O papel da imprensa na divulgação da crise política e a responsabilidade civil por danos aos direitos da personalidade Outros Idiomas

ID:
21327
Resumo:
O Brasil vem sendo surpreendido, nos últimos dias por acontecimentos deordem política que transcedem a esfera razoável e inspiram grandedesconfiança nas instituições políticas. Tais fatos são trazidos ao conhecimentoda população por meio dos órgãos de comunicação social, em especial osvéiculos de comunicação de grande porte, que estão dedicando enormeatenção a esse assunto, e realizando, com afinco, o jornalismo investigativo.Tendo em vista a garantia da liberdade de expressão e a proteção ao direito àhonra, à imagem, à intimidade e à vida privada, a atividade da imprensa,conquanto livre, deve ser norteada pelo compromisso de divulgação daverdade e da utilização de expressões comedidas, que preencham o direito dapopulação à notícia, mas não interfira no modo irrazoável na proteção aosdireitos da personalidade. Fazendo mal uso do direito de livre expresão,devem os jornalistas e empresas de comunicação serem responsáveis pelosatos que causem danos, o que farão com fulcro na Lei n.º 5250/67 e no CódigoCivil, tudo com esteio nos preceitos Constitucionais.
Citação ABNT:
FERNANDES, I. C.O papel da imprensa na divulgação da crise política e a responsabilidade civil por danos aos direitos da personalidade. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, v. 2, n. 2, p. 71-84, 2005.
Citação APA:
Fernandes, I. C.(2005). O papel da imprensa na divulgação da crise política e a responsabilidade civil por danos aos direitos da personalidade. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, 2(2), 71-84.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/21327/o-papel-da-imprensa-na-divulgacao-da-crise-politica-e-a-responsabilidade-civil-por-danos-aos-direitos-da-personalidade/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português