O mundo do trabalho visto no cinema: busca por significados no documentário peões Outros Idiomas

ID:
30858
Resumo:
No mundo do trabalho brasileiro, as transformações do capital mundial tiveram seu impacto nos anos 1990, abalando regiões produtivas inteiras, incluindo a Região do Grande ABC, com o desemprego estrutural e com a reestruturação produtiva. A proposta artigo sobre estas transformações utilizando o recurso estético da arte, especificamente o cinema. A produção cinematográfica escolhida para análise foi o documentário Peões, produzido em 2002. A intenção da análise é de ir além do raciocínio lógico, envolvendo os sentidos como possibilidade de compreender também a vivência organizacional, envolvendo a experiência perceptiva desenvolvida por trabalhadores que narram suas origens e participações no movimento operário, além dos desfechos de suas vidas na primeira década do século XXI, fazendo uma construção de si pela fala.
Palavras-chave:
Citação ABNT:
ESTANISLAU, C.; CASTRO, D.; VIEIRA, A. M.; RESCH, S. O mundo do trabalho visto no cinema: busca por significados no documentário peões. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 6, n. 2, p. 33-49, 2012.
Citação APA:
Estanislau, C., Castro, D., Vieira, A. M., & Resch, S. (2012). O mundo do trabalho visto no cinema: busca por significados no documentário peões. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 6(2), 33-49.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/30858/o-mundo-do-trabalho-visto-no-cinema--busca-por-significados-no-documentario-peoes/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALVESSON, M.; KARREMAN, D. Taking the linguistic turn in organizational research: Challenges, responses, con sequences. Journal of Applied Behavioral Science, 36: 134-156, 2000.

ANTUNES, R. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 10. ed. São Paulo: Cortez; Campinas, SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 2005.

ANTUNES, R.; ALVES, G. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 87, p. 335-351, mai./ago. 2004.

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: Ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. 6. ed. São Paulo: Boitempo, 2003.

ARANHA, C.S.G. Movimento fenomenológico: aproximação do fenômeno. In: BICUDO, M.A.V.; ESPÓSITO, V.H.C. Joel Martins... um seminário avançado em fenomenologia. São Paulo: EDUC, 1997, p. 147-160.

ARENDT, H. A condição humana. 10.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. Tradução Mauro W. Barbosa. 6. ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

BONAZZI, G. Storia del pensiero organizzativo. Collana di sociologia. Milano, Italia: FrancoAgneli. 2000.

BONHOEFFER, D. Resistência e submissão. Tradução Widerstand und Ergebung. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

BOSI, E. Memória e Sociedade: lembranças de velhos. 3.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista: A degradação do trabalho no século XX. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1980.

CAIADO, A.S.C.; RIBEIRO, T.F.F.; AMORIN, R.L.C. Políticas neoliberais e reestruturação produtiva. In: POCHMANN, M. (org.) Reestruturação produtiva: Perspectiva de desenvolvimento local com inclusão social. Petrópolis-RJ: Vozes. 2004, p. 63-146.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. Tradução Roneide Venâncio Majer. 9. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

CONCEIÇÃO, J. J. Quando o apito da fábrica silencia: Sindicatos, empresas e poder público diante do fechamento de indústrias e da eliminação de empregos na Região do Grande ABC. São Bernardo do Campo-SP: MP Editora, 2008.

COUTINHO, E. Peões. In: Blog Eduardo Coutinho. Disponível em: Acesso em 15 set.2011.

COVALESKI, M. The calculated and the avowed: Techniques of discipline and struggles over identity in Big Six public accounting firms. Administrative Science Quarterly, v. 43, p.293-327, 1998.

DAVEL, S. C; VASCONCELOS, J. G. M. Gerência e autoridade nas empresas brasileiras: uma reflexão histórica e empírica sobre a dimensão paterna nas relações de trabalho. In: CALDAS, M.P; MOTTA, F.C.P. (orgs). Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Atlas, 1997, p. 94-110.

DAVEL, S. C.; VERGARA, S.C; GADHIRI, D.P. Administração com arte: papel e impacto da arte no processo ensino-aprendizagem. In: DAVEL, S. C. (org.). Administração com arte. São Paulo: Atlas, 2007.

ENRIQUEZ, E. Interioridade e organizações. In: DAVL, E.; VERGARA, S. C. (org.). Gestão com pessoas e subjetividade. São Paulo: Atlas, 2007, p.173-187.

EZZY, D.'Subjectivity and the Labour Process: Conceptualising 'Good Work', Sociology, vol. 31, n. 3, p. 427-444, 1997.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 35. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

GORZ, A. Metamorfoses do trabalho: crítica da razão econômica. São Paulo: Annablume, 2003.

GUATTARI, E.; ROLNIK, S. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 2005.

HARDY, C.; CLEGG, S. Alguns ousam chama-lo de poder. In: CLEGG, S. R.;HARDY, C.; HASSARD, J. An alternative to paradigm incommensurability in organization theory.

HASSARD, J. & PYM, D. The Theory and philosophy of organizations - critical issues and new perspectives. London : Routledge, 1990.

HIRATA, H.; HUMPHREY, J. O emprego industrial feminino e a crise econômica brasileira. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 4, n. 4, p. 89-107, out./dez. 1984.

HIRATA, H. Nova divisão sexual do trabalho? Um olhar voltado para a empresa e a sociedade. São Paulo: Boitempo, 2002.

HUSSERL, E. Conferências de Paris. Lisboa: Edições 70, 1992.

IANNI, O. Variações sobre arte e ciência. Aula inaugural da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. São Paulo: Tempo Social: Revista de Sociologia USP, p. 7-23. jun. 2004, Disponível em: Acesso em: 15set. 2011.

KLUTH, V. S. A rede de significados: imanência e transcendência: a rede de significação. In. KNIGHTS, D.; McCABE, D. Ain’t Misbehavin? Opportunities for Resistance under New Forms of 'Quality' Management’, Sociology 34(3):421–36, 1999.

KREMER, A.; FARIA, J.H. Reestruturação produtiva e precarização do trabalho: o mundo do trabalho em transformação. Revista de Administração de Empresas, v. 40, n. 3, p. 266-279, jul./set. 2005.

LINS, C. O documentário de Eduardo Coutinho: Televisão, cinema, e vídeo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

LUKES, S. Power: a radical view. London: Macmillan, 1973.

MARTINS, J.; MACHADO, O.V.M. Introdução ao curso 'seminários avançados em fenomenologia'. In: BICUDO, M.A.V.; ESPÓSITO, V.H.C. Joel Martins... um seminário avançado em fenomenologia. São Paulo: EDUC, 1997, p. 17-28.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

OLIVEIRA, P. G. F.; MENDONÇA, J. R. C. O espaço físico e a formação das impressões nas organizações: integrando as dimensões instrumentalidade, estética e simbolismo sob a perspectiva dramatúrgica. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO, 32, 2008, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2008.

SUAREZ, M. C.; TOMEI, P. A. Longe de um final feliz? Uma análise das novas relações de trabalho a partir do filme Em boa companhia. In: ENCONTRO DE GESTÃO DE PESSOAS E RELAÇÕES DE TRABALHO [ENGPR], 1.; 2007, Natal. Anais... Natal: ANPAD, 2007.

TOWNLEY, B. Foucault, power/knowledge, and its relevance for human resource management. Academy of Management Review 18: 518-45, 1993.

VERGARA, S. C.; CARVALHO, J. L. F. S.; GOMES, A. P. C. Z. Controle e coerção: A pedagogia do olhar na espacialidade do teatro e das organizações. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 44, n. 3, p. 10-19, jul./set. 2004.

WERNECK, A.; Peões. In: Contra Campo. Disponível em: Acesso em 15 set.2009.

WILLMOTT, H. 'Bringing Agency (Back) into Organizational Analysis: Responding to the Crisis of (post) modernity', in Hassard, J. & Parker, M. (eds.) Towards A New Theory of Organizations, London: Routledge, 1994.

WOOD Jr. T. Metáforas espetaculares: do dramatismo teatral ao dramatismo cinematográfico. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO ADMINISTRAÇÃO, 24, 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANPAD, 2000.

WOOD Jr T. Pedagogia crítica e o uso de filmes de longa metragem em sala de aula. Relatório de Pesquisa. EASP - Fundação Getúlio Vargas. São Paulo, 09/2008. Disponível em: Acesso em 29 jun.2009.

WOOD Jr. T. Terra em transe: liderança em Eldorado. In: CALDAS, M.P; MOTTA, F.C.P. (org). Cultura organizacional e cultura brasileira. São Paulo: Atlas, 1999, p. 143-156.