Vantagens competitivas de pequenas e médias empresas com a participação em redes de cooperação: o caso do Mercado Tutto Outros Idiomas

ID:
32532
Resumo:
Este caso de ensino aborda as vantagens competitivas obtidas pelas pequenas e médias empresas com a participação em redes de cooperação, por meio da narração da história de um mercado de gestão familiar que, com o passar dos anos, passou a integrar uma rede de cooperação. Com a sucessão da gestão do mercado, as vantagens e benefícios da associação com outras empresas estão sendo questionadas, levando a nova gestão à necessidade de decisão acerca da continuidade da participação nesta rede de cooperação. Os dados estudados foram obtidos por meio de observação direta e entrevistas com os gestores da empresa e da rede de cooperação.
Citação ABNT:
NESPOLO, D.; TISOTT, P. B.; DIAS, D. T. ?.; SOUZA, A.; MILAN, G. S. Vantagens competitivas de pequenas e médias empresas com a participação em redes de cooperação: o caso do Mercado Tutto. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 3, n. 2, p. 145-160, 2014.
Citação APA:
Nespolo, D., Tisott, P. B., Dias, D. T. ?., Souza, A., & Milan, G. S. (2014). Vantagens competitivas de pequenas e médias empresas com a participação em redes de cooperação: o caso do Mercado Tutto. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 3(2), 145-160.
DOI:
10.14211regepe3292
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/32532/vantagens-competitivas-de-pequenas-e-medias-empresas-com-a-participacao-em-redes-de-cooperacao--o-caso-do-mercado-tutto/i/pt-br
Tipo de documento:
Caso de Ensino
Idioma:
Português
Referências:
BALESTRIN, A.; VERSCHOORE, J. Redes de cooperação empresarial: Estratégias de gestão na nova economia. 1. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

CASAROTTO FILHO, N.; PIRES, L. H. Redes de Pequenas e Médias Empresas e Desenvolvimento Local: Estratégias para a Conquista da Competitividade Global com Base na Experiência Italiana. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

COOKE, P.; MORGAN, K. The Network Paradigm. New Departures in Corporate and Regional Development. Environment and Planning: Society and Space, v. 11, n. 5, p. 543-564, 1993.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências. São Paulo: Atlas, 2000.

LIENDO, M.; MARTÍNEZ, A. Asociatividad. Una alternativa para el crecimiento y desarrollo de las PYMES. Sextas Jornadas Investigaciones en la Facultad de Ciencias económicas y estadísticas, Universidad Nacional de Rosario, Noviembre 2001.

OLAVE, M. E. L.; AMATO NETO, J. Redes de cooperação produtiva: Uma estratégia de competitividade e sobrevivência para pequenas e médias empre sas. Gestão & Produção, v. 8, n. 3, p. 289-303, dez. 2001.

PERUCIA, A.; ORSOLIN, G.; BORTOLASO, I. Capítulo 1: Estratégia. In: ANTUNES, J.; BALESTRIN, A.; VERSCHOORE, J. Práticas de Gestão de Redes de Cooperação. 1. ed. São Leopoldo: UNISINOS, 2010.

PROVAN, K. G., KENIS, P. Modes of network governance: Structure, management, and effectiveness. Journal of Public Administration Research and Theory. v. 18, p. 229-252, 2008.

RAMBO, J. A.; RUPPENTAHL, J. E. As redes de cooperação no contexto do desenvolvimento local e regional. XXIV Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Novembro de 2004. Florianópolis/SC.

REDE SUPER ÚTIL. Disponível em: . Acesso em 05 jun.2013.