A prática da replicação em pesquisas do tipo survey em administração de empresas Outros Idiomas

ID:
31471
Resumo:
A replicação de pesquisas do tipo survey nas ciências sociais aplicadas é amplamente encorajada pela teoria, por sua ligação com os avanços da ciência. O presente ensaio visa discutir o seu significado, a validade da repetição de pesquisas e sua incidência no Brasil. Além disso, algumas tipologias descritas na literatura são analisadas. Abordam-se a meta-análise e o seu relacionamento com replicações, as dificuldades e reflete-se sobre o porquê de se promover e publicar esse tipo de estudo acadêmico. Como fonte de evidências, o presente estudo analisa a incidência de pesquisas com a utilização da prática em amostra de publicações científicas nacionais na área de administração e observa a sua baixa ocorrência. Adicionalmente, incluem-se sugestões, de modo a incentivar a utilização da replicação, especialmente dirigida aos editores, pesquisadores e estudantes de Administração.
Citação ABNT:
LENNAN, M. L. F. M.; AVRICHIR, I. A prática da replicação em pesquisas do tipo survey em administração de empresas. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 13, n. 4, p. 39-61, 2012.
Citação APA:
Lennan, M. L. F. M., & Avrichir, I. (2012). A prática da replicação em pesquisas do tipo survey em administração de empresas. Administração: Ensino e Pesquisa, 13(4), 39-61.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/31471/a-pratica-da-replicacao-em-pesquisas-do-tipo-survey-em-administracao-de-empresas/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALRECK, P. L.; SETTLE, R. B. The survey research handbook,MacGraw-Hill Higher Education 3.ed., 2004.

BERNDT, A.; OLIVEIRA, L. A Construção do Saber Administrativo por meio de Replicagens em Pesquisas por Levantamento (Survey). Revista ANGRAD, v. 6, n. 3, p. 9 -26, 2005.

BERTHON, P.; PITT, L.; EWING, M.; CARR, C. L. Potential Research Space in MIS: A Framework for Envisioning and Evaluating Research Replication, Extension and Generation. Information Systems Research,v. 13, n. 4, p. 416 – 427, 2002.

BIDO, D.; SOUZA, C.; SILVA, D.; GODOY, A.; TORRES, R. Qualidade dos Relatos dos Procedimentos Metodológicos em Periódicos Nacionais na Área de Administração de Empresas: o caso da modelagem de equações estruturais nos periódicos nacionais entre 2001 e 2010. O&S Salvador, v. 19, n. 60, p. 125 – 144, 2012.

BURMAN, L.; REED, R.; ALM, J. A Call for Replications. Public Finance Review, v. 38, n. 6, p. 787793, 2010.

CAPPELLE, M.; BRITO M.; MELO, M.; VASCONCELOS, K. A produção científica sobre gênero na Administração: uma meta-análise. In: ENCONTRO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 30., 2006, Salvador. Anais... 2006.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Business Research: a practical guide for undergraduate and postgraduate students. Palgrave Macmillan, v. 9, 1997.

COOPER, D.R.; SCHINDLER, P.S. Business Research Methods,MacGraw-Hill International Edition, 2008.

CRESWELL, J. W. Research Design:Qualitative and Quantitative Approaches, Thousand Oaks: Sage, 1994.

DARLEY, W. K. Status of Replication Studies in Marketing: a validation and extension. The Marketing Management Journal, v. 10, n. 2, p. 121-132, 2000.

DEWALD, W.; THURSBY, J.; ANDERSON, R. Replication in Empirical Economics: The Journal of Money, Credit and Banking Project. American Economic Review, v. 78, n. 11621163. 1986.

EASLEY, R. W.; MADDEN, C. S.; DUNN, M. G. Conducting Marketing Science: The Role of Replication in the Research Process. Journal of Business Research, v. 48, n. 1, p. 83–92, 2000.

EDEN, D. Replication, Meta-Analysis, Scientific Progress, and AMJ’s Publication Policy. Academy of Management Journal, v. 45, n.5, p. 841-846, 2002.

EVANSCHITZKY, H.; ARMSTRONG, J. S. Replications of Forecasting Research. International Journal of Forecasting. p. 112, 2009.

EVANSCHITZKY, H.; BAUMGARTH, C.; HUBBARD, R.; ARMSTRONG, J. S.; Replication research’s disturbing trend. Journal of Business Research, v. 60, p. 411415. 20 07.

FENSTERSEIFER, J. E.; SAUL, N. Investimentos de capital nas grandes empresas. Revista de Administração, v. 28, n. 3, p. 3-12, 1993.

GLANTON, P. Report on the American Economic Review Data Availability Compliance Project Vanderbilt University,p. 1-12, 2010.

HAMERMESH, D. Viewpoint: Replication in Economics. Canadian Journal of Economics, v. 40, n. 3, p. 715-733, 2007.

HENDRICK, C. Replication, Strict Replications, and Conceptual Replications: are they important? In: NEWLIEP, J.W. (Ed.).Replication Research in the Social Sciences. Newburry Park, Sage Publications, 1991, p. 41-49.

HUBBARD, R.; VETTER, D.; LITTLE, E.; Replication in Strategic Management: Scientific Testing for Validity, Generalizability, and Usefulness. Strategic Management Journal, v. 19, p. 243-254, 1998.

HUNTER, J. The Desperate Need for Replications. Journal of Consumer Research, v. 28, p. 149-158, 2001.

KING, G. Replication, Replication. Political Science & Politics, Harvard University, p. 444-452, 1995.

MADDEN, C. S.; EASLEY, R.W.; DUNN, M. G. How Editors View Replication Research. Journal of Advertising, v. 29, n. 4, 2005.

MARCHETTI, R.; PRADO, P. H. M. Avaliação da satisfação do consumidor utilizando o método deequações estruturais: um modelo aplicado ao setor elétrico brasileiro. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 8, n. 4, 2004.

MARTIGNAGO, G.; ALPERSTEDT, G. A Pesquisa em Gestão Internacional no Brasil entre 2001 e 2010: Um estudo a partir dos Anais do Enanpad, In: ENCONTRO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 35, Rio de Janeiro, Anais...,2011.

MORENO, A. B.; FAERSTEIN, E.; WERNECK, G. L.; LOPES, C. S.; CHOR, D. Propriedades psicométricas do Instrumento Abreviado de Avaliação de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde no Estudo Pró-Saúde. Caderno de Saúde Pública, 2006.

MORRISON, R; MATUSZEK, T.; SELF, D. Preparing a Replication or Update Study in the Business Disciplines. European Journal of Scientific Research, v. 47, n.2, p. 278-287, 2010.

NEVES, J. A. D.; COSTA, A. M. Fatores de localização de postos de combustíveis em Fortaleza. RAC – Revista de Administração Contemporânea,v. 12, edição especial, 2008.

NEVES, J. A identidade e a focagem dos empregados de restaurantes de Fortaleza. Revista de Admnistração, São Paulo, v. 42, n.4, p. 443-453, 2007.

PHILLIPS, E.; PUGH, D. S. How to Get a PHD: a handbook for students and their supervisors, Open University Press, Buckingham, Philadelphia, 2.ed, 1987.

POMERANCE, E.; ZIELSKE, H. How frequently should you advertise? Media/Scope, 1959.

PRATES, A. A. P. Redes sociais em comunidades de baixa renda: os efeitos diferenciais dos laços fracos e dos laços fortes. Revistade Admnistração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 5, 2009.

RIEDL, M. Paradigmas Teóricos de Estrutura e Mudança Social. Santa Cruz do Sul: UNISC, 2007.

ROCH, S. Quem Responde pelo Desempenho Limitado da Produção Científica em Administração no Brasil? Organizações e Sociedade,v. 10, n. 28, p. 165-167, 2003.

RODRIGUES, A.; ASSMAR, E. M. L. Influência social, atribuição de causalidade e julgamentos de responsabilidade e justiça. Psicologia, Reflexão e Crítica, v. 16, n. 1, 2003.

SHENG, H. H.; SAITO, R. Análise de Métodos de Replicação: o Caso Ibovespa. Revista de Administração de Empresas,v. 42, n. 2, 2002.

SIMON, J. What Do Zielske’s Real Data Really Show About Pulsing? Journal of Marketing Research,v. 16, n.1, p.415420, 1979.

SINGH, K.; ANG, S.; LEONG, S. Increasing Replication for Knowledge Accumulation. Strategy Research. Journal of Management, v. 29, n. 4, p. 533-549, 2003.

TENÓRIO, F. Gestão Social: Uma replica. Revista ADM. MADE, v. 13, n. 2, p.1-4, 2009.

TONCAR, M. F.; MUNCH, J. M. Meaningful replication: when is a replication no longer a replication? A rejoinder to Stella and Adam. Journal of Marketing Theory e Practice, v. 18, n. 1, p. 71-80, 2010.

TSANG, E.; KWAN, K. Replication and Theory Development in Organizational Science: a Critical Realistic Perspective. Academy of Management Review,v. 24, n. 4, p. 759 – 780, 1999.

UNCLES, M. Publishing Replications in Marketing. International Journal of Market Research, v. 53, n. 5, 2011.

VELUDO-DE-OLIVEIRA, T. M.; OLIVEIRA, B. Diretrizes para a adequação metodológica e integridade da pesquisa em Administração. RAD,v.14, n.1, 2012.

YASSUDA, M. S.; BATISTONI, S. S. T.; FORTES, A. G.; NERI, A. L. Treino de memória no idoso saudável: benefícios e mecanismos. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 19, n. 3, p. 470-481, 2006.