As escolas empreendedoras: foco na eficiência e na qualidade dos processos Outros Idiomas

ID:
31053
Resumo:
No futuro, aumentará a tendência de empresas orientadas a projetos com uma estrutura bem diferente das tradicionais. A função de produção será uma das mais importantes dimensões da organização, porque a sua concepção afetará diretamente o nível pelo qual ela satisfaz os seus consumidores. Os recursos de entrada (input) poderão ser classificados como sendo de transformação (instalação e funcionários) que deverão atuar em direção aos recursos transformados (materiais, informações e consumidores). A maioria dos colaboradores será constituída por profissionais da área de conhecimento, que circulam por diferentes projetos para atender às demandas dessa estrutura organizacional, buscando reunir todas as forças necessárias para atingir o objetivo estratégico. Os profissionais do conhecimento não estão mais subordinados a chefes inflexíveis, mas sim a fornecedores de serviços em um mercado livre. No caso da empresa intra-empreendedora, muitos dos fornecedores serão equipes internas que ainda estarão na condição de empregados da empresa, tanto no sentido legal quanto pelo fato de pertencerem a ela.
Citação ABNT:
FONTANILLAS, C. N.; COVA, C. J. G. As escolas empreendedoras: foco na eficiência e na qualidade dos processos. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 2, n. 2, p. 54-63, 2008.
Citação APA:
Fontanillas, C. N., & Cova, C. J. G. (2008). As escolas empreendedoras: foco na eficiência e na qualidade dos processos. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 2(2), 54-63.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/31053/as-escolas-empreendedoras--foco-na-eficiencia-e-na-qualidade-dos-processos/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português