As interconexões entre a gestão da informação e a gestão do conhecimento para o gerenciamento dos fluxos informacionais Outros Idiomas

ID:
33854
Resumo:
Aborda as interconexões entre a gestão da informação e a gestão do conhecimento para o gerenciamento dos fluxos informacionais. A partir de uma revisão de literatura de modo a obter um embasamento que permita aclarar essa questão. Apresenta as peculiaridades que envolvem a gestão dos fluxos formais [gestão da informação] e dos fluxos informais [gestão do conhecimento], bem como os fatores que propiciam uma melhor compreensão no que tange ao foco da gestão da informação e da gestão do conhecimento. O gerenciamento eficiente dos fluxos informacionais demanda a necessidade de se implantar a gestão da informação e do conhecimento para sua real efetividade. Evidencia-se que esses dois modos de gestão se inter-relacionam de tal forma que, na ausência de uma a outra é afetada, repercutindo diretamente na gestão dos fluxos de informação e, assim, na capacidade de a organização gerar conhecimento e tomar decisões com diferencial competitivo.
Citação ABNT:
SANTOS, C. D.; VALENTIM, M. L. P. As interconexões entre a gestão da informação e a gestão do conhecimento para o gerenciamento dos fluxos informacionais. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 4, n. 2, p. 19-33, 2014.
Citação APA:
Santos, C. D., & Valentim, M. L. P. (2014). As interconexões entre a gestão da informação e a gestão do conhecimento para o gerenciamento dos fluxos informacionais. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 4(2), 19-33.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/33854/as-interconexoes-entre-a-gestao-da-informacao-e-a-gestao-do-conhecimento-para-o-gerenciamento-dos-fluxos-informacionais/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARBOSA, R. R. Gestão da informação e do conhecimento: origens, polêmicas e perspectivas. Informação & Informação, Londrina (PR), v. 13, n.esp., p. 1-25, 2008. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1843/1556. Acesso em: 10 jan. 2014.

BEAL, A. Gestão estratégica da informação: como transformar a informação e a tecnologia da informação em fatores de crescimento e de alto desempenho nas organizações. São Paulo: Atlas, 2004. 144p.

CALAZANS, A. T. S. Conceitos e uso da informação organizacional e informação estratégica. Transinformação, Campinas (SP), v. 18, n. 1, p. 63-70, jan./abr. 2006. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/view/683/663. Acesso em: 10 jan. 2014.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: SENAC Editora, 2006. 426p.

DAVENPORT, T. H.; MARCHAND, D. A; DICKSON, T. (Org.). Dominando a gestão da informação. Porto Alegre: Bookman, 2004. p. 189-194.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998. 316p.

GARCIA, R.; FADEL, B. A percepção do indivíduo na gestão do conhecimento organizacional: estudo teórico-empírico das influências da interferência nos fluxos informacionais na criação de conhecimento e tomada de decisão. In: ENCONTRO DE PESQUISADORES DA UNI-FACEF, 10., Franca (SP). Anais... Franca: Uni-Facef, 2009. p.492-509. Disponível em: http://www.facef.br/novo/3fem/Encontro/Arquivos/Regis%20Garcia%20e%20Barbara.pdf. Acesso em: 10 jan. 2014.

GARCIA, R.; FADEL, B.. Comportamento decisório e comunicação: da informação ao conhecimento. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v.3, n.1, p.100-112, jan./dez. 2010a. Disponível em: http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/29/59. Acesso em: 10 jan. 2014.

GARCIA, R.; FADEL, B.. Cultura organizacional e as interferências nos fluxos informacionais (IFI). In: VALENTIM, M. L. P. (Org.). Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010b. p. 211-233 (E-Book) Disponível em: http://static.scielo.org/scielobooks/j4gkh/pdf/valentim-9788579831171.pdf. Acesso em: 10 jan. 2014.

HOFFMANN, W. A. M. Gestão do conhecimento: desafios de aprender. São Carlos: Compacta, 2009. 188p.

LEITE, F. C. L. Comunicação científica e gestão do conhecimento: enlaces conceituais para fundamentação da gestão do conhecimento científico no contexto das universidades. Transinformação, Campinas (SP), v. 19, n. 2, p. 139-151, maio/ago. 2007. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/transinfo/article/view/611/591. Acesso em: 10 jan. 2014.

MCGEE, J.; PRUSAK, L. Gerenciamento estratégico da informação: aumente a competitividade e eficiência de sua empresa utilizando a informação como uma ferramenta estratégica. Rio de Janeiro: Elsevier, 1994. 224p.

MCLUHAN, H. M. The medium is the message: An inventory of effects. New York: Random House, 1967.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Teoria da criação do conhecimento organizacional. In: ______. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008. p.54-90.

PÉREZ-MONTORO GUTIÉRREZ, M. Gestión del conocimiento em las organizaciones: fundamentos, metodologías y praxis. Gijón: Trea, 2008. 260p.

PILLANIA, R. K. State of organizational culture for knowledge management in Indian industry. Global Business Review, v.7 n.1, p.119-35, Feb., 2006.

PONJUÁN DANTE, G. Gestión de la información: dimensiones e implementación para el éxito organizacional. Rosario: Nuevo Parhadigma, 2004. 218p.

PROBST, G.; RAUB, S.; ROMHARDT, K. Gestão do conhecimento: os elementos construtivos do sucesso. Porto Alegre: Bookman, 2002. 288p.

RODRIGUES, C.; BLATTMANN, U. Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 43-58, jul./dez. 2011. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/9999/6922. Acesso em: 10 jan. 2014.

ROSSATO, M. A. Gestão do conhecimento: a busca da humanização, transparência, socialização e valorização do intangível. Rio de Janeiro: Interciência, 2002. 264p.

SHANNON, C. E.; WEAVER, W. The mathematical theory of communication. Urbana: University of Illinois Press, 1963. 125p.

STAREC, C. A Dinâmica da Informação: a gestão estratégica da informação para a tomada de decisão nas organizações. In: CHAVES, J. B. L; STAREC, C.; GOMES, E. B. P. (Org.). Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva. São Paulo: Saraiva, 2006. p. 47-66 (EBook)

STOLLENWERK, M F. L. Gestão do conhecimento: conceitos e modelos. In: TARAPANOFF, K. (Org.). Inteligência organizacional e competitiva. Brasília: Editora UnB, 2001. p.143-163.

TARAPANOFF, K. Informação, conhecimento e inteligência em corporações. In: ______ (Org.). Inteligência, informação e conhecimento. Brasília: IBICT; UNESCO, 2006. p. 19-35.

TERRA, J. C. C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial. 3.ed. São Paulo: Negócio, 2001. 313p.

VALENTIM, M. L. P. Processo de inteligência competitiva organizacional. In: ______ (Org.). Informação, conhecimento e inteligência organizacional. Marília: FUNDEPE Editora, 2006. p.9-24.

VALENTIM, M. L. P.. Ambientes e fluxos de informação. In: ______ (Org.). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. p.13-22.

VALENTIM, M. L. P.. Gestão da informação e gestão do conhecimento: especificidades e convergências. Londrina: Infohome, 2004 (Artigo em Web). Disponível em: http://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=88. Acesso em: 10 jan. 2014.

VALENTIM, M. L. P.. Inteligência competitiva em organizações: dado, informação e conhecimento. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 3., n. 4, p. 1-13, ago. 2002. Disponível em: http://www.dgz.org.br/ago02/Art_02.htm. Acesso em: 10 jan. 2014.

VALENTIM, M. L. P.; TEIXEIRA, T. M. C. Fluxos de informação e linguagem em ambientes organizacionais. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.22, p.151-156, maio/ago. 2012. Disponível em: http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/10651/7764. Acesso em: 10 jan. 2014.

VITAL, L. P.; FLORIANI, V. M.; VARVAKIS, G. Gerenciamento do fluxo de informação como suporte ao processo de tomada de decisão. Informação & Informação, Londrina (PR), v. 15, n. 1, p. 85-103, jun./jul. 2010. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/5335/5880. Acesso em: 10 jan. 2014.

WILD, R.; GRIGGS, K. A model of information technology opportunities for facilitating the practice of knowledge management. VINE: The ournal of nformation and no ledge anagement S stems, v. 38, n. 4, p. 490-506, 2008.

WILSON, T. D. A problemática da gestão do conhecimento. In: TARAPANOFF, K. (Org.). Inteligência, informação e conhecimento. Brasília: IBICT; UNESCO, 2006. p. 37-55.

ZABOT, J. B.; SILVA, L. C. M. Gestão do conhecimento aprendizagem e tecnologia: construindo a inteligência coletiva. São Paulo: Atlas, 2002. 142p.