Análise da produção científica da Revista de Administração e Inovação Outros Idiomas

ID:
19947
Resumo:
Este artigo investigou a produção científica brasileira da Revista de Administração e Inovação, por meio de pesquisa bibliométrica e sociométrica, utilizando-se de estatística descritiva realizada no acervo da revista. Foram analisados 216 artigos, de 2006 a 2012. As principais conclusões deste trabalho foram: Pereira, R da S, Pereira, M. F., e Gonçalves, C. A. possuem alta centralidade de grau. Em relação à centralidade de intermediação, destacam-se os autores Nohara, J. J., Pereira, M. F., e Esteves, G. As Instituições de Ensino SuperiorUSP, Uninove, FGV (SP) e UPM possuem alta centralidade de grau. De maneira geral, houve baixa centralização da rede social de instituições e da rede de coautoria. As obras de Porter, Yin, Hamel, Schumpeter e Nelson foram as mais citadas nas publicações. Os temas que mais apareceram durante os sete anos analisados foram: estudos setoriais e tecnologia; organização e de negócios; redes organizacionais; gestão do conhecimento; e empreendedorismo e PMEs.
Citação ABNT:
RIBEIRO, H. C. M.; CIRANI, C. B. S.; FREITAS, E. J. S. M. Análise da produção científica da Revista de Administração e Inovação. Revista de Administração e Inovação, v. 10, n. 4, p. 208-222, 2013.
Citação APA:
Ribeiro, H. C. M., Cirani, C. B. S., & Freitas, E. J. S. M. (2013). Análise da produção científica da Revista de Administração e Inovação. Revista de Administração e Inovação, 10(4), 208-222.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/19947/analise-da-producao-cientifica-da-revista-de-administracao-e-inovacao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Alvarenga, L. (1998). Bibliometria e arqueologia do saber de Michael Foucault – traços de identidade teórico-metodológica. Ciência da Informação, 27(3), 253-261.

Andrighi, F. F., Hoffmann, V. E., Andrade, M. A. R. (2011). Análise da produção científica no campo de estudo das redes em periódicos nacionais e internacionais. Revista de Administração e Inovação, 8(1), 29-54.

Bobsin, D., Visentini, M. S., Rech, I. (2009). Em busca do estado da arte do UTAUT: ampliando as considerações sobre o uso da tecnologia. Revista de Administração e Inovação, 6(2), 99-118.

Borba, M. L., Hoeltgebaum, M., Silveira, A. (2011). A produção científica em empreendedorismo: análise do Academy of Management Meeting: 1954-2005. Revista de Administração Mackenzie, 12(2), 169-206.

Borges, P. C. R. (2002). Métodos quantitativos de apoio à bibliometria: a pesquisa operacional pode ser uma alternative? Ciência da Informação, 31(3), 5-17.

Didriksson, A. (2003). La sociedad del conocimiento desde la perspectiva latinoamericana. Memorias Del Encuentro de Estudios Prospectivos Región Andina: Sociedad, Educación y Desarrollo. Medellín, Colômbia, 4.

Durisin, B., Calabretta, G., Parmeggiani, V. (2010). The intellectual structure of product innovation research: a bibliometric study of the Journal of Product Innovation Management, 1984-2004. Journal of Product Innovation Management, 27, 437-451.

Farber, S. G., Hoeltgebaum, M., Klemz, B. (2011). Rede de cooperação em produção científica do Egepe de estudos sobre empreendedorismo e gestão de pequenas empresas. Revista de Administração e Inovação, 8(3), 141-161.

Fernandez-Alles, M., Rodríguez-Ramos, A. (2009). Intellectual structure of human resources management research: a bibliometric analysis of the journal human resource management, 1985-2005. Journal of the American Society for Information Science and Technology, 60(1), 161-175.

Ferreira, M. P. (2011). A bibliometric study on ghoshal´s managing across borders. The Multinational Business Review, 19(4), 357-375.

Francisco, E. R. (2011). RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes sociais. Revista de Administração de Empresas, 51(3), 280-306.

Freeman, L. C. (1992). Social networks and the structure experiment. In: Freeman, L. C., White, D. R., Romney, A. K. (Eds.). Research methods in social network analysis. (pp. 11-40). New Brunswick, NJ: Transaction Publishers.

Gnyawali, D., Madhavan, R. (2001). Cooperative networks and competitive dynamics: a sctrutural embeddedness perspective. Academy of Management Review, 26(3), 431-445.

Gomes, G., Machado Neto, D. D. P., Giotto, O. T. (2011). Análise do conteúdo dos artigos de inovação publicados nos anais do Altec, Simpoi e Enanpad (2003-2007). Revista de Administração e Inovação, 8(4), 27-44.

Hanneman, R. A., Riddle, M. (2005). Introduction to Social Network Methods. Riverside: University of California.

Hoffman, D. L., Holbrook, M. B. (1993). The intellectual structure of consumer research: a bibliometric study of author cocitations in the first 15 years of the journal of consumer research. Journal of Consumer Research, 19, 505-517.

Leal, M. S., Aguillera, F., Melo-Silva, L. L. (2011). Revista psicologia: organizações e trabalho – uma década de sua produção científica em análise. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 11(2), 6-20.

Mcmillan, G. S., Casey, D. L. (2007). Research note: identifying the invisible colleges of the british journal of industrial relations: a bibliometric and social network approach. British Journal of Industrial Relations, 45(4), 815-828.

Nassif, V. M. J., Silva, N. B., Ono, A. T., Bontempo, P. C., Tinoco, T. (2010). Empreendedorismo: área em evolução? Uma revisão dos estudos e artigos publicados entre 2000 e 2008. Revista de Administração e Inovação, 7(1), 175-192.

Ordóñez, M. G., Hernández, B. A., Hernández, C., Méndez, C. (2009). Análisis bibliométrico de la revista de economía institucional en sus primeros diez años. Revista de Economía Institucional, 11(20), 309-353.

Ortiz, L. C. (2002). Ferramentas alternativas para monitoramento e mapeamento automatizado do conhecimento. Ciência da Informação, 31(3), 66-76.

Parreiras, F. S., Silva, A. B. O., Matheus, R. F., Brandão, W. C. (2006). RedeCI: colaboração e produção científica em ciência da informação no Brasil. Perspectivas em Ciência da Informação, 11(3), 302-317.

Peleias, I. R., Wahlmann, G. C., Parisi, C., Antunes, M. T. P. (2010). Dez anos de pesquisa científica em controladoria no Brasil (1997-2006). Revista de Administração e Inovação, 7(1), 193-217.

Pinto, D. S. P., Santos, R. N. M., Santos, E. M. B. (2009). Análise de citação da revista eletrônica arquivística.net: uma aplicação das técnicas bibliométricas. Em Questão, 15(1), 27-42.

Ramos-Rodríguez, A. R., Ruíz-Navarro, J. (2004). Changes in the intellectual structure of strategic management research: a bibliometric study of the strategic management journal, 1980-2000. Strategic Management Journal, 25, 981-1004.

Revista de Administração e Inovação (2012). Foco e escopo. Recuperado em 21 julho, 2012, de http://www.revistarai.org/ojs-2.2.4/index.php/rai/about/editorialPolicies#focusAndScope

Rowley, T., Behrens, D., Krackhardt, D. (2000). Redundant governance structures: an analysis of structural and relational embeddedness in the stell and semiconductor industries. Strategic Management Journal, 21, 369-386.

Scott, J. (2000). Social network analysis: a handbook. 2a ed. London: Sage Publications.

Sebastián, J. (1999). Analisis de las redes de investigacion de America Latina con la Unión Europea. Revista de Ciência e Tecnologia, 3(2), 308-321.

Tomaél, M. I., Marteleto, R. M. (2006). Redes sociais: posições dos atores no fluxo da informação. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Ed. Especial, 75-91.

Ullah, M., Butt, I. F., Haroon, M. (2008). The journal of ayub medical college: a 10-year bibliometric study. Health Information and Libraries Journal, 25, 116-124.

Vanti, N. A. P. (2002). Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, 31(2), 152-162.

Vitorino Filho, V. A., Sacomano Neto, M., Silva, E. M., Guiliani, A. C. (2012). A Produção Científica Brasileira Em Cooperação Empresarial. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, 9(3), 175-194.

Wasserman, S., Faust, K. (1994). Social network analysis: methods and applications. Cambridge: Cambridge University Press.