Renovação e gestão de cidades: experiências participativas no Centro Histórico de São Paulo Outros Idiomas

ID:
30186
Resumo:
A questão dos centros metropolitanos ganha importância cada vez maior para as nações nesta virada de milênio. Os projetos de revalorização das áreas centrais das cidades transformaram-se em uma das funções básicas dos governos, pelo consenso de que as cidades representariam possíveis plataformas de desenvolvimento econômico e promoção da inclusão social mediante a geração de empregos e de renda. Essa abordagem sugere uma reflexão sobre o dilema do desenvolvimento urbano x inclusão social, enorme desafio diante das tendências excludentes, cada vez mais acentuadas, em especial nos países emergentes. A integração entre as esferas pública e privada em experiências participativas é outra questão a avaliar, principalmente em sociedades com processos democráticos ainda não totalmente consolidados. O presente estudo tem por objetivo analisar as experiências participativas de renovação e gestão do Centro Histórico de São Paulo por meio dos projetos estratégicos, seus desdobramentos e resultados, sob a ótica das organizações contemporâneas, com destaque para as ações coletivas e o exercício da cidadania.
Citação ABNT:
PITTERI, S.; PERAZZO, P. Renovação e gestão de cidades: experiências participativas no Centro Histórico de São Paulo. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, v. 10, n. 47, p. 61-88, 2005.
Citação APA:
Pitteri, S., & Perazzo, P. (2005). Renovação e gestão de cidades: experiências participativas no Centro Histórico de São Paulo. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, 10(47), 61-88.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/30186/renovacao-e-gestao-de-cidades--experiencias-participativas-no-centro-historico-de-sao-paulo/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português