Sustentabilidade ambiental em condomínios: utilização do método sicogea para avaliar os aspectos e impactos ambientais em um condomínio residencial Outros Idiomas

ID:
33293
Resumo:
Este estudo teve por objetivo avaliar os aspectos e impactos ambientais de um condomínio residencial com aporte da Contabilidade Gerencial Ambiental. Isto se deu mediante a identificação das situações deficitárias de maior prioridade para o condomínio, bem como da análise do grau de sustentabilidade obtido por meio da aplicação parcial do método SICOGEA - Sistema Contábil Gerencial Ambiental. O método utilizado foi o estudo de caso, com pesquisa exploratório-descritiva, envolvendo entrevista semiestruturada com a síndica deste condomínio. Analisando os resultados obtidos, com base no SICOGEA, constatou-se um grau de sustentabilidade global de 52%, considerado regular. Isto expressou, também, uma situação de desempenho ambiental médio, atendendo à legislação. Não obstante, pode-se considerar que o desempenho ambiental desta organização está aquém da almejada valorização ambiental e prevenção da poluição. Dos cinco critérios pesquisados, três apresentaram sustentabilidade deficitária, mostrando uma situação que pode estar causando danos ao meio ambiente. Os resultados encontrados, embora não possam ser generalizados, levam à tal fim, foi proposto um plano de gestão ambiental com ações de melhoria dos pontos críticos da organização.
Citação ABNT:
BACELO, J.; UHLMANN, V. O.; PFITSCHER, E. D.; SOUZA, M. M. Sustentabilidade ambiental em condomínios: utilização do método sicogea para avaliar os aspectos e impactos ambientais em um condomínio residencial. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 11, n. 31, p. 72-83, 2012.
Citação APA:
Bacelo, J., Uhlmann, V. O., Pfitscher, E. D., & Souza, M. M. (2012). Sustentabilidade ambiental em condomínios: utilização do método sicogea para avaliar os aspectos e impactos ambientais em um condomínio residencial. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 11(31), 72-83.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/33293/sustentabilidade-ambiental-em-condominios--utilizacao-do-metodo-sicogea-para-avaliar-os-aspectos-e-impactos-ambientais-em-um-condominio-residencial/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AVILA, Gilberto Jesus; PAIVA, Ely Laureano. Processos operacionais e resultados de empresas brasileiras após a certificação ambiental ISO14001. Gestão & Produção, São Carlos, v.13, n.3, p.475-487, set.-dez. 2006.

BARBIERI, José Carlos. Gestão Ambiental Empresarial: Conceitos, Modelos e Instrumentos. São Paulo: Saraiva, 2006.

CERQUEIRA, Jorge P. de. MARTINS, Márcia Copello. Auditorias de Sistemas de Gestão: ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO/EIC 17025, SA 8000, ISO 19011. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2004.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE (CFC). Resolução nº. 1.003, de 19 de agosto de 2004. Dispõe sobre informações de natureza social e ambiental. Disponível em:< http://www.cfc.org.br/sisweb/sre/docs/RES_1003.doc>. Acesso em: 23 mar. 2010.

DE BEER, P.; FRIEND, F. Environmental accounting: a management tool for enhancing corporate environmental and economic performance. Ecological Economics, v. 58, n. 3, p. 548-560, 2006.

ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY (EPA). Na introduction to environmental accounting as a business management tool: key concept and terms. 1995.

FERREIRA, A. C. de S. Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. São Paulo: Atlas, 2003.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

HENRI, J. F.; JOURNEAULT, M. Environmental performance indicators: an empirical study of Canadian manufacturing firms.” Journal of Environmental Management, v. 87, n. 1, p. 165-176, 2008.

INSTITUTE OF MANAGEMENT ACCOUNTING (IMA). Statements on management accounting (SMAs) nº. 1 – definition of management accouting. 2001.

JABBOUR, Charbel José Chiappetta; SANTOS, Fernando César Almada; JABBOUR, Ana Beatriz Lopes de Sousa. A importância dos fatores humanos no desenvolvimento de produtos com elevado desempenho ambiental: estudo de casos. Revista de Administração Mackenzie, vol. 10, n. 4, p. 32-56, 2009.

LERÍPIO, Alexandre de Ávila. GAIA: um método de gerenciamento de aspectos e impactos ambientais. Florianópolis, 2001. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Programa de Pós-Graduação em Engenharia da Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, 2001.

MOLLER, A.; SCHALTEGGER, S. The sustainability balanced scorecard as a framework for eco-efficiency analysis. Journal of Industrial Ecology, v. 9, n. 4, p. 73-83, 2005.

OLIVEIRA, Ricardo Luciano de. MACHADO, André Gustavo Carvalho. Gestão ambiental empresarial: estudo de casos em empresas líderes dos setores supermercadista e de refrigerantes. Revista de Gestão Social e Ambiental – RGSA, v. 4, n. 2, p. 21-39, maio/agosto 2010.

PFITSCHER, Elisete Dahmer. Gestão e sustentabilidade através da contabilidade e controladoria ambiental: estudo de caso na cadeia produtiva de arroz ecológico. Florianópolis, 2004, 252 p. Tese (Doutorado em Engenharia da Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia da Produção, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2004.

QUEIROZ, Adriana Pinheiro de et al. Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável. In: BRAGA, C. (Org.). Contabilidade ambiental: ferramenta para a gestão da sustentabilidade. São Paulo: Atlas, 2007