Análise comparativa de carteiras com práticas de governança corporativa inferiores e superiores Outros Idiomas

ID:
27622
Periódico:
Resumo:
Para os investidores em carteiras de ações, a criação de um clima de negócios mais saudável, obtido por meio de melhores práticas de governança corporativa, pode assegurar sobremaneira o recurso investido, diminuindo assim o risco dos retornos. Este trabalho objetiva investigar se um investidor com uma carteira de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa superiores (Tipo I) apresenta melhor performance do que outro investidor com uma carteira de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa inferiores (Tipo II). Para tanto, aplicou-se um estudo de carteiras, construídas aleatoriamente e avaliadas pelo Índice de Sharpe (IS). Foi constatado que a carteira ótima de Tipo I possui maior IS do que a carteira ótima de Tipo II, e que existe uma probabilidade de 56,49% de as carteiras de Tipo I superarem o retorno da Taxa SELIC no período, enquanto essa probabilidade, para as carteiras de Tipo II, é de 55,20%. Apesar de pouco significativos, os resultados mostram indícios de que é vantajoso para um investidor formar carteiras apenas de ações de empresas que possuem práticas de governança corporativa superiores.
Citação ABNT:
RABELO, S. S. T.; ROGERS, P.; RIBEIRO, K. C. S.; SECURATO, J. R. Análise comparativa de carteiras com práticas de governança corporativa inferiores e superiores. Revista de Gestão, v. 14, n. especial, p. 1-16, 2007.
Citação APA:
Rabelo, S. S. T., Rogers, P., Ribeiro, K. C. S., & Securato, J. R. (2007). Análise comparativa de carteiras com práticas de governança corporativa inferiores e superiores. Revista de Gestão, 14(especial), 1-16.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/27622/analise-comparativa-de-carteiras-com-praticas-de-governanca-corporativa-inferiores-e-superiores/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português