RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes sociais Outros Idiomas

ID:
1883
Resumo:
Este estudo explora o acervo completo da RAE-eletrônica, composto de 240 artigos em 18 edições, de 2002 a 2010, por meio do uso de técnicas de bibliometria, análise de redes sociais e análise geográfica. Analisa-se o conteúdo, envolvendo títulos, palavras-chave, resumos e o corpo dos textos; colaboração, entre autores e instituições; periódicos e congressos mais influentes; e citações e autocitações, envolvendo autoria e referências bibliográficas. Conclui-se que o acervo da RAE-eletrônica reflete, em grande parte, as características do universo da produção acadêmica recente em Administração no Brasil, devido à maior influência da RAE e de periódicos internacionais, e dos congressos da Anpad. Destacam-se a FGV-EAESP, a USP e a UFRGS como as instituições mais influentes do acervo. Termos como “empresa”, “organização” e “trabalho” estão entre os mais mencionados nos textos, enquanto “gestão” é a palavra-chave mais frequente. O uso combinado das técnicas exploradas neste artigo potencializa sua apropriação a outros conjuntos de artigos e campos da produção científica.
Citação ABNT:
FRANCISCO, E. R.RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes sociais. Revista de Administração de Empresas, v. 51, n. 3, p. 280-306, 2011.
Citação APA:
Francisco, E. R.(2011). RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes sociais. Revista de Administração de Empresas, 51(3), 280-306.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/1883/rae-eletronica--exploracao-do-acervo-a-luz-da-bibliometria--geoanalise-e-redes-sociais/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ACEDO, F. e outros. Co-authorship in management and organizational studies: an empirical and network analysis. Journal of Management Studies, v. 43, n. 5, p. 957-983, 2006.

ANSELIN, L. Spatial econometrics: methods and models. Dordrecht: Kluwer Academic, 1988.

ARANHA, F; FIGOLI, S. Geomarketing: memórias de viagem. São Paulo, 2001. Documento eletrônico. Disponível sob pedido a francisco.aranha@fgv.br.

ARANHA, F; FRANCISCO, E; PONCHIO, M; TINOCO, T; MOURA, A. Avaliando relevância e influência em artigos científicos. In: CONGRESSO ANUAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CATI), 2004, São Paulo. 1 CD-ROM, v. 1, p. 1-16, 2004.

ARKADER, R. A pesquisa científica em gerência de operações no Brasil. RAE-revista de administração de empresas, v. 43, n. 1, p. 70-80, 2003.

BADDELEY, A; TURNER, R. Spatstat: an R package for analyzing spatial point patterns. Journal of Statistical Software, v. 12, n. 6, p. 1-42, 2005.

BARBOSA, A. C. Q. A produção acadêmica em recursos humanos no Brasil: fato ou ficção? RAE-eletrônica, v. 3, n. 2, art. 27, 8 p., 2004.

BERTIN, J. La graphique et le traitement graphique del’information. Paris: Flammarion, 1977.

BORGATTI, S. P; EVERETT, M. G; FREEMAN, L. C. Ucinet for Windows: software for social network analysis. Harvard: Analytic Technologies, 2002.

BRANDES, U. Faster evaluation of shortest-path based centrality indices. Konstanzer Schriften in Mathematik und Informatik, Universität Konstansz, ISSN 1430-3558, n. 120, maio 2000.

BRANDES, U; KENIS, P; WAGNER, D. Communicating centrality in policy network drawings. IEEE Transactions on Visualization and Computer Graphics, v. 9, n. 2, p. 241-253, abr./maio 2003.

BUTTS, C. T; HANDCOCK, M. S; HUNTER, D. R. Network: classes for relational data. R package version 1.6. Irvine, 2011. Disponível em http://statnet.org. Acesso em: 28.01.2011.

BUTTS, C. T. Network: a package for managing relational data in R. Journal of Statistical Software, v. 24, n. 2, 36 p., fev. 2008.

BUTTS, C. T. SNA: tools for social network analysis. R package version 2.2-0. 2010. Disponível em: http://CRAN. R-project.org/package=sna. Acesso em 28.01.2011.

CALDAS, M. P; TINOCO, T; CHU, R. A. Análise bibliométrica dos artigos de RH publicados no Enanpad na década de 1990: um mapeamento a partir das citações dos heróis, endogenias e jactâncias que fizeram a história recente da produção científica na área. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27, [2003], Atibaia. Resumo dos Trabalhos Enanpad 2003. Rio de Janeiro: Anpad, 2003.

CALDAS, M. P; TINOCO, T. Pesquisa em gestão de recursos humanos nos anos 1990: um estudo bibliométrico. RAE-revista de administração de empresas, v. 44, n. 3, p. 100-114, 2004a.

CALDAS, M. P.; TINOCO, T. Sobre mapas e topógrafos: uma tréplica a Barbosa (2004) e Mattos (2004). RAE-eletrônica, v. 3, n. 2, art. 28, 7 p, 2004b.

CÂMARA, G; CAMARGO, E. Análise espacial de dados geográficos. In: CONGRESSO GEOBRASIL , [2002], São Paulo. Seminários GEOBrasil 2002. Curitiba: Mundo- GEO, 2002.

CARDOSO, R. L; MENDONÇA NETO, O. R; RICCIO, E. L; SAKATA, M. C. G. Pesquisa científica em contabilidade entre 1990 e 2003. RAE-revista de administração de empresas, v. 45, n. 2, p. 34-45, 2005.

CARVALHO, M. S. Aplicação de métodos de análise espacial na caracterização de áreas de risco à saúde. 1997. Tese de Doutorado em Engenharia Biomédica, Coppe/UFRJ, Rio de Janeiro, 1997.

CSARDI, G; NEPUSZ, T. The igraph software package for complex network research, InterJournal, Complex Systems 1695, 2006. Disponível em: http://igraph.sf.net. Acesso em 28.01.2011.

DIGGLE, P. J. Statistical analysis of spatial point patterns. London: Academic Press, 1983.

DOBROV, G. M; KARENNOI, A. The informational basis of scientometrics. In: MIKHAILOV, A. I. (Ed). On theoretical problems of informatics. Moscow: Viniti/FID, 1969. FEINBERG, J. Wordle. Disponível em: http://www.wordle. net. Acesso em 28.3.2009.

FOWLER, R. J. Database Implementation for the TIN data structure, Technical Report 11, ONR Contract #n0001475-c-088 6, Dept. of Geography, Simon Fraser Univ, B. C, Burnaby, 1976.

FRANCISCO, E; ARANHA, F; PONCHIO, M; MOURA, A. Evaluating relevance and influence in scientific articles. In: BUSINESS ASSOCIATION OF LATIN AMERICAN STUDIES ANNUAL CONFERENCE (BALAS), 2005, Madrid. The Balas 2005 Conference Proceedings, v. 1, p. 1-16. San Diego: Balas, 2005.

FRANCISCO, E. GIS não geográfico? Revista InfoGEO, Curitiba, n. 39, ano 7, p. 38-39, 2005.

FRANCISCO, E. Indicadores de renda baseados em consumo de energia elétrica: abordagens domiciliar e regional na perspectiva da estatística espacial. 2010. 381 p. Tese de Doutorado em Administração de Empresas, Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas, São Paulo, 2010.

FRUCHTERMAN, T. M. J; REINGOLD, E. M. Graph drawing by force-directed placement. Software: Practice and Experience, v. 21, n. 11, p. 1129-1164, 1991.

GARFIELD, E. Citation indexes: new paths to scientific knowledge. The Chemical Bulletin, v. 43, n. 4, 11 p., abr. 1956.

GARFIELD, E. Citation indexing: its theory and application in science, technology and humanities, New York: Wiley, 1979.

GREGORI, R. G; LINK, F. A cientifização dos negócios: visão geral e estudo de caso do setor financeiro. In: GUIMARÃES, J. R. S. Demografia dos negócios: campo de estudo, perspectivas e aplicações. Campinas: ABEP, 2006. p. 97-130.

GUEDES, V. L. S; BORSCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. In: ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6, 2005, Salvador. Anais. Salvador, p. 1-18, 2005.

HANNEMAN, R. A; RIDDLE, M. Introduction to social network methods. Riverside: University of Califórnia, 2005. Disponível em: http://faculty.ucr.edu/~hanneman/nettext/ index.html. Acesso em 28.01.2011.

HJOREGAARD, C. F; INGWERSEN, P. Data set isolation for bibliometric online analyses of research publications: fundamental methodological issues. Journal of the Society for Information Science, v. 48, n. 3, p. 205-217, 1997.

KAMADA, T; KAWAI, S. An algorithm for drawing general undirected graphs. Information Processing Letters, v. 31, n. 1, p. 7-15, abr. 1989.

KOBASHI, N. Y; SANTOS, R. N. M. Institucionalização da pesquisa científica no Brasil: cartografia temática e de redes sociais por meio de técnicas bibliométricas, TransInformação, Campinas, v. 18, n. 1, p. 27-36, 2006.

KOSTOFF, R. N. Research impact quantification. R&D Management, v. 24, n. 3, p. 207-213, jul. 1994.

KOSTOFF, R. N. The use and misuse of citation analysis in research evaluation. Scientometrics, v. 43, n. 1, p. 27-43, mai. 1998.

LEAL, R. P. C; OLIVEIRA, J; SOLURI, A. F. Perfil da pesquisa em finanças no Brasil. RAE-revista de administração de empresas, v. 43, n. 1, p. 91-104, 2003.

LEITE FILHO, G. A. Padrões de produtividade de autores em periódicos de congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 6, 2006, São Paulo. Anais. São Paulo: FEA/USP, 2006. 1 CD-ROM.

LEWIN-KOH, N. J; BIVAND, R. Maptools: tools for reading and handling spatial objects. R package version 0.726. 2009. Disponível em: http://CRAN.R-project.org/ package=maptools. Acesso em 11.10.2009. With contributions by Edzer J. Pebesma, Eric Archer, Adrian Baddeley, Hans-Jörg Bibiko, Stéphane Dray, David Forrest, Patrick Giraudoux, Duncan Golicher, Virgilio Gómez Rubio, Patrick Hausmann, Thomas Jagger, Sebastian P. Luque, Don MacQueen, Andrew Niccolai and Tom Short.

LUNARDI, M. S; CASTRO, J. M. F. C; MONAT, A. S. Visualização dos resultados do Yahoo em nuvens de texto: uma aplicação construída a partir de web services. InfoDesign Revista Brasileira de Design da Informação, v. 5, n. 1, p. 21-35, 2008.

MACHADO-DA-SILVA, C. L; GUARIDO FILHO, E. R; ROSSONI, L. Campos organizacionais: seis diferentes leituras e a perspectiva de estruturação. Revista de Administração Contemporânea (RAC), v. 10, n.spe, p. 159-196, 2006a.

MACHADO-DA-SILVA, C. L; GUARIDO FILHO, E. R; ROSSONI, L; GRAEFF, J. F. Periódicos brasileiros de administração: análise bibliométrica de impacto no triênio 20052007. RAC Eletrônica (Online), Curitiba, v. 2, n. 3, art. 1, p. 351-373, 2008.

MACHADO-DA-SILVA, C. L; GUARIDO FILHO, E. R; ROSSONI, L. Organizational fields and the structuration perspective: analytical possibilities. Brazilian Administration Review (BAR), v. 3, n. 2, p. 32-56, 2006b.

MARTINS, G. S; ROSSONI, L; CSILLAG, J. M; MARTINS, M. E; PEREIRA, S. C. F. Gestão de operações no Brasil: uma análise do campo científico a partir da rede social de pesquisadores. RAE-eletrônica, v. 9, n. 2, art. 8, 2010.

MATTOS, P. L. C. L. “Bibliometria”: a metodologia acadêmica convencional em questão. RAE-eletrônica, v. 3, n. 2, art. 26, 2004, 6 p.

MELLO, C. M; CRUBELLATE, J. M; ROSSONI, L. Dinâmica de relacionamento e prováveis respostas estratégicas de programas brasileiros de pós-graduação em administração à avaliação da capes: proposições institucionais a partir da análise de redes de coautorias. Revista de Administração Contemporânea (Impresso), v. 14, n. 3, p. 434-457, 2010.

MELLO, C. M; CRUBELLATE, J. M; ROSSONI, L. Rede de coautorias entre docentes de programas brasileiros de pósgraduação (stricto sensu) em administração: aspectos estruturais e dinâmica de relacionamento. Revista de Administração Mackenzie (RAM), v. 10, n. 5, p. 130-155, 2009.

MENDONÇA NETO, O. R; RICCIO, E. L; SAKATA, M. C. G. Dez anos de pesquisa contábil no brasil: análise dos trabalhos apresentados nos Enanpads de 1996 a 2005. RAE-revista de administração de empresas, São Paulo, v. 49, n. 1, p. 62-73, 2009.

MOODY, J. The structure of a social science collaboration network: disciplinary cohesion from 1963 to 1999. American Sociological Review, v. 69, n. 2, p. 213-238, 2004.

NEWMAN, M. The structure of scientific collaboration networks. Proceedings of National Academic Sciences, v. 98, n. 2, p. 404-409, 2001.

PEUCKER, T. K; FOWLER, R. J; LITTLE, J. J; MARK, D. M. Digital representation of three-dimensional surfaces by triangulated irregular networks (TIN). Technical Report 10, ONR Contract #N00014-75-c-0886, Dept. of Geography, Simon Fraser Univ, Burnaby, B. C, 1977.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: a language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna. ISBN 3-900051-07-0, 2011. Disponível em: http://www.R-project.org. Acesso em 28.01.2011.

RIPPLEY, B. D. Spatial statistics. New York: John Wiley and Sons, 1981.

RIPPLEY, B. D. Statistical inference for spatial processes. Cambridge: Cambridge University Press, 1988.

ROSSONI, L; GUARIDO FILHO, E. R. Cooperação entre programas de pós-graduação em administração no brasil: evidências estruturais em quatro áreas temáticas. Revista de Administração Contemporânea (RAC), v. 13, n. 3, p. 366-390, 2009.

ROSSONI, L; MACHADO-DA-SILVA, C. L. Análise institucional da construção do conhecimento científico em mundos pequenos. Faces (FACE/FUMEC), v. 7, n. 1, p. 25-43, 2008.

SPINAK, E. Diccionario enciclopédico de bibliometría, cienciometría e informetría. Montevideo: UNESCO, 1996. 245 p.

TAGUE-SUTCKIFFE, J. An introduction to informetrics. Information Processing & Management, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

TOBLER, W. R. A computer movie simulating urban growth in the Detroit region. Economic Geography, v. 46, n. 2, p. 234-240, 1970.

TONELLI, M. J; CALDAS, M. P; LACOMBE, B. M. B; TINOCO, T. Produção acadêmica em recursos humanos no Brasil: 1991-2000. RAE-revista de administração de empresas, v. 43, n. 1, p. 105-122, 2003.

TUFTE, E. R. The visual display of quantitative information. Connecticut: Graphics Press, 1983.

VANTI, N. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

WASSERMAN, S; FAUST, K. Social network analysis: methods and applications. Cambridge: Cambridge University Press, 1994.

WATTS, D. Small worlds: the dynamics of networks between order and randomness. Princeton: Princeton University Press, 1999.

WATTS, D; STROGATZ, S. Collective dynamics of “smallworld” networks. Nature, ed. 393, p. 440-442, 1998.

WEST, D. B. Introduction to graph theory. Upper Saddle River: Prentice Hall, 1996.

WORMELL, I. Informetria: explorando bases de dados como instrumento de análise. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p. 210-216, 1998.

ZIPF, G. K. Human behavior and the principle of least effort. Cambridge: Addison Wesley, 1949.