Eficácia da aliança tecnológica: estudos de caso no setor químico Outros Idiomas

ID:
18468
Resumo:
O recurso à aliança estratégica, incluindo a que contempla a tecnologia em seu escopo, tem recebido atenção cada vez maior das empresas. Tal fato pode ser confirmado pela observação do fenômeno que, a partir dos anos 80, vem aumentando em número e sofrendo mudanças qualitativas de escopo. Tal constatação é tanto mais verdadeira quanto mais estreita a relação entre tecnologia e competitividade da empresa. Segundo reportado em grande número de trabalhos recentes sobre o tema, verifica-se convergência de resultados a respeito da influência da qualidade do processo de gestão no desempenho alcançado pelos parceiros em uma aliança. O presente trabalho foi então desenvolvido visando contribuir para a interpretação e o entendimento das questões relativas ao processo de gestão da cooperação tecnológica praticada por empresas, cooperação esta entendida como forma de aliança para atingir os objetivos estratégicos dos parceiros. Com base no método do estudo de caso, a investigação abrangeu três casos reais internacionais do setor químico, enfocando um conjunto de aspectos selecionados de gestão com a finalidade de avaliar a influência e a inter-relação de variáveis atuantes no desempenho de resultado dos parceiros considerando os objetivos da cooperação. A relevância relativa dessas variáveis foi também investigada e no estudo revela-se um conjunto de seis delas como essenciais para a eficácia da aliança. Os casos pesquisados, localizados na Europa e no Brasil e envolvendo empresas de cinco países, são: Rhône-Poulenc/Hoechst (álcool polivinílico), Rhône-Poulenc/Du Pont (adiponitrila) e Petroquisa/Mitsubishi Kasei/Odebrecht Química (PVC). Aborda-se um conjunto de definições e conceitos relacionados ao entendimento e à prática da aliança tecnológica entre empresas de setores como o químico ou outro, em que a tecnologia constitui fonte para a obtenção de diferenciação competitiva. Do ponto de vista prático, apresenta-se a proposição de um instrumento gerencial para habilitar os gestores no tratamento das questões e na orientação das decisões necessárias para obter o melhor em eficácia na parceria estratégica envolvendo tecnologia.
Citação ABNT:
BRUNO, M. A.; VASCONCELLOS, E. Eficácia da aliança tecnológica: estudos de caso no setor químico. RAUSP Management Journal, v. 31, n. 2, p. 73-84, 1996.
Citação APA:
Bruno, M. A., & Vasconcellos, E. (1996). Eficácia da aliança tecnológica: estudos de caso no setor químico. RAUSP Management Journal, 31(2), 73-84.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/18468/eficacia-da-alianca-tecnologica--estudos-de-caso-no-setor-quimico/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português