O valor da perpetuidade na avaliação de empresas no Brasil

ID:
32702
Resumo:
A maximização do valor de um negócio constitui-se como meta principal de gestão das empresas. O presente estudo analisa o impacto do valor terminal nos laudos de avaliação sobre o valor da empresa, tendo como objeto de estudo, as Ofertas Públicas de Aquisição de Ações dos anos de 2005 a 2009. A premissa considerada é de que o valor terminal tem maior participação no valor econômico da empresa do que o valor presente do período de projeção explícita, sendo o mesmo, correlacionado com o setor de atuação da empresa e com o período de tempo considerado para as projeções previsíveis. Os testes empíricos realizados com a utilização de estatística descritiva, medidas de tendência não-central e análise de conglomerados onde se esperava que o valor terminal tivesse maior participação percentual no valor econômico estimado para a empresa do que a o valor presente da projeção explícita, o mesmo não compõe a maior parte do valor da empresa avaliada, e ainda, para os setores de construção/ transporte e utilidade pública não é possível afirmar uma homogeneidade na avaliação da perpetuidade de suas empresas, e para o período de projeção explícita de dez anos não há discrepâncias no valor terminal de uma empresa para outra.
Citação ABNT:
CUNHA, M. F.; IARA, R. N.; RECH, I. J. O valor da perpetuidade na avaliação de empresas no Brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 8, n. 20, p. 17-31, 2014.
Citação APA:
Cunha, M. F., Iara, R. N., & Rech, I. J. (2014). O valor da perpetuidade na avaliação de empresas no Brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, 8(20), 17-31.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/32702/o-valor-da-perpetuidade-na-avaliacao-de-empresas-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ASSAF NETO, Alexandre. A contabilidade e a gestão baseada no valor. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, VI, 1999. São Paulo, Anais..., São Paulo: Associação Brasileira de Custos, 1999, CD-ROM.

ASSAF NETO, Alexandre. Contribuição ao estudo da avaliação de empresas no Brasil – uma aplicação prática. 202p. Tese (Livre Docência) Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de Ribeirão Preto, São Paulo. 2003. Disponível em: http:// www.institutoassaf.com.br/downloads/tese_ livre_docencia.pdf. Acesso em: 07 jun. 2010.

ASSAF NETO, Alexandre. Finanças corporativas e valor, 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

ASSAF NETO, Alexandre.; LIMA, Fabiano Guasti. Curso de Administração financeira. São Paulo: Atlas, 2009.

ASSAF NETO, Alexandre.; LIMA, Fabiano Guasti; ARAÚJO, Adriana Maria Procópio de. Uma proposta metodológica para o custo de capital no Brasil. R. Adm, São Paulo, v. 43, n. 1, p. 72-83, 2008.

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). Instrução Normativa nº. 361, de 5 de março de 2002. Dispõe sobre o procedimento aplicável às ofertas públicas de aquisição de ações. Disponível em: http://www.cvm.gov.br/ asp/cvmwww/atos/exiato.asp?Tipo=I&File=/ inst/inst361.htm. Acesso em: 03 mai. 2010.

COPELAND, Tom; KOLLER, Tim; MURRIN, Jack. Valuation: calculando e gerenciando o valor das empresas. 3ª ed. São Paulo: Pearson Makron Books, 2002.

CORREIA NETO, Jocildo Figueiredo; MOURA, Heber Jose de; FORTE, Sérgio Henrique Arruda Cavalcante. Modelo prático de previsão de fluxo de caixa operacional para empresas comerciais considerando os efeitos do risco, através do Método de Monte Carlo. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, Ed. 27, v. 8, n. 3, UFRGS, 2002. Disponível em: http://read.adm.ufrgs.br/ edicoes/pdf/artigo_100.pdf. Acesso em: 24 de set. 2010.

CUNHA, Moisés Ferreira da. RECH, Ilírio José. Custo de capital médio ponderado na avaliação de empresas no Brasil: uma investigação a aderência acadêmica e a prática de mercado. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, XVII, 2010. Belo Horizonte. Anais... Minas Gerais: Associação brasileira de custos, 2010.

DAMODARAN, Aswath. Avaliação de empresas. 2ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall. 2007.

FÁVERO, Luiz Paulo; BELFIORE, Patrícia; SILVA, Fabiana Lopes da; CHAN, Betty Lilian. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro; Elsevier, 2009.

GALDI, Fernando Caio; TEIXEIRA, Aridelmo José Campanharo; LOPES, Alexsandro Broedel. Análise empírica de modelos de valuation no ambiente brasileiro: fluxo de caixa descontado versus modelo de Ohlson (RIV). Revista Contabilidade & Finanças, São Paulo, v. 19, n. 47, p. 31 – 43, USP, 2008. Disponível em: http://www.eac. fea.usp.br/cadernos/completos/47/fernandoaridelmoalexsandro-pg31a43.pdf. Acesso em: 15 mar. 2010.

GARRÁN, Felipe Turbuk; MARTELANC, Roy. Metodologias em uso no Brasil para determinação do custo de capital próprio. In: Encontro da Associação Nacional de PrósGraduação e Pesquisa em Administração, XXXI, 2007, Rio de Janeiro, Anais... Rio de Janeiro: Anpad, 2007. CD-ROM.

GITMAN, Lauwrence Jeffrey. Princípios de administração financeira. 10ª ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley. 2004.

LOPO, Antônio et al. Custo de Oportunidade, Custo de Capital, Juros sobre Capital Próprio, EVA® e MVA®. Martins, Eliseu (Coord.). Avaliação de Empresas: da mensuração contábil à econômica. São Paulo: Atlas, 2001.

LOURENSI, Adriano; BOGONI, Nadia Mar; HOELTBEBAUM, Marianne; SILVEIRA, Amélia. Coerência e consistência das projeções do fluxo de caixa em laudos de avaliação de empresas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE, 18, 2008, Gramados. Anais... Rio Grande do Sul: Conselho Federal de Contabilidade, 2008. Disponível em: http://www.congressocfc.org. br/hotsite/trabalhos_1/285.pdf. Acesso em: 14 mar. 2010.

MACHADO, Michele Rilany Rodrigues. Fluxo de caixa descontado: metodologias e critérios adotados na determinação da taxa de desconto. In: Seminários em administração, X, 2007, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/ USP, 2007. CD-ROM.

MARTELANC, Roy et al. Utilização de metodologias de avaliação de empresas: resultado de uma pesquisa no Brasil. In: Seminário de administração, 7, São Paulo, 2005. Anais... São Paulo: FEA/USP/Programa de Pós-Graduação em Administração, 2005. CD-ROM.

MARTINS, Vinicius Aversari. Interações entre estrutura de capital, valor da empresa e valor dos ativos. 153 p. Tese (Doutorado em Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. São Paulo. 2005.

MODIGLIANI, F. MILLER, M. H.. The cost of capital, corporation finance and the theory of investment . The American Economic Review. v. XLVIII, n. 3, p. 261-297, jun. 1958.

MYERS, Stewart C. Interactions of corporate financing and investment decisionsimplications for capital budgeting. Journal of Finance. v. 29, n. 1, p. 1-25, mar. 1974.

PACE, Eduardo Sérgio Ulrich; BASSO, Leonardo Fernando Cruz; SILVA, Marcos Alessandro da. Indicadores de desempenho como direcionadores de valor. Rev. adm. contemp. [online]. 2003, vol.7, n.1, pp. 3765. ISSN 1982-7849. doi: 10.1590/S141565552003000100003. Disponível em: http:// www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-65552003000100003&script=sci_arttext. Acesso em: 21 out. 2010.

PEREIRO, Luis E. The practice of investment valuation in emerging markets: evidence from Argentina. Journal of Multinational Financial Management. v. 16, p.160–183, 2006.