EAESP/FGV, 2003.

GALLON, Alessandra V. et al. Um estudo longitudinal da produção científica em administração direcionada à temática ambiental. Revista Alcance, Itajaí, v. 15, n. 1, p. 81-101, jan./abr. 2008. Disponível em: http://siaiweb06.univali.br/seer/index.php/ra/issue/ view/44. Acesso em: 25 jan. 2011.

HOCAYDEN-DA-SILVA, Antônio João; ROSSONI, Luciano e FERREIRA JUNIOR, Israel. Administração pública e gestão social: a produção científica brasileira entre 2000 e 2005. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v.42, n. 4, p. 655-680, jul./ago. 2008.

JABBOUR, Charbel José Chiappetta; SANTOS, Fernando César Almada e BARBIERI, José Carlos. Gestão ambiental empresarial: um levantamento da produção científica brasileira divulgada em periódicos da área de administração entre 1996 e 2005 . Revista de Administração Contemporânea RAC, Curitiba, v. 12, n. 3, p. 689-715, jul./set. 2008. Disponível em: < http://www.anpad.org.br/periodicos/content/frame_base.php?revista=1.>. Acesso em: 25 de maio 2010.

LEITE FILHO, Geraldo Alemandro. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. Revista de Administração Contemporânea RAC, Curitiba, v. 12, n. 2, p. 533-554, abr./jun. 2008 Disponível em: < http://www.anpad.org.br/periodicos/content/frame_base.php?revista=1.>. Acesso em: 25 de maio 2010.

LORDSLEEM, Narcísia L.C. et al. Ensino e pesquisa em administração: um estudo bibliométrico de publicações do ENANPAD (2001-2008). Revista Ciências Administrativas, Fortaleza, v. 15, n. 2, p. 356-378, jul./dez. 2009. Disponível em: < http:// http://www.unifor.br/index.php?option=com_content&view=article&id=182&Itemid=214.>. Acesso em: 26 de maio 2010.

MACHADO-DA-SILVA, Clóvis L.; CUNHA, Vera Carneiro; AMBONI, Nério. Organizações: O estado da arte da produção acadêmica no Brasil. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPAD, 14, 1990, Belo Horizonte. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 1990.

MACHADO, Márcia R.; NASCIMENTO, Artur. R. do; MURCIA, Fernando D. Análise critica – epistemológica da produção científica em contabilidade social e ambiental no Brasil. In: Congresso USP Controladoria e Contabilidade, 5, 2005, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA-USP, 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2011.

MEADOWS, A. J. A comunicação científica. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 1999. 268 p.

MEIS, L. de; LETA, J. O perfil da ciência brasileira. Rio de Janeiro: Ed. Da UFRJ, 1996. 103 p.

MOMM, Christiane Fabíola. O conhecimento científico em turismo no Brasil: cursos de pós-graduação (Stricto Sensu) – período de 2000 a 2006. 131 f. (Mestrado em Ciências da Informação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

MORETTI, Sérgio L. do A.; CAMPANARIO, Milton de A. A produção intelectual brasileira em responsabilidade social empresarial – RSE sob a ótica da bibliometria. Revista de Administração Contemporânea RAC, Curitiba, v. 13, Edição Especial, p. 39-52, 2009.

NASCIMENTO, Artur R. do. et al. Disclosure social e ambiental: análise das pesquisas científicas veiculadas em periódicos de língua inglesa. Revista Contabilidade Vista & Revista, Minas Gerais, v. 20, n. 1, p. 15-40, jan./mar. 2009.

PRICE, D. J. de S. O desenvolvimento da ciência: análise histórica, filosófica, sociológica e econômica. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1976. 77 p.

ROSA, Fabrícia; ENSSLIN, Sandra. R. Tema “a gestão ambiental” em eventos científicos: um estudo exploratório nos eventos avaliados segundo critério qualis da Capes. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE GESTÃO EMPRESARIAL E MEIO AMBIENTE, 9, 2007, Curitiba. Anais... Curitiba: Unicenp: 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2011.

SGARBI, Vitor. S. et. al. Os jargões da sustentabilidade: uma discussão a partir da produção científica nacional. In: ENCONTRO NACIONAL DE GESTÃO EMPRESARIAL E MEIO AMBIENTE, 10, 2008, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: UFRGS, 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2011.

SILVA, Marise Borba de; GRIGOLO, Tânia Maris. Metodologia para iniciação científica à prática da pesquisa e da extensão II. Caderno Pedagógico. Florianópolis: Udesc, 2002.

SIQUEIRA, M. O tema recursos humanos nas reuniões da ANPAD: trajetórias e perspectivas. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPAD, 12, 1988, Foz do Iguaçu. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 1988.

TARGINO, M. G. Comunicação científica: uma revisão de seus elementos básicos. Revista Inf. & Soc. Est., Paraíba, v. 10, n. 2. 2000.

TONELLI, Maria J. et al. Produção acadêmica em recursos humanos no Brasil: 1991-2000. Revista de Administração de Empresas RAE, São Paulo, v.43, n.1, p. 1-18, jan./mar. 2003.

WOOD JÚNIOR, Thomaz; PAULA, Ana Paula Paes de. Pop -management: pesquisa sobre as revistas populares de gestão no Brasil. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPAD, 26, 2002, Salvador. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2002.