Uma iniciativa de participação popular no planejamento municipal de forma inovadora Outros Idiomas

ID:
22807
Resumo:
O I Fórum de Desenvolvimento de Viçosa foi promovido pela Agência de Desenvolvimento de Viçosa e Região (ADEVI) e contou com certa de 100 pessoas representando 31 instituições, além de participações voluntárias. O presente trabalho tem por objetivo apresentar os resultados deste evento sob a ótica da participação social e democracia deliberativa, especificamente no âmbito da Gestão Pública. Além dos autores que tratam dos conceitos balizadores, o estudo apoia-se também na revisão bibliográfica sobre estudos com foco em outras experiências semelhantes. Na análise dos resultados, um dos eixos (Eixo 1- gestão Pública) foi dividido em categorias de análise com o objetivo de melhor entender o que a população espera da gestão pública. Através da análise de conteúdo das falas dos participantes, foi possível perceber alguns pontos falhos na gestão pública como mais espaços para a participação popular, mais políticas de melhoramento da infraestrutura e outros. Contudo, destaca-se alguns pontos positivos da cidade, principalmente no que tange à presença de uma universidade que traz parcerias e tecnologia ao município.
Citação ABNT:
MATTA, I. B.; TAVARES, B.; FERREIRA, M. A. M.; DUARTE, D. V. Uma iniciativa de participação popular no planejamento municipal de forma inovadora. Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, v. 2, n. 2, p. 47-60, 2013.
Citação APA:
Matta, I. B., Tavares, B., Ferreira, M. A. M., & Duarte, D. V. (2013). Uma iniciativa de participação popular no planejamento municipal de forma inovadora. Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, 2(2), 47-60.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/22807/uma-iniciativa-de-participacao-popular-no-planejamento-municipal-de-forma-inovadora/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AVRITZER, Leonardo. A qualidade da democracia e a questão da efetividade da participação: mapeando o debate. In: PIRES, Roberto Rocha C. (Org.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília–DF: Ipea, 2011. (Diálogos para o Desenvolvimento, v. 7).

AVRITZER, Leonardo. Instituições participativas e desenho institucional: algumas considerações sobre a variação da participação no Brasil democrático. Opinião Pública, Campinas, v. 14, n. 1, p.43-64, 2008.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70. 2009.

BORBA, Julian. Participação política como resultado das instituições participativas: oportunidades políticas e o perfil da participação. In: PIRES, Roberto Rocha C. (Org.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília: Ipea, 2011. v.7.

CAREGNATO, Rita Catalina Aquino, MUTTI, Regina. Pesquisa Qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, v.4, n.15, out./dez, 2006.

COHEN, Joshua. Deliberação e legitimidade democrática. In: MARQUES, Ângela Cristina Salgueiro. (Org.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas: textos fundamentais. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CORTES, Soraya Vargas. As diferentes instituições participativas existentes nos municípios brasileiros. In: PIRES, Roberto Rocha C. (Org.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília: Ipea, 2011.v.7.

COSTA, Frederico Lustosa da. Brasil: 200 anos de Estado; 200 anos de administração pública; 200 anos de reformas. Rap, Rio de Janeiro, 42(5): 829-74, set./out. 2008.

GIL, A.C. Metodologia da Pesquisa Científica. São Paulo: Atlas, 2004.

HABERMAS, Jürgen. Três modelos normativos de democracia. Texto da apresentação de Habermas no seminário “Teoria da democracia”, na Universidade de Valência, 15/10/1991. Traduções de Gabriel Cohn e Álvaro de Vita.

MILANI, Carlos R. S. O princípio da participação social na gestão de políticas públicas locais: uma análise de experiências latino-americanas e europeias. RAP, Rio de Janeiro, 42(3): 551-79, maio/jun. 2008.

NEVES, José Luiz. Pesquisa Qualitativa – Características, usos e possibilidades. Cadernos de Pesquisas em Administração, São Paulo, v.1, n. 3. Disponível em: http://www.ead.fea.usp.br/cad pesq/arquivos/C03-art06.pdf. Acesso em: mar. 2012.

PAULA, Ana Paula Paes de. Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. RAE-DEBATE, v. 45, n.1, jan./mar. 2005.

RICHARDSON, Roberto Jary et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, F.; JACCOUD, L & BEGHIN, N. Políticas sociais no Brasil - participação social, conselhos e parcerias”. In: JACCOUD, L. (Org.). Questão social e políticas sociais no Brasil contemporâneo. Brasília: Ipea, 2005. p.373-408.

TENÓRIO et al. Critérios para avaliação de processos decisórios participativos deliberativos na implementação de políticas públicas. In: ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNANÇA, 3., 2008, Salvador. Anais... Curitiba: ANPAD, 2008.

VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2005.

WAMPLER, Brian. Que tipos de resultados devemos esperar das instituições participativas? In: PIRES, Roberto Rocha C. Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de Avaliação. Brasília–DF: Ipea , 2011. (Diálogos para o Desenvolvimento, v.7).