Organização de aprendizagem em uma Empresa Júnior Outros Idiomas

ID:
31387
Resumo:
Este trabalho caracteriza-se como um estudo de natureza qualitativa que pretendeu responder a seguinte questão de pesquisa: Em que medida uma Empresa Júnior caracteriza-se como uma organização de aprendizagem? Para tanto, procedeu-se a um levantamento de campo, baseado em entrevistas em profundidade. O processo de coleta de dados consistiu na abordagem a doze membros de uma Empresa Júnior instalada em uma Universidade no Rio de Janeiro. As entrevistas seguiram um roteiro semiestruturado onde se buscou investigar os elementos considerados como caracterizadores de organizações de aprendizagem e as cinco disciplinas de Senge (1990). A análise do conteúdo das entrevistas revelou que a organização domina duas das disciplinas de nível individual de Senge (1990): Domínio Pessoal e Modelos Mentais. Foi possível identificar certo esforço no sentido de desenvolver ferramentas que permitam o domínio das outras três disciplinas de Senge (1990) que tratam do nível coletivo. Entretanto, a alta rotatividade representa um entrave, especialmente ao Raciocínio Sistêmico e impede o desenvolvimento integral do processo de aprendizagem organizacional, de acordo com os pressupostos de Garvin (1993).
Citação ABNT:
FERREIRA-DA-SILVA, R. C.; PINTO, S. R. R. Organização de aprendizagem em uma Empresa Júnior. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 11-39, 2011.
Citação APA:
Ferreira-da-silva, R. C., & Pinto, S. R. R. (2011). Organização de aprendizagem em uma Empresa Júnior. Administração: Ensino e Pesquisa, 12(1), 11-39.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/31387/organizacao-de-aprendizagem-em-uma-empresa-junior/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDRADE, L. I. C. C. Teoria e prática das organizações de aprendizagem: barreiras, oportunidades e resultados. Revista Brasileira de Administração, Ano XIII, nº 43, Dezembro de 2003

ANTONELLO, C. S.; GODOY, A. S. A Encruzilhada da Aprendizagem Organizacional: uma visão multiparadigmatica In: XXXI Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Anpad, 2007.

BELLOQUIM, A.; CUNHA, N. C. V. Trabalhador de Conhecimento e Sociedade da Informação: Tendências no Brasil. In: XXVII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2003, Atibaia. Anais...Atibaia: Anpad, 2003.

BERG, B.L. Qualitative research methods for the Social Sciences. 3.ed. Needham Heigts, MA: Allyn and Bacon, 1998

BERGER, P. T.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, 1995.

BRASIL JÚNIOR. Movimento de Empresas Juniores. Disponível em: www.brasiljunior.org.br. Acesso em: 15/10/2008.

CRESWELL, J. W. Qualitative Inquiry and Research Design: chossing among five traditions. California: Sage Publications, Inc, 1998.

DRUCKER, P. Administrando em tempos de grandes mudanças. São Paulo: Pioneira Administração e Negócios, 1995a.

DRUCKER, P. Sociedade Pós-Capitalista. 4.ed. São Paulo. Pioneira Administração e Negócios, 1995b.

EMPRESA JÚNIOR PUC-RIO. Disponível em: www.empresajunior.com.br. Acesso em: 15/02/2009.

FERREIRA-DA-SILVA, R. C.; ROCHA-PINTO, S. R. O sentido do Trabalho das Artesãs de uma Cooperativa Popular, um Estudo de Caso na Coopa-Roca. In: XIV Seminário de Iniciação Científica da Puc-Rio, 2006, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2006.

FIATES, G. G. S. Avaliação de Ferramentas da Internet para apoiar o desenvolvimento de organizações de aprendizagem. Santa Catarina, 2001. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Universidade Federal de Santa Catarina.

FIOL, C. M.; LYLES, M. A. Organizational Learning. Academy of Management Review, v. 10, n. 4, p. 803 – 813, 1985.

GARVIN, D. A. Building a Learning Organization. Harvard Business Review, v. 22, n.2, p. 78 – 91, 1993.

JADE (CONFEDERAÇÃO EUROPEIA DE EMPRESA JUNIORES). Disponível em: www.jadenet.org. Acesso em: 12/12/2008.

MANCIA, L.T.S.; BITENCOURT, C.C.; GONÇALO C. O Desenvolvimento de Competências: uma experiência baseada na proposta andragógica e na aprendizagem vivencial. In: XXVII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2003, Atibaia. Anais... Atibaia: Anpad, 2003.

MENDONÇA, V. H. B. O marketing social como diferencial entre as empresas juniores. Campo Grande, RJ, 2008. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso de Administração de Empresas), Centro Universitário Moacyr Sreder Bastos.

MENESES, P. P. M. Treinamento e Desempenho Organizacional: A Contribuição dos Modelos Lógicos e do Método Quase-Experimental para o Delineamento de Avaliações de Ações Educacionais. In: XXX Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2006, Salvador. Anais... Salvador: Anpad, 2006.

MERRIAM, S. Qualitative research and case study applications in education. San Francisco: Jossey-Bass, 1998.

MORIN, E.M. Os Sentidos do Trabalho, RAE Executivo, v.1, n.1, p.7175, ago/out 2002.

NETO, M. L.; JUNKES, N. P.; ROZAURO, D. Z.; BENKO, F.S. Empresa Júnior. Espaço de aprendizagem. Florianópolis, 2004.

NONAKA, I.; KOMMO, N. The concepts of “BA”: Druising a foundation for knowledge creation. California Management Review, v. 40, n.3, 1998.

NUNES, P. Conceito de equipes autogeridas. Disponível em: www.knoow.net. Acesso em: 10/05/2009.

PEREIRA, C. E; BOSQUETTI, M. A.; PAULA, P. P. P. G.; EBOLI, M. Educação Corporativa e Desenvolvimento de Competências: um Estudo de Caso no Setor de Auditoria. In: XXX Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2006, Salvador. Anais... Salvador: Anpad, 2006.

SENGE, P. M. A quinta disciplina. 7.ed. São Paulo: Best Seller, 1990.

SILVA, C. H. P.; SILVA, J. R. G. A Contribuição do Estágio Profissional no Processo de Formação das competências do administrador. In: XIV Seminário de Iniciação Científica da Puc-Rio, 2006, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2006.

SOUZA, A. S. O Conceito de Organizações de Aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel. Rio de Janeiro, 2007. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Departamento de Administração, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

SVEIBY, K. E. A nova riqueza das organizações. Gerenciando e avaliando patrimônios do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TAKEUCHI, H. Criação do conhecimento na empresa. Rio de Janeiro: Campus; 1997.

VERGARA, S. C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 1997.

VILLELA, L. E.; NASCIMENTO L. M. F. Competências Pós-Industriais Exigidas pelas Empresas a Estagiários e Recém-Formados – pesquisa de campo elaborada junto a sete unidades do CIEE localizadas nas maiores regiões metropolitanas do Brasil. In: XXVII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração EnANPAD, 2003, Atibaia. Anais... Atibaia: Anpad, 2003.

WERNECK, H. O Profissional do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2003. 174p

YIN, R. K. Case study research: design and methods. 2.ed. Thousands Oaks, Ca: Sage Publications, 1994.