O novo papel das subsidiárias de países emergentes na inovação em empresas multinacionais – o caso da General Motors do Brasil Outros Idiomas

ID:
26363
Resumo:
Este estudo propõe uma discussão sobre o deslocamento intrafirma de serviços de alto valor adicionado de países centrais para países emergentes, através do estudo de caso do desenvolvimento de produtos em subsidiárias brasileiras de multinacionais da indústria automotiva. O deslocamento dos serviços de desenvolvimento de produto dentro da indústria automotiva acrescenta resultados teóricos importantes para modelos de descentralização de atividades de inovação e Pesquisa e Desenvolvimento - P&D em empresas multinacionais, mormente na área de serviços. O estudo de caso destaca a evolução da subsidiária brasileira posteriormente ao desenvolvimento do “Programa Meriva” (automóvel). Os dados são analisados sob o prisma da descentralização do desenvolvimento de conhecimento em empresas multinacionais, trazendo contribuições para esse modelo, e com base na análise econômica da Teoria das Vantagens Comparativas Dinâmicas. O estudo elenca fatores emergentes para esse tipo de desenvolvimento e sugere o fim da administração do ciclo-de-vida do produto como paradigma de relacionamento matriz-subsidiária.
Citação ABNT:
AMATUCCI, M.; BERNARDES, R. C. O novo papel das subsidiárias de países emergentes na inovação em empresas multinacionais – o caso da General Motors do Brasil. Innovation and Management Review, v. 4, n. 3, p. 5-16, 2007.
Citação APA:
Amatucci, M., & Bernardes, R. C. (2007). O novo papel das subsidiárias de países emergentes na inovação em empresas multinacionais – o caso da General Motors do Brasil. Innovation and Management Review, 4(3), 5-16.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/26363/o-novo-papel-das-subsidiarias-de-paises-emergentes-na-inovacao-em-empresas-multinacionais-----o-caso-da-general-motors-do-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português