Tempo e gerência: um estudo com gestores de um shopping center de Belo Horizonte (MG) Outros Idiomas

ID:
30359
Resumo:
O objetivo desta pesquisa foi descrever e analisar como gerentes de lojas situadas em um shopping center de Belo Horizonte (MG) percebem a questão do tempo, conforme cinco categorias do modelo de análise de Bluedorn e Jaussi (2007), descritas no referencial teórico. Foi realizado um estudo de caso por meio de uma pesquisa de campo, descritiva, de natureza qualitativa. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com 11 gestores e analisados por meio da técnica de análise de conteúdo. Foram percebidas as prevalências de elevados níveis de “policronia”, “velocidade” e “pontualidade”. Mesmo quando os gestores dizem estar voltados para o tempo presente, este é visto como causa do que acontece no tempo futuro, denotando “profundidade temporal” alinhada ao futuro. Analisando os processos de “arrastamento”, percebe-se como o poder da organização se efetiva sobre todos os seus membros e como o gestor é um sujeito privilegiado mas, ao mesmo tempo, condenado “voluntariamente” a um ritmo de trabalho exaustivo e a um comportamento contraditório frente aos seus subordinados. Apesar de suas preferências manifestas, é notável sua capacidade de agir e de transitar pelas dimensões abordadas no modelo analítico. Diante das limitações observadas na pesquisa, sugestões para investigações futuras foram explicitadas.
Citação ABNT:
PAIVA, K. C. M.; GONÇALVES, M. S. M. Tempo e gerência: um estudo com gestores de um shopping center de Belo Horizonte (MG). Revista Gestão & Planejamento, v. 15, n. 1, p. 3-20, 2014.
Citação APA:
Paiva, K. C. M., & Gonçalves, M. S. M. (2014). Tempo e gerência: um estudo com gestores de um shopping center de Belo Horizonte (MG). Revista Gestão & Planejamento, 15(1), 3-20.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/30359/tempo-e-gerencia--um-estudo-com-gestores-de-um-shopping-center-de-belo-horizonte--mg-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABRASCE Associação Brasileira de Shopping Centers. Disponível em: . Acesso em: out. 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2008.

BLUEDORN, A. C.; JAUSSI, K. S. Organizationally Relevant Dimensions of time across levels of analysis. In: DANSEREAU, F.; YAMMARINO, F. J. Multi-Level Issues in Organizations and Time. Research in multilevel issues. Oxford, v. 6, p. 187-223, 2007.

CAPPELLE, M. C. A. et al. A produção científica sobre gênero na administração: uma meta-análise. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 30., 2006, Salvador. Anais... Salvador: ANPAD, 2006.

DAVEL, E.; MELO, M. C. O. L. Singularidades e transformações no trabalho dos gerentes. In: DAVEL, E.; MELO, M. C. O. L. (Org.). Gerência em ação. Rio de Janeiro: FGV, 2005. p. 29-56.

FRANCO, M. L. P. B. Análise de conteúdo. Brasília: Líber Livro Editora, 2008.

GRISCI, C. L. I. et al. Modos de trabalhar e de ser de motoboys: a vivência espaço-temporal contemporânea. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 30., 2006, Salvador. Anais... Salvador: ANPAD, 2006.

GRISCI, C. L. I. Trabalho, tempo e subjetividade: a reestruturação do trabalho bancário. 2000. 314 f. Tese (Doutorado em Psicologia) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2000.

HALL, E. T. The Dance of Life: The Other Dimension of Time. New York: Anchor Books, 1983.

HASSARD, J. Imagens do tempo no trabalho e na organização. In: CLEGG, S. R et al. Handbook de Estudos Organizacionais: reflexões e novas direções. São Paulo: Atlas, 2001. p. 190-216.

HELENO, G. O mundo encantado dos shopping centers. Revista Brasileira de Administração, n. 74, p. 22-29, jan./fev. 2010.

HILL, L. A. Novos gerentes: assumindo uma nova identidade. São Paulo: Makron Books, 1993.

IZQUIERDO, M. J. Uso y abuso del concepto de género. In. VILANOVA, M. (Org.). Pensar las diferencias. Barcelona: Universitat de Barcelona/ICD, 1994. p. 31-53.

JÖNSSON, B. Dez Considerações sobre o Tempo. Rio de Janeiro: José Olympio, 2004.

LENGLER, J. F.; CAVEDON, N. R. De “templo do consumo” a representação mitológica: um olhar etnográfico desconstrutivo sobre os ritos no shopping center. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 25., 2001, Campinas, SP. Anais… Campinas, SP: ANPAD, 2001.

LOMBARDI, A. R.; HANASHIRO, D. M. Policronicidade no ambiente organizacional – uma visão conceitual. In: ENCONTRO DE ESTUDOS ORGANIZACIONAIS, 6., 2010, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANPAD, 2010.

MELLO, H. D. A.; TONELLI, M. J. Tempo é dinheiro? A construção do tempo na administração contemporânea. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 26., 2002, Salvador. Anais… Salvador: ANPAD, 2002.

MELO, M. C. O. L. et al. Do estresse e mal-estar gerencial ao surgimento da Síndrome de Estocolmo Gerencial. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 34., 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

MOTTA, P. R. Gestão contemporânea: a ciência e a arte de ser dirigente. Rio de Janeiro: Record, 1995.

PADILHA, V. Shopping center a catedral das mercadorias. São Paulo: Boitempo, 2006.

PAIVA, K. C. M. et al. Proposição de escala de percepção temporal. Tourism & Management Studies, v. 2, special issue, p. 523-535, 2013b.

PAIVA, K. C. M.. O tempo no setor varejo: percepções e vivências de gerentes e vendedores brasileiros. Tourism & Management Studies, v. 12, special issue, p. 259-269, 2013a.

PAIVA, K. C. M.. Quanto tempo o tempo tem? Um estudo sobre o(s) tempo(s) de gestores do varejo em Belo Horizonte (MG). Revista Organizações & Sociedade, v. 18, n. 59, p. 641-659, 2011.

PAIVA, K. C. M.. Tempo e gerência um estudo com gestores do varejo. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 34., 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

PAIVA, K. C. M.; MAGESTE, G. S. Ação, devoção e desilusão: incluindo as categorias cultura e tempo na análise da função gerencial. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 32., 2008, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: ANPAD, 2008.

REED, M. Sociologia da gestão. Oeiras: Celta Editora, 1997.

ROULEAU, L. Gerentes e repertórios de identidade em contexto de reestruturação organizacional. In: DAVEL, E.; MELO, M. C. O. L. (Org.). Gerência em ação. Rio de Janeiro: FGV, 2005. p. 157-192.

SILVA, J. R. G.; WETZEL, U. Configurações de tempo e a tentativa de adaptação dos indivíduos às mudanças organizacionais. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 28., 2004, Curitiba. Anais... Curitiba: ANPAD, 2004.

TONELLI, M. J.; DANTAS, A. S. Sentidos do tempo no cotidiano do trabalho de gerentes. In: CARRIERI, A. P.; SARAIVA, L. A. (Org.). Simbolismo organizacional no Brasil. São Paulo: Atlas, 2007. p. 293-307.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2009.