Earnings management: the case of Lucent Technologies Outros Idiomas

ID:
26131
Resumo:
O uso de discrição contábil para maquiar os demonstrativos financeiros parece estar corroendo a confiança pública no processo do relato financeiro. Os críticos argumentam que alguns gerentes estão intencionalmente abusando da discrição de GAAP para gerenciar lucros. Isto pode reduzir a qualidade do processo do relato financeiro e, finalmente, trazer efeitos adversos para a alocação de recursos na economia. Em função disso, os participantes do mercado, legisladores, reguladores e acadêmicos se preocupam com a necessidade de controlar os abusos do relato financeiro. Neste artigo, revisamos concisamente a literatura sobre o gerenciamento de lucros e mostramos tanto os incentivos, como também a mecânica, usados pelos gerentes da Lucent para manipular os lucros. Encontramos incentivos fortes para os gerentes da Lucent informarem lucros fáceis e crescentes para: 1) aumentar a capitalização do mercado da empresa; 2) fortalecer a compensação de gerenciamento e a garantia de emprego; e 3) reduzir o custo do capital da companhia. A evidência encontrada sugere que os gerentes, para gerenciar os lucros, usaram: 1) a estratégia de big bath para os custos de reestruturação; 2) reservas diversas do tipo cookie jar; 3) o reconhecimento prematuro e agressivo da renda; e 4) a contabilidade de aquisição criativa e o R&D adquirido.
Citação ABNT:
MATOS, F. F. J.; SANCOVSCHI, M. Earnings management: the case of Lucent Technologies. Revista Universo Contábil, v. 1, n. 1, p. 101-111, 2005.
Citação APA:
Matos, F. F. J., & Sancovschi, M. (2005). Earnings management: the case of Lucent Technologies. Revista Universo Contábil, 1(1), 101-111.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/26131/earnings-management--the-case-of-lucent-technologies/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português