Formação por competência: experiência na estruturação do projeto pedagógico de um curso de Administração Outros Idiomas

ID:
34344
Resumo:
O artigo tem como objetivo relatar a experiência na estruturação do projeto pedagógico por competência em um curso de Administração. Para o desenvolvimento das habilidades e competências, foram consideradas as constantes nas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) da Resolução 04/2005, na Pesquisa Nacional do Conselho Federal de Administração e Conselho Regional da Administração (CFA/CRA) de 2011 e nos materiais de uma consultoria. Para atender aos objetivos, a pesquisa foi definida, com relação aos fins, como sendo descritiva, e com relação aos meios, como sendo uma pesquisa ação. A estratégia de abordagem é o estudo de caso. Este artigo propõe um roteiro para implantação de um Projeto Pedagógico de Curso (PPC) baseado em formação por competências ou pedagogia das competências e aprendizagem significativa, a partir de uma situação empírica. Constatou-se que qualquer futura implantação de uma nova proposta pedagógica por competência necessitará de uma mudança de mentalidade e paradigma do coordenador do curso, do seu corpo docente, dos alunos e, ainda, da IES para a consecução da formação dos alunos. Esta experiência visa contribuir para o estado da arte de administrar e educar, tendo em vista uma educação sólida, eficaz para atender aos interesses das organizações que contratarão esses profissionais.
Citação ABNT:
CHING, H. Y.; SILVA, E. C.; TRENTIN, P. H. Formação por competência: experiência na estruturação do projeto pedagógico de um curso de Administração. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 4, p. 661-661, 2014.
Citação APA:
Ching, H. Y., Silva, E. C., & Trentin, P. H. (2014). Formação por competência: experiência na estruturação do projeto pedagógico de um curso de Administração. Administração: Ensino e Pesquisa, 15(4), 661-661.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/34344/formacao-por-competencia--experiencia-na-estruturacao-do-projeto-pedagogico-de-um-curso-de-administracao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA, L. R. M. Avaliação formativa no contexto da construção do mapa conceitual. Sitientibus, Feira de Santana, n. 36, p.175-195, 2007.

ANTUNES, C. Como desenvolver as competências em sala de aula. 4.ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação (CNE). Resolução n° 4 de 13/07/2005. Brasília, 2005. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração, bacharelado, a serem observadas pelas Instituições de Ensino Superior em sua organização curricular.Brasília, 2005. Disponível em: . Acesso em 20/01/2014.

BURNIER, S. Pedagogia das competências: conteúdos e métodos. Boletim Técnico Senac, v. 27, n. 3, 2001.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Portaria 776/77 de 03/12/1997. Orienta para as diretrizes curriculares dos cursos de graduação.Brasília, 1999. Disponível em:. Acesso em: 13/02/2014.

DUCCI, M. A. El enfoque de competencia laboral en la perspectiva internacional. In: formación basada en competencia laboral. Montevideo: Cinterfor/OIT, 1997.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: Um Quebra-Cabeça Caleidoscópio da Indústria Brasileira. São Paulo: Atlas, 2000.

FLEURY, M. T. L. As pessoas na organização. São Paulo: Editora Gente, 2002.

KOBAYASHI, R. M.; LEITE, M. M. J. Formação de competências administrativas do técnico de enfermagem. Rev. Latino-Am Enfermagem, v. 12, n. 2, p.221-227, 2004.

LEBOYER, C. L. Gestión de las competencias.Barcelona: Ediciones 2000, 1997.

MEACHAM, J. The class of 2025, Time Magazines Europe Ltd,v. 182, n. 15, p. 34-39, October 2013.

MENINO, S.E. Considerações sobre o ensino por competências. In: IX SEMEAD, FEA/ USP, São Paulo, 2006.

MOREIRA, M.A. A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: Universidade de Brasília, 2006.

NOVAK, J. D.; CAÑAS, A. J. A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborálos e usá-los. Práxis Educativa, v. 5, n. 1, p. 9-29, 2010.

OLIVEIRA, A. C. C. O curso de administração à luz das diretrizes curriculares nacionais. Sitientibus, n. 32, p. 29-42, 2005.

OLIVEIRA, V. F.; CHAMBERLAIN, Z. Engenharia sem fronteiras. Passo Fundo: Universidade do Passo Fundo, 2011.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1999.

RABECHINI JR., R.; CARVALHO, M. M. Perfil das competências em equipes de projetos. Revista de Administração de Empresas Eletrônica, v. 2, n. 1, p. 1-18, 2003.

RIBEIRO, L. M. M.; GUIMARÃES, T. A. Competências organizacionais e humanas de uma organização financeira estatal: O Ponto de Vista de seus Gerentes. In: EnANPAD, 22., 1998, Foz do Iguaçu. Anais...Foz do Iguaçu: Anpad, 1998.

SEMTEC (Secretaria de Educação Média e Tecnológica). Educação Profissional: Referenciais Curriculares Nacionais da Educação de Nível Técnico. Ministério da Educação. Brasília, 2000. Disponível em: Acesso em: 25/01/2014.

SIQUEIRA, L.; NUNES, S. C. Um olhar sobre o projeto pedagógico e as práticas docentes baseados na proposta de formação por competências. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 12, n. 2, p. 415-445, 2011.

SPENCER, L. M.; SPENCER, S. M. Competence at work: models for superior performance. New York: John Wiley & Sons, 1993.

ZABALA, M. A.; ARNAU, L. Como aprender e ensinar competências. Porto Alegre: Artmed, 2010.