O “Olhar” Antropológico do Marketing: contribuições da antropologia do consumo ao entendimento do sistema de produção de bens e do comportamento do consumidor Outros Idiomas

ID:
2625
Periódico:
Resumo:
O consumo é uma prática material e simbólica que expressa pertencimento social, bem como reproduções e contradições sociais nas quais as relações de mercado estão imersas. O objetivo deste ensaio teórico é apresentar como a abordagem antropológica da produção e da comunicação de produtos e de serviços contribui para a compreensão do fenômeno do consumo, enfatizando, em especial, sua principal contribuição às pesquisas em marketing de que as relações de consumo possuem dimensões culturais, simbólicas e coletivas. Para tanto, inicialmente apresentamos como a abordagem antropológica de estudos sobre o consumo contribuem para o entendimento da dinâmica mercadológica, em especial do comportamento dos consumidores. A seguir, discutimos suas implicações no que se refere à produção de bens e serviços. Ao final, apresentamos contribuições deste estudo às pesquisas em marketing, enfatizando contribuições da antropologia do consumo no que se refere ao entendimento dos significados culturais implícitos nas relações de mercado, das representações dos bens e dos serviços na vida e nas relações sociais dos consumidores, bem como dos aspectos associados à decisão de aquisição, ou não, destes bens e serviços. Em último caso, pode possibilitar a compreensão sobre conflitos e descontinuidades das relações dos consumidores com as organizações, bem como de movimentos de resistência ao consumo.   
Citação ABNT:
OLIVEIRA, J. S.O “Olhar” Antropológico do Marketing: contribuições da antropologia do consumo ao entendimento do sistema de produção de bens e do comportamento do consumidor. Revista ADM.MADE, v. 14, n. 2, art. 60, p. 21-35, 2010.
Citação APA:
Oliveira, J. S.(2010). O “Olhar” Antropológico do Marketing: contribuições da antropologia do consumo ao entendimento do sistema de produção de bens e do comportamento do consumidor. Revista ADM.MADE, 14(2), 21-35.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/2625/o----olhar----antropologico-do-marketing--contribuicoes-da-antropologia-do-consumo-ao-entendimento-do-sistema-de-producao-de-bens-e-do-comportamento-do-consumidor/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
APPLBAUM, K.; JORDT, I. Notes toward an application of McCraken “cultural categories” for cross-cultural consumer research. Journal of Consumer Research, v. 23, December, 1996.

BARBOSA, L; CAMPBELL, C. Cultura, consumo e identidade. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

BELK, R. W.; COON, G. S. Gift giving as agapic love: an alternative to the exchange paradigm based on dating experiences. Journal of Consumer Research. v. 20, December, 1993.

BOURDIEU, P. A distinção: crítica social do julgamento. Porto Alegre: Zouk, 2007.

CHERRIER, H.; MURRAY, J. B. The sociology of consumption: the hidden facet of marketing. Journal of Marketing Management, v. 20, n.5-6, p.509-525, 2004.

CUCHE, D. A noção de cultura nas ciências sociais. Trad. Viviane Ribeiro. Bauru: EDUSC, 1999. D’ANGELO, A. Cultura e consumo: apanhado teórico e reflexões para o ensino e para a pesquisa de marketing e administração. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003. Anais ... Atibaia: Anpad, 2003.

D’ANGELO, A. Cultura e consumo: apanhado teórico e reflexões para o ensino e para a pesquisa de marketing e administração. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003. Anais... Atibaia: Anpad, 2003.

DAVIES, A.; FITOHETT, J. A. “Cross cultural”: A multi-method enquiry into consumer behavior and the experience of cultural transition. Journal Consumer Behavior, v.8, n.4, p.315330, 2004.

DIMAGGIO, P.; LOUCH, H. Socially embedded consumer transactions: for what kinds of purchases do people most often use networks? American Sociological Review, v.63, p.619-637, 1998.

DOUGLAS, M.; ISHERWOOD, B. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

HOGG, M. K; BANISTER, E. N. The structure and transfer of cultural meaning: a study of young consumers and pop music. Advances in Consumer Research, v, 47, p. 19-23, 2000.

MAUSS, M. Ensaio sobre a dádiva: forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: ______. Sociologia e antropologia. São Paulo: EPU, 2003.

MCCRAKEN, G. Cultura e consumo: novas abordagens ao caráter simbólico dos bens e das atividades de consumo. Trad. Fernanda Eugênio. Rio de Janeiro: Maud, 2003.

MIGUELES, C. (Org.) Antropologia do consumo: casos brasileiros. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

PIACENTINI, M.; MAILER, G. Symbolic consumption in teenagers' clothing choices. Journal of Consumer Behaviour, v.3, n.3, p. 251-262, 2004.

ROCHA, E. Magia e capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1985.

ROCHA, E. Totem e o consumo: um estudo antropológico dos anúncios publicitários. Alceu, v.1, n.1, p. 18-37, jul./dez., 2000.

ROCHA, E.; BARROS, C. F. P. Dimensões culturais do marketing: teoria antropológica, etnografia e comportamento do consumidor. Revista de Administração de Empresas, v.46, n.4, p.36-47, out./dez., 2006.

ROOK, D. W. Dimensão ritual do comportamento de consumo. Revista de Administração de Empresas, v.47, n.1, p.81-97, jan./mar. 2007.

SAHLINS, M. Cultura e razão prática. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

VEBLEN, T. A teoria da classe ociosa. São Paulo: Pioneira, 1983.

WATTANASUWAN, K. The self and symbolic consumption. Journal of American Academy of Business, v.6, n.1, p.179-185, March, 2005.

ZUKIN, S.; MAGUIRE, J. S. Consumers and consumptions. Annual Review of Sociology, v.30, p.173-197, 2004.