Pressão cambial e a decisão de internecionalização: o caso Marcopolo no período 2004/2005 Outros Idiomas

ID:
21373
Resumo:
Este trabalho examina procedimentos de internacionalização de empresa brasileira, a Marcopolo, ao longo dos anos de 2004 e 2005.O objetivo não é debater aspectos conjunturais (pressão cambial, essencialmente) mas acompanhar decisões organizacionais tomadas a partir dela. Internacionalização de empresas obedece a dois quadros teóricos: o econômico e o organizacional. Estudo com 76 empresas brasileiras que operam em mercados internacionais mostrou a presença da “interpretação gradualista da Escola de Uppsala”, mas “resultados superiores” ocorrem com desempenho global e menor dependência ao mercado doméstico. A adesão ao “paradigma eclético de produção internacional” ocorreu na Marcopolo que procurou além fronteiras os meios de obter "margens mais adequadas" de lucros. A internacionalização da Marcopolo foi menos um processo de ação comportamental e mais uma reação às condições de produção locais adversas.
Citação ABNT:
TREVISAN, L. N.Pressão cambial e a decisão de internecionalização: o caso Marcopolo no período 2004/2005. InternexT - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, v. 1, n. 1, p. 203-220, 2006.
Citação APA:
Trevisan, L. N.(2006). Pressão cambial e a decisão de internecionalização: o caso Marcopolo no período 2004/2005. InternexT - Revista Eletrônica de Negócios Internacionais da ESPM, 1(1), 203-220.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/21373/pressao-cambial-e-a-decisao-de-internecionalizacao--o-caso-marcopolo-no-periodo-2004-2005/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português