Governança corporativa e desempenho: um estudo em empresas de capital aberto no Brasil Outros Idiomas

ID:
2948
Resumo:
Em termos gerais, a governança é vista como um sistema que ajuda a mitigar os custos de agência, derivados do conflito entre proprietários e acionistas e os representantes da alta administração das empresas, denominados agentes. Teoricamente, eventuais reduções no custo de agência proporcionadas pela governança se traduziriam em melhor desempenho. Este trabalho tem por objetivo investigar esse aspecto, analisando se a governança afetou o desempenho de um conjunto de 20 empresas de capital aberto incluídas na listagem da Bovespa. Por meio do teste estatístico não-paramétrico de Mann-Whitney foi possível observar que a relação entre governança e desempenho é controversa, no caso da amostra estudada. Isso porque muitos indicadores não apresentaram variações estatisticamente significativas antes e depois da inclusão da empresa na listagem da Bovespa. Entre as possíveis causas está o fato de que as empresas estudadas podem ter absorvido anteriormente o maior impacto da implantação de práticas de governança.
Citação ABNT:
LOPES, H. E. G.; BERNARDES, P.; LARA, L. C. Governança corporativa e desempenho: um estudo em empresas de capital aberto no Brasil. Revista Economia & Gestão, v. 9, n. 19, p. 26-43, 2009.
Citação APA:
Lopes, H. E. G., Bernardes, P., & Lara, L. C. (2009). Governança corporativa e desempenho: um estudo em empresas de capital aberto no Brasil. Revista Economia & Gestão, 9(19), 26-43.
DOI:
10.5752/P.1984-6606.2009v9n19p26
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/2948/governanca-corporativa-e-desempenho--um-estudo-em-empresas-de-capital-aberto-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português