Apuração do custo da diária de internação hospitalar: um estudo de caso Outros Idiomas

ID:
31862
Resumo:
A apuração de custos em hospitais é um processo complexo, em virtude da complexidade inerente à própria organização que tem em seu bojo uma multiplicidade de serviços e profissionais gerando simultaneamente um volume expressivo de dados que necessitam ser capturados e processados. Este artigo apresenta os resultados de uma dissertação de mestrado que ser propôs a apurar o custo da diária de internação de um hospital público. Assim, são apresentados os resultados desse estudo de caso com abordagem quantitati va, descrevendo objetivamente os passos metodológicos percorridos para a apuração do custo do paciente-dia ou diária de internação hospitalar, acompanhados dos resultados. Ficou evidente a importância do sistema de informação no processo de apuração de custos hospitalares e também a importância da informação produzida pela contabilidade na gestão dos hospitais públicos. Através da pesquisa, foi produzida uma informação de grande importância, mas que o gestor da unidade não dispunha, ou seja, o custo da diária de internação de um paciente e adicionalmente apresentou-se a comparação desse custo com a receita obtida.
Citação ABNT:
SOUZA, P. C.; SCATENA, J. H. Apuração do custo da diária de internação hospitalar: um estudo de caso. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, v. 11, n. 2, p. 123-135, 2014.
Citação APA:
Souza, P. C., & Scatena, J. H. (2014). Apuração do custo da diária de internação hospitalar: um estudo de caso. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 11(2), 123-135.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/31862/apuracao-do-custo-da-diaria-de-internacao-hospitalar--um-estudo-de-caso/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABBAS, K. Gestão de custos hospitalares. Dissertação de mestrado em engenharia de produção. Santa Catarina: UFSC, 2006.

BEULKE, R; BERTÓ, J.D. Gestão de custos e resultados na saúde: hospitais, clínicas, laboratórios e congêneres. 4. ed. rev. atualizada e ampliada. São Paulo: Saraiva, 2008.

BEUREN, I. M.; SCHLINDWEIN, N. F. Uso do Custeio por Absorção e do Sistema RKW para gerar informações gerenciais: Um estudo de caso em hospital. Associação Brasileira de Custos, Vol. III, nº. 2, 2008. Disponível em: www.abcustos.org.br.

CAMPOS, M. Apostila de sistema de informação. Disponível em: http://www.marcelocampos.com.br/academico/tur/download/aula007sistema.pdf (acesso dia 16.09.2008).

CHING, Y.H. Manual de custos de instituições de saúde: sistemas tradicionais de custos e sistema de custeio baseado em atividades (ABC). São Paulo: Atlas, 2001.

DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. DATASUS. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES. Brasília; 2007. [acesso dia 27 de novembro de 2007]. Disponível em: http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome.asp?VTipo=0

FALK, J.A. Gestão de custos para hospitais: conceitos, metodologias e aplicações. São Paulo: Atlas, 2001.

FALK, J.A. Tecnologia de informação para gestão de custos e resultados no hospital: considerações e dicas para implantação de um modelo brasileiro. São Paulo: Atlas, 2008.

MARTINS, E. Contabilidade de custos. 5ª. ed. rev. São Paulo: Atlas, 1996.

MARTINS, G.A. Métodos convencionais e não-convencionais e a pesquisa em administração. Caderno de pesquisas em administração. V. 00, Nº. 0, 2º. Semestre, 2004.

MENDES, EV. A organização da saúde no nível local. São Paulo: Hucitec, 1998.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Gabinete Ministerial. Portaria 312 de 02 de maio de 2002. Dispõe sobre a Padronização da Nomenclatura do Censo Hospitalar. Brasília, DF; 2002.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Economia da Saúde. Programa Nacional de Gestão de Custos. Manual Técnico de Custos: conceitos e metodologia. Brasília, DF; 2006.

SARAIVA, M.C. Investigação da mensuração de custos na formação dos preços dos serviços hospitalares: um foco na diária hospitalar [dissertação de mestrado]. Natal: Programa Multiinstitucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis UNB, UFPB, UFPE, UFRN, 2006.

TANAKA, Y.O., MELO, C. Avaliação de Programas de Saúde do Adolescente: um modo de fazer. Editora da Universidade de São Paulo. São Paulo: 2001.

VASCONCELLOS, M.M; MORAES, I. H.; CAVALCANTE, M.T.L. Política de saúde e potencialidades de uso das tecnologias de informação. Saúde em Debate 2002; 26 Supl. 61: 219-235.