Desenvolvimento de competências do Administrador: um estudo em ambiente simulado Outros Idiomas

ID:
29960
Resumo:
Este estudo discorre sobre a importância do desenvolvimento de competências próprias dos profissionais de administração. Para tanto, utilizando-se de simulação em ambiente virtual, dentro do contexto acadêmico de graduação, alunos são experimentados no exercício de tomada de decisões. Ao final desse processo procedem à transcrição perceptiva de seus aprendizados individuais por meio de um questionário. Tal instrumento subsidia a abordagem qualitativa do estudo, por meio da construção de um estudo de caso, que descreve como a simulação contribui no desenvolvimento dos elementos formadores das competências essenciais do administrador. Os resultados preliminares apontam que, respectivamente, esses elementos centram-se no desenvolvimento de habilidades de liderança, na capacidade de organização, na integração e na atualização de conhecimentos propiciados por uma visão sistêmica e na habilidade de planejar. Paralelamente, comportamentos proativos e determinados constituem condições desejáveis sob a visão dos respondentes. Neste sentido, observa-se que a formação das competências verificadas está alinhada com a última avaliação realizada nacionalmente pelo CFA (Conselho Federal de Administração).
Citação ABNT:
DIAS JUNIOR, C. M.; MOREIRA, B. C. M.; STOSICK, E. Z.; PEREIRA, A. R. Desenvolvimento de competências do Administrador: um estudo em ambiente simulado. Revista de Ciências da Administração, v. 16, n. 38, p. 172-182, 2014.
Citação APA:
Dias Junior, C. M., Moreira, B. C. M., Stosick, E. Z., & Pereira, A. R. (2014). Desenvolvimento de competências do Administrador: um estudo em ambiente simulado. Revista de Ciências da Administração, 16(38), 172-182.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/29960/desenvolvimento-de-competencias-do-administrador--um-estudo-em-ambiente-simulado/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDRADE, R. O. B. de; AMBONI, N. Gestão de cursos de administração: metodologias e diretrizes curriculares. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

BERNARD, R. R. S. Estrutura de utilização dos jogos de empresas nos cursos de graduação em administração e ciências contábeis do país e avaliações preliminares de uma disciplina baseada neste método. In: XVII ENCONTRO DA ANGRAD – ENANGRAD, 2006, São Luís, MA. Anais... ENANGRAD, São Luís, 2006.

BRASIL. Lei n. 4.769, de 9 de setembro de 1965. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2012.

CFA – CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO. Campos de atuação. [2012]. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2012.

CFA – CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO. Pesquisa Nacional 2011. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2012.

DOMINGUES, F. Design, cultura e semiótica: em direção a um modelo para análise das variáveis semântico-culturais. Dissertação de Mestrado da Escola de Design da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Belo Horizonte, 2011.

GÓMEZ, G. V. La formación de la competencia cognitiva del profesor. Estudios sobre Educación, Navarra, v. 12, p. 41-57, 2007.

JUNIOR, V. U. et al. Identificação do Conhecimento, Habilidade e Atitude (CHA) dos coordenadores de curso de uma Instituição de Ensino Superior. In:

KOLB, D. A. Experiential learning: experience as the source of learning and development. EUA: Prentice-Hall, 1984.

LE BOTERF, G. Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

MEDEIROS, M. O.; SCHIMIGUEL, J. Uma Abordagem para avaliação de jogos educativos: ênfase no ensino fundamental. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 10, p. 1-10, 2012.

MENDES, J. B. Utilização de jogos de empresas no ensino da contabilidade: uma experiência no curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Uberlândia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE, 16, Goiânia: CFC, 2000. Anais… Goiânia, CFC, 2000. p. 1-19

MULDER, M.; WEIGEL, T.; COLLINS, K. The concept of competence in the development of vocational education and training in selected EU member states: a critical analysis. Journal of Vocational Education and Training, Londres, v. 59, n. 1, p. 67-88, 2007.

NETO, W. P. G.; SILVEIRA. S. R. Revisando o método de análise da semântica latente para propósitos de mineração de opiniões sobre produtos. Universidade Ritter dos Reis (Uniritter). [2013]. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2013.

OLIVEIRA, M. A.; SAUAIA, A. C. A. Prontidão docente para aprendizagem vivencial: uma mudança de filosofia educacional por meio do Jogo de Empresas. In: XI SEMEAD SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO, 2008, São Paulo, SP. Anais..., SEMEAD. São Paulo, SP: FEA/

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Tradução de Bruno Charles Magne. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

RAMADA, M. S. Um método de análise semântica de consultas com palavras-chave para acesso a informações armazenadas em múltiplos bancos de dados. Dissertação do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Informática da Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, 2013.

SAFANELLI, A. S.; MOREIRA, B. C. M. Empreendedorismo eletrônico: o uso da Educação Corporativa na formação de empreendedores. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 9, p. 1-11, 2011.

SAUAIA, A. C. A. Laboratório de gestão: simulador organizacional, jogo de empresas e pesquisa aplicada. São Paulo: Malone, 2010.

SCHUMANN, P. L. et al. A framework for evaluating simulations as educational tools. Developments in Business Simulation and Experiential Learning, San Diego, v. 28, 2001.

SILVA, M. A. Laboratório de gestão: jogo de empresas com pesquisa para a formação crítica em administração. Tese de Doutorado do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2013.

SIMULAB – Laboratório de Gestão. Torne-se um colaborador em 2013! [2013]. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2014.

TREIN, D.; SCHLEMMER, E. D. R. Projetos de aprendizagem baseados em problema no contexto da web 2.0: possibilidades para a prática pedagógica. Revista e-curriculum, São Paulo, v. 4, n. 2, junho, 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2013.

USP, 2008. p. 1-14. PAULA, A. P. L.; BERGAMASCHI FILHO, E.; SANTOS, G. G. Análise da eficiência de ferramentas de simulação organizacional enquanto facilitadoras da aplicação de teorias para o curso de graduação em administração. In: CONGRESSO VIRTUAL BRASILEIRO – ADMINISTRAÇÃO, 9, 2012, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Convibra, 2012.

WESSELINK, R. et al. Using an instrument to analyze competence-based study programmes: experiences of teacher in Dutch vocational education and training. Journal of Curriculum Studies, v. 42, n. 6, 2010, p. 813-829.

ZARIFIAN, P. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2001.