Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador Outros Idiomas

ID:
29250
Resumo:
O objetivo deste artigo é analisar sob a ótica do contador os fatores determinantes para a mortalidade precoce das micro e pequenas empresas na cidade de Florianópolis. A fim de obter maiores informações sobre os aspectos que levam as empresas a sucumbirem, foi realizada uma pesquisa quantitativa. Para a coleta de dados, foi aplicado um questionário junto a 141 contadores de escritórios da região metropolitana de Florianópolis. Foi possível identificar que a maioria dos fatores citados pela literatura especializada apresenta o mesmo grau de importância sob a ótica do contador. Porém, dois fatores verificados na literatura especializada não foram considerados determinantes sob a ótica do contador para a falência das MPEs, a saber: o nível de escolaridade do empreendedor e a carga tributária.
Citação ABNT:
NASCIMENTO, M.; LIMA, C. R. M.; LIMA, M. A.; ENSSLIN, E. R. Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 6, n. 2, p. 244-283, 2013.
Citação APA:
Nascimento, M., Lima, C. R. M., Lima, M. A., & Ensslin, E. R. (2013). Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 6(2), 244-283.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/29250/fatores-determinantes-da-mortalidade-de-micro-e-pequenas-empresas-da-regiao-metropolitana-de-florianopolis-sob-a-otica-do-contador/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADIZES, I. Os ciclos de vida das organizações: como e por que as empresas crescem e morrem e o que fazem a respeito. São Paulo: Pioneira, 1990.

ALVES, M. A. P. et al.(Coord.). Pesquisa: fatores condicionantes e taxa de mortalidade das empresas. Brasília, 1999. Disponível em: . Acesso em: 04 ago. 2010.

AZEVEDO, J. H. Como iniciar uma empresa de sucesso. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1992.

BALESTRIN, A.; VARGAS, L. M. Redes horizontais de cooperação como estrutura favorável para o desenvolvimento das PMEs. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO DE PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais... Atibaia: ANPAD, 2003.

BIRLEY, S.; NIKTARI, N. Reasons for business failure. Leadership & Organization Development Journal, United Kingdom, v. 17, n. 2, p. 52, March. 1996.

BORINELLI, M. L.; BEUREN, I. M. O postulado da continuidade na perspectiva do ciclo de vida organizacional. In: SEMINÁRIO USP DE CONTABILIDADE, 2., 2002, São Paulo. Anais eletrônicos....Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2010.

BRASIL. Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Disponível em: . Acesso em: 05 ago. 2010.

CARDOSO, C. G. Variáveis pertinentes aos empresários que impactam na continuidade de suas micro e pequenas empresas observadas em um escritório contábil. 2007. 86 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis)-Fundação Instituto Capixaba de Pesquisa em Contabilidade, Economia e Finanças, Vitória, 2007.

CASAROTTO FILHO, N.; PIRES, L. H. Redes de pequenas e médias empresas e o desenvolvimento local. São Paulo: Atlas, 1998.

CLEVERLY, W. O. Who is responsible for business failures? Healthcare Financial Management Review, Westchester, v. 56, n. 10, p. 45-51, Oct. 2002.

COCHRAN, A. B. Small business mortality rates: a review of the literature. Journal of Small Business Management, United Kingdom, v. 19, n. 4, p. 50-59, oct. 1981.

COLLIS, J; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005. 339 p.

CUNHA JUNIOR, A. M. Mortalidade e sobrevivência das micro e pequena empresas no Estado da Paraíba. 2009. 103 f. Dissertação (Mestrado em Economia)Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2009.

DA SILVA, J. B. A mortalidade das micro e pequenas empresas. Florianópolis: SEBRAE/SC, 2008.

DA SILVA, Ricardo Luiz. Micro e pequenas empresas: um estudo sobre sua mortalidade prematura. 2002. 326 f. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Gestão)-Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2002.

DAVIS, H. Business mortality: the shoe manufacturing industry. Harvard Business Review, Boston, v. 17, n. 3, p. 331, spring. 1939.

DE GEUS, A. A empresa viva: como as organizações podem aprender e prosperar e se perpetuar. Trad. de Lenke Peres. 12. ed. Rio do Janeiro: Elsevier, 1998.

DEGEN, J. R. O empreendedor: fundamentos da iniciativa empresarial. São Paulo: McGrawHill, 1989

DOLABELA, F. O segredo de Luisa. São Paulo: Cultura, 1999.

DUTRA, I. S. O perfil do empreendedor e a mortalidade de micro e pequenas empresas londrinenses. 2002. 125 f. Dissertação (Mestrado em Administração)–Programa de PósGraduação em Administração das Universidades Consorciadas Estadual de Londrina e Estadual de Maringá, Londrina: 2002.

EDMISTER, R. O. An empirical test of financial ratio analysis for small business failure prediction. Journal of Financial and Quantitative Analysis, United Kingdom, v. 7, n. 2, p. 1477-93, March. 1972.

FELIPPE, M. C. Sobrevivência e mortalidade das pequenas e médias empresas na cidade de São José dos Campos. 2003. 140 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Departamento de Economia, Contabilidade, Administração e Comércio Exterior da Universidade de Taubaté, Taubaté, 2003.

FILARDI, L. F. Estudo dos fatores contribuintes para a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. 2006. 170 f. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de São Paulo, 2006.

FILARDI, L. F.; SANTOS, S. A. . In: ENCONTRO DE ESTUDOS SOBRE EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENAS EMPRESAS, 5. 2008, São Paulo. Anais... São Paulo: Mackenzie, 2008.

FISCHMANN, A. A.; ALMEIDA, M. I. R. Planejamento Estratégico na Prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. 2004. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2010.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2011.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Executive Report, Babson College Press, 2005. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2011.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Executive Report, Babson College Press, 2009. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2011.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Sala de imprensa. 2004. Disponível em: . Acesso em: 07 abr. 2010.

GOMES, A. Análise dos modelos de previsão de falência brasileiros. In: ENANPAD, 24., 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANPAD, 2000.

GONÇALVES, M. F. A pequena empresa e expansão industrial. Lisboa: Associação Industrial Portuguesa, 1994.

HARPER, D. A. Towards a theory of entrepreneurial teams. Journal of Business Venturing, Philadelphia, v. 23, n. 6, p. 613-626, nov. 2008

HOLMES, S.; HASWELL, S. Estimating the business failure rate: a reappraisal. Journal of Small Business Management, United Kingdom, v. 27, n. 3, p. 68, July. 1989.

IDH – Indicadores de Desenvolvimento Humano. Tabela de Indicadores de Desenvolvimento Humano. Disponível em: . Acesso em: 2 out. 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Coordenação de Serviços e Comércio. As micro e pequenas empresas comerciais e de serviços no Brasil 2001. Estudos e Pesquisas: Informação Econômica. II. Série. n. 1. Rio de Janeiro: IBGE, 2003.

JUCESC. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2010.

KERLINGER, F. N. Metodologia da pesquisa em ciências sociais: um tratamento conceitual. São Paulo: EPU, 1980.

KOTESKI, M. A. As micro e pequenas empresas no contexto econômico brasileiro. Fae Business, Curitiba, n. 8, p. 16-18, maio. 2004.

LEONE, N. M. C. P. G. A dimensão física das pequenas e médias empresas. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 53-59, abr./jun. 1991.

LIMA, A. L. Os riscos do empreendedorismo: a proposta de educação e formação empreendedora. 2008. 131 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

LIMA, M. V. A.; FILARDI, L. F.; LOPES, A. L. M. Avaliação multicritério do risco percebido dos fatores contribuintes para a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas no Brasil. In: SIMPÓSIO DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO, LOGÍSTICA E OPERAÇÕES INTERNACIONAIS – SIMPOI, 12., 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: FGV-EAESP, 2009.

LONGENECKER, J. G.; MOORE, C. W.; PETTY, J. W. Administração de pequenas empresas: ênfase na gerência empresarial. São Paulo: Makron Books, 1997.

MAI, A. F. O perfil do empreendedor versus a mortalidade das micro e pequenas empresas comerciais do município de Aracruz/ES. 2006. 153 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças – FUCAPE, Vitória, 2006.

MEDINA, E. A. M. Fatores condicionantes de sucesso na gestão de micro e pequena empresa do setor de vestuário da grande Florianópolis. 2002. 117 f. Dissertação (Mestrado em Administração)-Programa de Pós Graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

MEIRA NETO, A. O profissional contábil diante das necessidades decisórias dos empresários e gestores, considerando o ambiente tecnológico atual. São Paulo: Unifecap, 2003. 126p.

NUENO, P. Emprendiendo el arte de crear empresas y sus artistas. Madrid: Deusto S.A. 1995.

ORTIGARA, A. A. Causas que condicionam a mortalidade e/ou o sucesso das micro e pequenas empresas no Estado de Santa Catariana. 2006. 176 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção)Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

PASSOS, C. A. K. et al. Empreendedorismo no Brasil:– 2007. Curitiba: IBQP, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2011.

PAZOLINI, H. A percepção dos contadores sobre o perfil de sucesso dos micro e pequenos empresários da região do município de Colatina/ES. 2011. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças – FUCAPE, Vitória, 2011.

PELISSARI, A. S. O perfil de qualificação profissional dos empresários das pequenas empresas do ramo de confecções da Glória, Vila Velha-ES. 2002. 155 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)–Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

PORTAL BRASIL. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2012.

RIBEIRO NETO, A. B. Fatores que impactam o desempenho de pequenas empresas. 2008. 378 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção/COPPE da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SANTOS, S. A.; PEREIRA, H. J. Criando seu próprio negócio: como desenvolver o potencial empreendedor. Brasília: SEBRAE, 1995.

SAUNDERS, M. N. K. Research methods for business students. 3. ed. England: Pearson Education, 2003.

SAUNDERS, M. N. K.; LEWIS, P.; THORNHILL, A. Research methods for business students. England: Pearson Education, 2000.

SEBRAE. Anuário de trabalho na micro e pequena empresa. 2006. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2011.

SEBRAE. Estudos e pesquisas. Disponível em: . Acesso em: 05 ago. 2010(b).

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxa de mortalidade de empresas. Relatório de pesquisa. Brasília, Ago. 2004. 58 p.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxa de mortalidade de empresas. Relatório de pesquisa. Brasília, Out. 1999. 56 p.

SEBRAE. Mortalidade. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2010.

SEBRAE. Qual a diferença entre falência, concordata e insolvência civil? Disponível em: . Acesso em: 24 maio 2010.

SEBRAE. Vox Populi. 2011. Disponível em: . Acesso em: 12 mai. 2011.

SERASA EXPERIAN. 2010. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2010.

SILVA, A. C. R. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, relatórios, monografias, dissertações, teses. São Paulo: Atlas, 2003

SILVA, J. S. Fatores determinantes da mortalidade da micro e pequena empresa industrial de criação e abate de aves, na grande Natal/RN. 1999. 128 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 1999.

TACHIZAWA, T.; FARIA, M. S. Criação de novos negócios gestão de micro e pequenas empresas. Rio de Janeiro: FGV, 2002.

VALE, G. M. V. et al. (Coord.). Fatores condicionantes da mortalidade de empresas: pesquisa piloto realizada em Minas Gerais. Belo Horizonte: SEBRAE, 1998.

XEYLA, R.; GOUTHIER, M. Investir em capacitação é o melhor negócio. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2010.

YONEMOTO, H. W. Os fatores externos e internos e a sua relação com o êxito ou fracasso das empresas de pequena dimensão. 1998. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1998.

ZIMMERER, T. W. Essentials of small business management. New York: Macmillan College, 1994.

ZIMMERER, T. W.; SCARBOROUGH, N. M. Essentials of entrepreneurship and small business management. 2. ed. New Jersey: Prentice Hall, 1998.