Estratégia dos negócios: obstáculos encontrados para a consolidação da TV Digital no Brasil e seus impactos na cadeia produtiva eletroeletrônica na perspectiva da teoria dos stakeholders Outros Idiomas

ID:
29002
Periódico:
Resumo:
Com a implantação da TV Digital no Brasil em 02 de dezembro de 2007, os gestores da industria de eletro-eletrônicos, naturalmente, esperavam por impactos na cadeia produtiva em decorrência da promessa de forte aquecimento desse mercado. Por intermédio de pesquisa exploratória, de natureza qualitativa e entrevista em profundidade junto aos executivos da indústria de eletro-eletrônicos, o objetivo da pesquisa está em diagnosticar os obstáculos encontrados para consolidação da TV Digital no Brasil e suas possíveis mudanças estratégicas com o surgimento de um novo cenário resultante das expectativas que se apresentavam no mercado brasileiro e suas implicações em termos de uma nova configuração do complexo eletroeletrônico na percepção da teoria dos stakeholders. Os resultados da pesquisa apontam que, na percepção dos pesquisados, embora as vendas de TV Digital tenham crescido acentuadamente nos últimos dois anos, na perspectiva dos executivos da industria de eletro-eletrônicos, o processo ainda não se consolidou, as expectativas previstas não se concretizaram e, consequentemente, os impactos sobre a cadeia produtiva referentes ao impacto que a TV Digital provocaria nessa industria está num patamar abaixo do esperado por fatores técnicos e associados, principalmente, à falta de integração dessa indústria junto aos stakeholders dominantes representados pelos radiodifusores e pelo governo federal. A contribuição da pesquisa está em discutir a aplicabilidade da teoria dos stakeholders no setor das telecomunicações em seus aspectos econômicos, técnicos e políticos. As limitações do trabalho está em analisar o processo de consolidação da TV Digital no Brasil na perspectiva dos executivos da indústria eletroeletrônica, por isso, sugere-se para futuras pesquisas estudos sobre os demais agentes fomentadores.
Citação ABNT:
BAZANINI, R.; RIBEIRO, H. L.; BAZANINI, H. L. Estratégia dos negócios: obstáculos encontrados para a consolidação da TV Digital no Brasil e seus impactos na cadeia produtiva eletroeletrônica na perspectiva da teoria dos stakeholders. Revista de Negócios, v. 19, n. 1, p. 70-93, 2014.
Citação APA:
Bazanini, R., Ribeiro, H. L., & Bazanini, H. L. (2014). Estratégia dos negócios: obstáculos encontrados para a consolidação da TV Digital no Brasil e seus impactos na cadeia produtiva eletroeletrônica na perspectiva da teoria dos stakeholders. Revista de Negócios, 19(1), 70-93.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/29002/estrategia-dos-negocios--obstaculos-encontrados-para-a-consolidacao-da-tv-digital-no-brasil-e-seus-impactos-na-cadeia-produtiva-eletroeletronica-na-perspectiva-da-teoria-dos-stakeholders/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ACKERMANN, F.; EDEN, C. Powerful and interested stakeholders matter: their identification and management. Academy of Management Best Conference Paper. 2003.

AMATO, J. Análise da emergência da TV digital e seus impactos na cadeia produtiva eletroeletrônica brasileira. Chile, Universidad Alberto Hurtado. Journal of Technology Management & Innovation, v. 1, n. 5, p. 53-68, 2006.

AMATO Neto, J.; Garcia, R. C.; Fontes, C. B. V.; ANGRISANO, C.; JUNQUEIRA, C. H. Z. 2004. Impactos da definição do Sistema Brasileiro de TV Digital na cadeia produtiva da indústria eletrônica - Fase I. Relatório de pesquisa REDECOOP/PRO-EPUSP/FundaçãoVanzolini. Departamento de Engenharia Rede Globo de Televisão.

BAPTISTA, M. A. C. Competitividade da Indústria de Bens Eletrônicos de Consumo. Nota Técnica Setorial do Complexo Eletrônico do Estudo da Competitividade da Indústria Brasileira. Mimeo. Consórcio IE/Unicamp, IEI/UFRJ, FDT, FUNCEX - MCT, FINEP e PADCT, Campinas, 1993.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70. 2002.

BAZANINI, R. Posicionamento Estratégico dos Agentes Fomentadores na Implantação da TV Digital no Brasil. Disputas, Negociações e Estratagemas Retóricos. Revista de Negócios, v. 14, n. 3, p. 1-34. Julho/Setembro. 2009

BONI, F. A. TV Digital: O aparelho de representação do real na edição de imagens no telejornalismo, 2009. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2009.

BOYD JR.; HARPER S.; WESTFALL, R. Método Científico e Projeto de Pesquisa. São Paulo: Pioneira, 2001.

CAMPBELL, A. Stakeholders. The Case in Favour. Long Range planning, London, v. 30, n. 3, p. 446-449. 1997.

CEROZZI BALAN, W. A Imagem e a Composição Visual Na TV Digital. Dissertação de Mestrado. São Bernardo do Campo, UMESP, 2011.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia Científica. 4. ed. São Paulo: Makron Books, 1996.

CHIMENTI, P. C. P. S.; NOGUEIRA, A. R. R.; RODRIGUES, M.; VAZ, L.F.H.; ARKADER, R.A Rede Globo e o Desafio da TV Digital no Brasil. In: XXXVI EnANPAD, 2012, Rio de Janeiro. Anais do XXXVI EnANPAD. Rio de Janeiro: ANPAD, 2012. v. 1.

COLETIVO INTERVOZES. Concessões de rádio e TV: onde a democracia ainda não chegou. Coletivo Brasil de Comunicação Social. 2007. Disponível em: . Acesso em: 21 dez.2012.

CROCOMO, F. A. TV Digital Produção Interativa: A Comunidade Recebe e Manda Notícias. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina, 2004.

CRUZ, R. Fora da Caixa: o processo de decisão sobre o sistema de TV Digital no Brasil. Tese de doutorado. São Paulo, 2006.

CRUZ, R. TV Digital no Brasil. Tecnologia versus política. São Paulo, Senac, 2008.

DINIZ, R. H. L. A TV Digital e o setor industrial tecnológico brasileiro. Dissertação de Mestrado, São Bernardo do Campo, UMESP, 2012.

DOMINGUES DA SILVA, Juliano. A política da política de TV digital no Brasil: desenho institucional e judicialização do debate. In: Anais do XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2010), Caxias do Sul, RS, 2 a 6 set. 2010.

DONALDSON, T.; PRESTON, L. E. The Stakeholder Theory of the Corporation: Concepts, Evidence, and Implications. Academy of Management Review, v. 20, n. 1, p.65-91, 1995.

DONATO, M. Estratégias de posicionamento e disputas na implantação da TV Digital no Brasil. Dissertação de Mestrado. São Paulo, Facasper, 2007.

FERREIRA, G. D. Um Middleware Declarativo Ginga-NCL na Plataforma Android para o Sistema Brasileiro de Televisão Digital. (SBTVD). Dissertação de Mestrado. PPGI/UFES, 2010.

FNDC. FÓRUM NACIONAL PELA DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO. O que o governo despreza no debate sobre a TV Digital: elementos para recuperação do interesse público no projeto estratégico da digitalização das comunicações no Brasil. FNDC: Brasília, 2005.

FREEMAN, E. R. Strategic Management. A Stakeholder Approach. Boston, Pitman Publishing Inc. 1984.

FREEMAN, R. E.; McVEA, J. A stakeholder approach to strategic management. In: HITT, M.; FREEMAN, E.; HARRISON, J. Handbook of Strategic Management. Oxford: Blackwell Publi-shing, 2000.

FROOMAN, J. Stakeholder influence strategies. Academy of Management Review, v.24, n. 2, p. 191-205, 1999.

GODOY, A. S. A pesquisa qualitativa e sua utilização em administração de empresas. São Paulo: Revista de Administração de Empresas, v.35. n. 4, p.65-71, jul/ago 1995.

GOUVEIA, F. Eletrônicos de Consumo: Relatório Setorial Preliminar. Rede DPPFINEP, São Paulo, 2003.

GREENWOOD, M. The importance of Stakeholders according to business leaders. Businessand Society Review. v. 106, n. 1, p. 29-49, 2001.

HAMMAN, R. (2012). Samsung: a nova Apple do pedaço [infográfico]. Disponível em: . Acesso em: 01/05/2013.

KIM, W. Chan; MAUBORGNE, Renée. A Estratégia do Oceano Azul: como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante. Rio de Janeiro, Campus, 2005.

LIEBERMAN; M. B. e MONTGOMERY, D. B. First-Mover (Dis)Advantages: Retrospective and Link with the Resource Based View. Strategic Management Journal, v. 19, n.12, p. 1111-1125, Dez.; 1998.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACHADO, F. Acessibilidade Na Televisão Digital: Estudo para uma política de Audiodescrição na televisão brasileira. Dissertado de Mestrado, São Paulo, UNESP de Bauru, 2011.

MITCHELL, R.; AGLE, B.; Wood, D. Toward a theory of stakeholder identification and salience: defining the principle of who and what really counts. Academy of Management Review, v.22, n. 4, p. 853-886, 1997.

MONTEZ, C.; BECKER, V. TV Digital Interativa: conceitos, desafios e perspectivas para o Brasil. Florionapólis: UFSC, 2005.

PRIOR, M. The immensely inflated news audience: Assessing bias in self-reported news exposure. Public Opinion Quarterly, v. 73, n. 1, p. 130-143, 2009.

ROWLEY, T. Moving Beyond Dyadic Ties: A network Theory of Stakeholders Influences. Academy of management Review, v.22, n. 4, p. 887-910, 1997.

STEINBERG, E. Stakeholder Theory Exposed. The corporate governance quarterly (HK). 1996.

STROUD, N. J. Polarization and partisan selective exposure. Journal of Communication, v. 60, n. 3, p. 556-576. 2010.

SUCHMAN, M. Managing legitimacy: strategic and institutional approaches. Academy of Management Review. v. 20, p. 571-610, 1995.

SUFRAMA. 2013. Disponível em: . Acesso em 19/04/2013.

THALER, A. Principais Processos de Design de Interação e a TV Digital Interativa Brasileira. Dissertação de Mestrado, UFSC, 2011.

WEBSTER, J. G.; KSIAZEK, T. B. (2012). The dynamics of audience fragmentation: Public attention in an age of digital media. Journal of Communication, v. 62, n. 1, p. 39-56. 2012,

WEISS, J. W. Business Ethics: a Stakeholder and Issues Management Approach. 2. ed. Forth Worth, Texas: Dryden Press, 1998.

WINDSOR, D. Can Stakeholder Interests be balanced? In: IABS 1999. 10, 1999, Paris. Proceedings... Paris: [s.n], 1999. p. 476-481.

WOOD, D. J. Business and Society. Pittsburgh: Harper Collins, 1990.

ZANCANARO, A. Conhecimento envolvido na construção de conteúdo para TV Digital interativa na Ead. Dissertação De Mestrado, UFSC, 2011.