Uso do controle gerencial e decisões em organizações de saúde brasileiras: um estudo exploratório

ID:
30595
Resumo:
Nesta pesquisa, foram analisados os relacionamentos entre o uso do sistema de controle gerencial, a aprendizagem organizacional, as decisões gerenciais e o desempenho em organizações hospitalares. Na etapa quantitativa, foram coletados dados de 48 hospitais brasileiros por meio de um survey. A análise de componentes principais identificou três dimensões de decisões gerenciais (financeiras, custos e processos e relacionamento com clientes) e duas dimensões de desempenho (econômico e não monetário). A modelagem de equações estruturais confirmou as seguintes hipóteses: (i) o uso interativo está associado positivamente com a aprendizagem organizacional (AO); (ii) a AO está associada positivamente com decisões financeiras e com decisões de custos e processos; (iii) as decisões de custos e processos e as decisões relacionadas aos clientes estão associadas positivamente com desempenho econômico; e (iv) as decisões de custos e processos também estão associadas positivamente com desempenho não monetário. Na etapa qualitativa, foram entrevistados quatro informantes-chave, com o objetivo de discutir e de interpretar os resultados.
Citação ABNT:
OYADOMARI, J. C. T.; PEDRIQUE, A. L.; BIDO, D. S.; REZENDE, A. J. Uso do controle gerencial e decisões em organizações de saúde brasileiras: um estudo exploratório. Brazilian Business Review, v. 11, n. 2, p. 1-34, 2014.
Citação APA:
Oyadomari, J. C. T., Pedrique, A. L., Bido, D. S., & Rezende, A. J. (2014). Uso do controle gerencial e decisões em organizações de saúde brasileiras: um estudo exploratório. Brazilian Business Review, 11(2), 1-34.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/30595/uso-do-controle-gerencial-e-decisoes-em-organizacoes-de-saude-brasileiras--um-estudo-exploratorio/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABERNETHY, M. A.; BROWNELL, P. The role of budgets in organizations facing strategic change: an exploratory study. Accounting, Organizations and Society, v.24, n.3, p.189-204, 1999.

ABERNETHY, M. A.; STOELWINDER, J. Budget use, task uncertainty, system goal orientation and subunit performance: a test of the “fit” Hypothesis in not-for-profit hospitals. Accounting Organizations and Society, v.16, n.2, p.105-120, 1991.

AGUIAR, A. B.; REZENDE, A. J.; DALMÁCIO, F. Z. Uma aplicação do time-driven ABC model no setor de serviço hospitalar: a nova abordagem do ABC proposta por Kaplan e Anderson. Contabilidade Vista e Revista, v.18, n.2, p.11-34, 2007.

ARGYRIS, C.; SCHÖN, D. Organizational learning: theory, method, and practice. Massachusetts: Addison-Wesley, 1996.

ATKINSON, A. A.; KAPLAN, R. A.; YOUNG, M. S. Contabilidade gerencial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

BISBE, J.; OTLEY, D. The effects of the interactive use of management control systems on product innovation. Accounting, Organizations and Society, v.29, n.8, p.709-737, 2004.

BUCHNER, A. et al. Software G*Power: versão 3.1.6. Germany: Universidade Kiel, 2006. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

CADEZ, S.; GUILDING. C. An exploratory investigation of an integrated contingency model of strategic management accounting. Accounting, Organizations and Society, v.33, n.7-8, p.836-863, 2008.

CAMACHO, R. R. Custeio alvo em serviços hospitalares: um estudo sobre o enfoque da gestão estratégica de custos. 2004. 159 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Faculdade de Economia, administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), São Paulo, 2004.

CAMACHO, R.R.; ROCHA, W. Preços e níveis de complexidade dos serviços praticados por hospitais privados junto à operadoras de planos de saúde. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 9., 2009, São Paulo (SP). Anais...São Paulo: USP, 2009. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

CARDOSO, D. Santas Casas do ABCD estão sufocadas. Diário de SP. 27/04/2012. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

CHAPMAN, C. S.; KIHN, L. A. Information system integration, enabling control and performance. Accounting, Organizations and Society, v.34, n.2, p.151-169, 2009.

CHENHALL, R.H. Integrative strategic performance measurement systems, strategic alignment of manufacturing, learning and strategic outcomes: an exploratory study. Accounting, Organizations and Society, v.30, n.5, p.395-422, 2005.

CHENHALL, R. H. Management control systems design within its organizational context: findings from contingency-based research and directions for the future. Accounting, Organizations and Society, v.28, n.2-3, p.127-168, 2003.

CHIN, W. W.; NEWSTED, P. R. Structural equation modeling analysis with small sample using partial least squares. In: HOYLE, R. H. (Ed.). Statistical strategies for small sample research. Thousand Oaks: Sage Publications, 1999. p.307-341.

CHOO, C. W. The knowing organization: how organizations use information to construct meaning, create knowledge, and make decisions. 2. ed. New York: Oxford University Press, Inc., 2006.

CINQUINI, L.; CAMPANALE, C. Integrative-interactive management accounting in healthcare. European Accounting Congress, Istanbul, 2010.

CRM-SP. Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo. 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2010.

CYERT, R. M.; MARCH, J. G. A behavioral theory of the firm. 2. ed. Massachusetts: Blackwell Publishers, Inc., 1992.

DIEHL, C. A. Gestão estratégica de custos: identificando o alinhamento estratégico em uma empresa de segurança. Contabilidade Vista & Revista, v.17, n.1, p.69-97, 2006.

DONALDSON, L. The contingency theory of organization. Thousand Oaks: Sage, 2001.

ESCRIVÃO JUNIOR, A. Uso da informação na gestão de hospitais públicos. Ciência & Saúde Coletiva. v.12, n.3, p. 655-666, 2007.

ESPEJO, M. M. S. Perfil dos atributos do sistema orçamentário sob a perspectiva contingencial: uma abordagem multivariada. 2008. Tese (Doutorado) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo (FEA/USP), São Paulo, 2008.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HOSPITAIS. Indicadores de Saúde: hospitais no país. 2012. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

FERREIRA, L. N. Custos logísticos hospitalares: um estudo empírico. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 12., 2005, São Paulo (SP). Anais...São Paulo: CBC, 2005.

FORNELL, C.; LARCKER, D. F. Evaluating structural equation models with unobservable variables and measurement error. Journal of Marketing Research, v.18, p.39-50, 1981.

FREZATTI, F. O paradigma econômico na contabilidade gerencial: um estudo empírico sobre a associação entre taxas de retorno sobre o patrimônio líquido e diferentes perfis da contabilidade gerencial. Revista de Administração, v.41, n.1, p.5-17, 2006.

FUNCK, E. The balanced scorecard equates interest in healthcare organizations. Journal of Accounting & Organizational Change, v.3, n.2, p.88-103, 2007.

GADELHA, C. A. G. O complexo industrial da saúde e a necessidade de um enfoque dinâmico na economia da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v.8, n.2, p.521-535, 2003.

GONÇALVES, A. R.; QUINTELA, R. H. The role of internal and external factors in the performance of Brazilians companies and its evolution between 1990 and 2003. BAR Brazilian Administration Review, v.3, n.2, p.1-14, 2006.

GRAFON, J.; LILLIS, A. M.; WIDENER, S. K. The role of performance measurement and evaluation in building organizational capabilities and performance. Accounting, Organizations and Society, v.35, n.7, p. 689-706, 2010.

GRANT, R. M. Contemporary strategy analysis. Blackwell (UK): Wiley, 2008.

GUERRA, A. R. Arranjos entre fatores situacionais e sistema de contabilidade gerencial sob a ótica da teoria da contingência. 2007. Dissertação (Mestrado) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo (FEA/USP), São Paulo, 2007.

HAIR JR., J. F. et al. Análise multivariada de dados. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAIR JR., J. F.; RINGLE, C. M.; SARSTEDT, M. PLS-SEM: indeed a silver bullet. The Journal of Marketing Theory and Practice, v.19, n.2, p.139-152, 2011.

HALL, M. Accounting information and managerial work. Accounting, Organizations and Society, v. 35, n.3, p. 301-315, 2010.

HALL, M. The effect of comprehensive performance measurement systems on role clarity, psychological empowerment and managerial performance. Accounting, Organizations and Society, v.33, n.2-3, p.141-163, 2008.

HARTMANN, F.; SLAPNICAR, S. How formal performance evaluation affects trust between superior and subordinate managers. Accounting, Organizations and Society, v.34, n.6-7, p.722-737, 2009.

HATCH, M. J. Organization theory: modern, symbolic, and postmodern perspectives. New York: Oxford University Press Inc., 1997.

HENRI, J. F. Management control systems and strategy: a resource-based perspective. Accounting, Organizations and Society, v.31, n.6, p.529-558, 2006.

HENSELER, J.; RINGLE, C. M.; SINKOVICS, R. R. The use of partial least squares path modeling in International Marketing. Advances in International Marketing, v.20, p.277319, 2009.

HURLEY, R. F.; HULT, G. T. M. Innovation, market orientation, and organizational learning: an integration and empirical examination. Journal of Marketing, v.62, n.3, p.42-54, 1998.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2009.

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. A estratégia em ação: balanced scorecard. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

LEITE, J. B; PORSSE, M. C. S. Competição baseada em competências e aprendizagem. organizacional: em busca da vantagem competitiva. In: RUAS, R. L. et al. (Org.). Aprendizagem organizacional e competências. Porto Alegre: Bookman, 2005. p.56-69.

MALMI, T., BROWN, D. Management control systems as a package: opportunities, challenges and research directions. Management Accounting Research, v.19, n.4, p.287-300, 2008.

MALMI, T.; GRANDLUND, M. In search of management accounting theory. European Accounting Review, v.18, n.3, p.597-620, 2009.

MARTINS, G. A. Estudo de caso: uma reflexão sobre a aplicabilidade em pesquisas no Brasil. RCO – Revista de Contabilidade e Organizações, v.2, n.2, p.8-18, 2008.

MERHY E. E.; CECÍLIO, L. C. O. O singular processo de coordenação dos hospitais. Revista Saúde em Debate, v.22, n.64, p.110-122, 2003.

MILES, M. B.; HUBERMAN, A. M. Qualitative data analysis. 2. ed. Thousand Oaks: Sage Publications, 1994.

MIRANDA, J. G. et al. Custeio ABC no ambiente hospitalar: um estudo nos hospitais universitários e de ensinos. Revista Contabilidade e Finanças, n.44, p. 33-43, 2007.

NARANJO-GIL, D.; HARTMANN, F. How top management teams use management accounting Systems to Implement Strategy. Journal of Management Accounting Research. v.18, n.1, p.21-53, 2006.

NETEMEYER, R. G.; BEARDEN, W. O.; SHARMA, S. Scaling procedures: issues and applications. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003.

NOVAES, H. M. D. Pesquisa em, sobre e para os serviços de saúde: panorama internacional e questões para a pesquisa em saúde no Brasil. Caderno Saúde Pública, v.20 (Sup. 2), p. S147-S173, 2004.

OTLEY, D. T. The contingency theory of management accounting: achievements and prognosis. Accounting, Organizations and Society. v.5, n.4, p.413-428, 1980.

OYADOMARI, J. C. T. et al. Relacionamentos entre controle gerencial, aprendizagem e decisões. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 10., 2010, São Paulo (SP). Anais... São Paulo: USP, 2010.

OYADOMARI, J. C. T. et al. Uso do sistema de controle gerencial e desempenho: um estudo em empresas brasileiras sob a perspectiva da Resources-Based View. REAd – Revista Eletrônica de Administração, v.17, n.2, p.298-329, 2011.

OYADOMARI, J. C. T. Uso do sistema de controle gerencial e desempenho: um estudo em empresas brasileiras sob a ótica da VBR (Visão Baseada em Recursos). Tese (Doutorado) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo (FEA/USP), São Paulo, 2008.

PATTON, M. Q. Qualitative evaluation and research methods. 2. ed. Newbury Park: Sage Publications, 1990.

PERIN, M. G. A relação entre orientação para mercado, aprendizagem organizacional, e performance. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, 2001.

PERIN, M. G. et al. Processo de aprendizagem organizacional e desempenho empresarial: o caso da indústria eletroeletrônica no Brasil. RAE-eletrônica, v.5, n.2, art.14, 2006.

PRICE WATERHOUSE. Fusões e aquisições no Brasil. 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

PROCHNICK, V.; DIAS, L.N.; CARVALHO, F.M. A utilização do balanced scorecard em hospitais: o caso do Hospital Nove de Julho. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 12., 2005, São Paulo. Anais... São Paulo, 2005.

RINGLE, C.M.; WENDE, S.; WILL, A. SmartPLS 2.0 M3 (beta). Germany: University of Hamburg, 2005. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

SALU. E. Aumento de faturamento do InCor: como se deu. 2012. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2013.

SEIDMAN, I. E. Interviewing as qualitative research: a guide for researchers in education and the social sciences. New York: Teachers College, Columbia University, 1991.

SIMONS, R. Levers of control: how managers use innovative control systems to drive strategic renewal. Boston: Harvard Business School Publishing, 1995.

SIMONS, R. Performance measurement and control systems for implementing strategy. New Jersey: Prentice Hall, 2000.

SMITH, D.; LANGFIELD-SMITH, K. Structural equation modeling in management accounting research: critical analysis and opportunities. Journal of Accounting Literature, v.23, p.49-86, 2004.

TANAKA, O. Y., TAMAKI, E. M. O papel da avaliação para a tomada de decisão na gestão de serviços de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v.17, n.4, p.821-828, 2012.

TENENHAUS, M. et al. PLS path modelling. Computational statistics and data analysis, v.48, p.159-205, 2005.

TIPPINS, J. J.; SOHI, R. S. It competence and firm performance: is organizational learning a missing link? Strategic Management Journal, v.24, p.745-761, 2003.

VERA, D.; CROSSAN, M. Organizational learning and knowledge management: toward an integrative framework. In: EASTERBT-SMITH, M.; LYLES, M. A. (Eds.). The Blackwell handbook of organizational learning and knowledge management. Blackwell (UK): Wiley, 2003, p.122-141.

WETZELS, M. et al. Using PLS path modeling for assessing hierarchical construct models: guidelines and empirical illustration. MIS Quarterly, v.33, n.1, p.177-195, 2009.

WIDENER, S. K. An empirical analysis of the levers of control framework. Accounting, Organizations and Society, v.32, n.7-8, p.757-788, 2007.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZANARDO, M.L.A.M. Gerenciamento das operações hospitalares como vantagem competitiva. 2004. Tese (Doutorado em Administração) - Programa de Pós-Graduação em Administração da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV), São Paulo, 2004.