Validação de modelos internos no Brasil: análise de metodologias de Backtesting de VaR Outros Idiomas

ID:
23571
Resumo:
Este artigo se propõe a analisar diversas metodologias de backtest de VaR, focando em aspectos como adequação a mercados voláteis e limitação de conjunto de dados. Analisa-se, sob a ótica do órgão regulador, testes complementares ao critério proposto pelo Comitê de Basiléia, utilizando carteiras com dados reais e simulados. Os resultados indicam que os testes baseados em freqüência de falhas são inadequados para pequenas amostras e, mesmo para amostra de 1.000 observações, estes testes apresentam fraco desempenho para valores em risco de baixos percentis. Os testes que se baseiam na aderência do modelo de VaR à distribuição dos retornos apresentam melhor desempenho, mesmo em pequenas amostras. O critério quantitativo de Basiléia é conservador e apresenta baixo poder, o que não o invalida visto que sua aplicação representa um dos procedimentos a serem adotados no processo de validação de modelos internos. Sugere-se então a utilização adicional de testes que capturam a forma da distribuição dos retornos como o teste de Kuiper.
Citação ABNT:
SILVA, A. C. R.; BARBEDO, C. H. S.; ARAÚJO, G. S.; NEVES, M. B. E. D. Internal model validation in Brazil: analysis of VaR Backtesting methodologies. Revista Brasileira de Finanças, v. 4, n. 1, p. 97-118, 2006.
Citação APA:
Silva, A. C. R., Barbedo, C. H. S., Araújo, G. S., & Neves, M. B. E. D. (2006). Internal model validation in Brazil: analysis of VaR Backtesting methodologies. Revista Brasileira de Finanças, 4(1), 97-118.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/23571/validacao-de-modelos-internos-no-brasil--analise-de-metodologias-de-backtesting-de-var/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês