Políticas públicas no setor de saúde: mudanças, tendências e desafios sob a perspectiva da administração pública Outros Idiomas

ID:
28683
Resumo:
À luz dos principais modelos de administração pública, esse trabalho discute as mudanças ocorridas na saúde pública no Brasil de forma crítica. Pretendendo verificar como as mudanças nos paradigmas da gestão pública influenciaram as políticas públicas de saúde, tomando como referência a evolução dos modelos conceituais clássicos. Foi utilizada uma metodologia qualitativa fazendo uma digressão histórica sobre os modelos vigentes no Brasil e sobre o funcionamento do sistema de saúde. Percebe-se uma evolução na saúde de acordo com as alterações nos paradigmas principalmente relacionadas ao papel do Estado, que passa prestar serviços à população da forma mais eficiente e procura ao longo das reformas a participação da sociedade para melhorar essas políticas.
Citação ABNT:
MATTA, I. B.; FERREIRA, M. A. M.; SILVA, E. A. Políticas públicas no setor de saúde: mudanças, tendências e desafios sob a perspectiva da administração pública. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, v. 11, n. 1, p. 12-27, 2014.
Citação APA:
Matta, I. B., Ferreira, M. A. M., & Silva, E. A. (2014). Políticas públicas no setor de saúde: mudanças, tendências e desafios sob a perspectiva da administração pública. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 11(1), 12-27.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/28683/politicas-publicas-no-setor-de-saude--mudancas--tendencias-e-desafios-sob-a-perspectiva-da-administracao-publica/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BORGES, José Maria. 20 Anos De Sus. O choque de gestão na saúde em Minas Gerais / organizado por Antônio Jorge de Souza Marques [et al.] .Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 2009.

BRASIL, Constituição (1988). Constituição da República federativa do Brasil. Brasília: Senado federal, Centro Gráfico, 1988.

BRASIL, Departamento de Atenção Básica. Atenção Básica e Saúde da Família – Avaliação da Atenção Básica. Disponível em: http://dab.saude.gov.br/caa/avaliacao.php. Acesso em 24 de janeiro de 2012c.

BRASIL, Departamento de Atenção Básica. Atenção Básica e Saúde da Família – Diretriz Conceitual. Disponível em: http://dab.saude.gov.br/atencaobasica.php. Acesso em 16 de janeiro de 2012a.

BRASIL, Ministério da Saúde, 2012. Do sanitarismo à municipalização. Disponível em: . Acesso em 05 de junho de 2012b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação de Acompanhamento e Avaliação. Avaliação na Atenção Básica em Saúde: caminhos da institucionalização / Ministério da Saúde. Coordenação técnica: Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia e Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, IMIP. – Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2005.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Gestão do setor público: estratégia e estrutura para um novo Estado. In. Reforma do Estado e Administração Pública Gerencial. Orgs. Luiz Carlos Bresser Pereira e Peter Spink; tradução Carolina Andrade. 6ª edição. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

CAMPOS, Gastão Wagner; BARROS, Regina Benevides e CASTRO, Adriana Miranda de. Avaliação de política nacional de promoção à Saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 9(3):745749, 2004

COELHO, Myriam Araujo; RAUSCH, Maria do Carmo Paixão; TAVARES JR., Paulo. Regulação Assistencial. O choque de gestão na saúde em Minas Gerais / organizado por Antônio Jorge de Souza Marques [et al.] .Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 2009.

COSTA, Flávia B. da; TRINDADE, Mara A.do N.; PEREIRA, Mauro Lúcio T.. A Inserção do Biomédico no Programa de Saúde da Família. Revista Eletrônica Novo Enfoque, v. 11, n. 11, p. 27 – 33, 2010.

COSTA, Frederico Lustosa da. Brasil: 200 anos de Estado, 200 anos de administração pública, 200 anos de reformas. RAP — RIO DE JANEIRO 42(5):829-74, SET/OUT. 2008.

COSTIN, Claudia. Administração Pública. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

FAORO, Raymundo. Os Donos do Poder: Formação do Patronato Político Brasileiro. Editora Globo, 3ª edição, revista, 2001.

LELES, Fernando Antônio Gomes; MATOS, Marco Antônio Bragança de; MAYER, Lucy Monteiro. Atenção Primária À Saúde – Saúde Em Casa: Melhorando A Qualidade Da Atenção Primária Prestada À Saúde Dos Mineiros. O choque de gestão na saúde em Minas Gerais / organizado por Antônio Jorge de Souza Marques [et al.] .Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 2009.

PASCARELLI FILHO, Mario. A Nova Administração Pública: Profissionalização, Eficiência e Governança. São Paulo: DVS Editora, 2011.

PAULA, Ana Paula Paes. Administração Pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. Jan./mar. vol. 45, n.1, 2005.

PAULA, Ana Paula Paes. Por uma nova gestão pública. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2007.

SANTOS, Lucas Maia dos Santos. Avaliação do desempenho da alocação de recursos na atenção básica da saúde pública brasileira. Dissertação apresentada ao Centro de Pós Graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Administração. Belo Horizonte – 2011.

SERAPIONI, Mauro; e SILVA, Marcelo Gurgel Carlos da. Avaliação da qualidade do Programa Saúde da Família em municípios do Ceará: Uma abordagem multidimensional. Ciência & Saúde Coletiva, 16(11):4315-4326, 2011.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Volume 1. Tradução de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa; ver. Téc. De Gabriel Cohn, 4ª edição. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000, 2009 (reimpressão).