Critérios de mensuração, reconhecimento e evidenciação do passivo atuarial de planos de benefícios de aposentadoria e pensão: um estudo de caso nas demonstrações contábeis das entidades patrocinadoras brasileiras

ID:
20266
Resumo:
No Brasil, a previdência social é caracterizada por duas vertentes, de acordo com os agentes que operacionalizam o sistema previdenciário: pública ou privada. A previdência pública ou oficial conduz a renda dos participantes até o gozo dos benefícios de aposentadoria ou pensão deles ou de seus dependentes. Nesse caso, o agente público e o Estado, por intermédio do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS. A previdência complementar ou privada a responsável por uma aposentadoria adicional aos seus contribuintes, sendo independente da previdência oficial. Os agentes que operacionalizam a previdência complementar são as companhias seguradoras, as entidades fechadas de previdência complementar - fundos de pensão - e as entidades abertas de previdência complementar.
Citação ABNT:
BOTELHO, D. R.Critérios de mensuração, reconhecimento e evidenciação do passivo atuarial de planos de benefícios de aposentadoria e pensão: um estudo de caso nas demonstrações contábeis das entidades patrocinadoras brasileiras. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 6, n. 1, p. 9-33, 2003.
Citação APA:
Botelho, D. R.(2003). Critérios de mensuração, reconhecimento e evidenciação do passivo atuarial de planos de benefícios de aposentadoria e pensão: um estudo de caso nas demonstrações contábeis das entidades patrocinadoras brasileiras. Contabilidade, Gestão e Governança, 6(1), 9-33.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/20266/criterios-de-mensuracao--reconhecimento-e-evidenciacao-do-passivo-atuarial-de-planos-de-beneficios-de-aposentadoria-e-pensao--um-estudo-de-caso-nas-demonstracoes-contabeis-das-entidades-patrocinadoras-brasileiras/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português