Uma reflexão sobre a naturalização da cor legítima no Brasil Outros Idiomas

ID:
21328
Resumo:
Este ensaio apresenta, criticamente, a polêmica e a ambigüidade sobre acor dos brasileiros não-brancos na contemporaneidade e como aconstrução de uma representação negativa sobre o segmento negro temsido naturalizada por parte da sociedade, a despeito das discussões emtorno dessa temática. Para esta intenção, são apresentadas as relaçõesentre os dados oficiais e os oficiosos. Conclui-se que, apesar de toda adiligência do Movimento Negro e das discussões acadêmicas em tornodesta questão, a cor continua sendo sutil, ostensiva e negativamentedemarcadora na hierarquia social, em relação ao segmento negro, noBrasil, embora neste país a maioria esteja constituída por negros e pardos,que têm vivido situações de discriminação em decorrência da cor.
Palavras-chave:
Citação ABNT:
COELHO, W. B.Uma reflexão sobre a naturalização da cor legítima no Brasil. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, v. 2, n. 2, p. 85-98, 2005.
Citação APA:
Coelho, W. B.(2005). Uma reflexão sobre a naturalização da cor legítima no Brasil. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, 2(2), 85-98.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/21328/uma-reflexao-sobre-a-naturalizacao-da-cor-legitima-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português