Mudanças estruturais e estratégicas: um estudo de multicasos sob a perspectiva neo-institucional Outros Idiomas

ID:
27579
Periódico:
Resumo:
O presente artigo aborda, sob a perspectiva neo-institucional, as mudanças ocorridas em 31 faculdades, centros universitários e universidades privadas. Com corte seccional e com base em entrevistas longitudinais em um horizonte de oito anos, analisa-se quais foram as principais mudanças estruturais e estratégicas nessas organizações. O trabalho divide-se em três partes; na primeira, faz-se um histórico das mudanças institucionais ocorridas no modelo de Estado brasileiro; em seguida, realiza-se uma análise das mudanças no ensino superior no Brasil; finalmente, conclui-se com métodos quantitativos, apontando-se as mudanças estratégicas ocorridas nas 31 escolas pesquisadas. Pôde-se concluir, ainda que na qualidade de hipótese sustentada empiricamente, que os mecanismos isomórficos mimético, normativo e coercitivos são tanto fatores de homogeneidade estrutural quanto geradores de mudanças que produzem diversidade em dado campo organizacional.
Citação ABNT:
GONÇALVES, S. A.Mudanças estruturais e estratégicas: um estudo de multicasos sob a perspectiva neo-institucional. Revista de Gestão, v. 14, n. 2, p. 1-15, 2007.
Citação APA:
Gonçalves, S. A.(2007). Mudanças estruturais e estratégicas: um estudo de multicasos sob a perspectiva neo-institucional. Revista de Gestão, 14(2), 1-15.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/27579/mudancas-estruturais-e-estrategicas--um-estudo-de-multicasos-sob-a-perspectiva-neo-institucional/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português