Derivativos. Conceituação, caracterização e tratamento contábil

ID:
20323
Resumo:
Em um mercado cada vez mais competitivo, verifica-se não apenas ameaças, mas oportunidades nas atividades econômicas, políticas e sociais. A globalização de mercados, a formação de blocos econômicos e as inovações tecnológicas são responsáveis, em grande parte, pela acelerada competição mundial. O setor que atingiu o maior nível de integração mundial, conforme Bassi (1998, p.30), foi o financeiro. Em busca de alternativas para aplicações especulativas ou investimentos, os capitais internacionais estão fluindo velozmente entre parses e mercados. Conseqüentemente, as economias nacionais tornam-se altamente vulneráveis aos movimentos internacionais Atualmente, como forma de proteger riscos, financiamentos ou especulações, surge no mercado uma forma alternativa de aplicação de recursos: os derivativos. Desenvolveram-se de tal modo e em velocidade to acelerada que as normas e praticas contábeis não acompanharam essa evolução na mesma intensidade. A contabilidade que tem por finalidade gerar informações que possibilitem satisfazer as necessidades informacionais de seus usuários deve evoluir constantemente para enfrentar esse desafio.
Citação ABNT:
LIMA, A. L. A.; BEUREN, I. M. Derivativos. Conceituação, caracterização e tratamento contábil. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 3, n. 1, p. 143-169, 2000.
Citação APA:
Lima, A. L. A., & Beuren, I. M. (2000). Derivativos. Conceituação, caracterização e tratamento contábil. Contabilidade, Gestão e Governança, 3(1), 143-169.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/20323/derivativos--conceituacao--caracterizacao-e-tratamento-contabil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português